Dourados – MS domingo, 28 de fevereiro de 2021
Dourados
36º max
22º min
Influx
Eleições

Vereadores participam de seminário sobre eleições municipais

04 Jul 2016 - 06h00
Curso Eleições 2016 foi ministrado pelo secretário judiciário do TRE-MS, Hardy Waldshmidt. - Crédito: Foto: Victor Chileno/ALMSCurso Eleições 2016 foi ministrado pelo secretário judiciário do TRE-MS, Hardy Waldshmidt. - Crédito: Foto: Victor Chileno/ALMS
Durante dois dias vereadores, técnicos legislativos e advogados participaram na Assembleia Legislativa do XII Seminário de Vereadores realizado pela Escola do Legislativo Senador Ramez Tebet. O tema central do evento foi Eleições 2016: O processo eleitoral e as alterações introduzidas minerreforma (Lei nº 12.891/2013).


De acordo com a diretora da Escola do Legislativo, Cheila Vendrami, o balanço do evento foi positivo. "Para nós da Assembleia Legislativa, foi importantíssimo propiciar as câmaras municipais e também aos vereadores essa formação, nos tivemos um número significativo de participantes. Vereadores e até pré-candidatos que estiveram conosco puderam tirar suas dúvidas, principalmente porque não tem nenhuma jurisprudência em relação a essa minirreforma. O curso foi produtivo, e aqueles que aqui estiveram saíram cientes das suas responsabilidades, de como ter que pautar dentro da campanha, durante a campanha e principalmente poder multiplicar esse conhecimento lá no seu partido, na sua base eleitoral", assegurou a diretora.


O secretário judiciário do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MS) e especialista em Legislação Eleitoral, Hardy Waldshmidt, que ministrou o curso, mostrou aos participantes todo o processo eleitoral, desde a convenção até chegar a diplomação, passando por todas as fases e mostrando as novidades que a minirreforma trouxe e como será implementada agora no processo eleitoral municipal. Hardy destacou que os recursos para as eleições de 2016 serão bastante escassos, porque a própria Lei limitou os gastos. "Nós vamos ter inúmeros municípios com o teto para prefeito em R$100 mil Reais e para vereador em R$10 mil, ficando de modo muito diferente de eleições anteriores".

Destaques


Em relação ao que pode e o que não pode nas eleições de outubro Hardy citou o exemplo que nos bens particulares havia a possibilidade de realização de diversas modalidades e que o tamanho da propaganda era de até quatro metros quadrados, agora o legislador reduziu para meio metro quadrado, o que gerou uma diminuição significativa no tamanho.


A propaganda está restrita ao adesivo e a propaganda em papel, ou seja, não há mais a possibilidade de fazer cartaz, faixa e banner, que eram propagandas tradicionais e que agora estão vedadas pela minirreforma.

Fiscalização


"Na internet, nos veículos de comunicação social, nós temos regras especificas trazidas pelo legislador. Por exemplo, no rádio e na televisão há um horário eleitoral específico destinado para a realização das propagandas. E na internet e em todas as demais mídias sociais é possível realizar, o que não pode é haver propaganda paga na internet, isso é terminantemente proibido e também em sites oficiais, sites de pessoas jurídicas não pode, mas no site do candidato, no site do partido, da coligação, na manifestação pessoal de cada um, aí sim é permitido a manifestação", alertou.


E quanto ao whatsapp esclareceu que é uma mídia que pode ser utilizada pelo candidato, desde que preenchido os requisitos, nada impede que as pessoas façam sua propaganda por seu intermédio.

Parceria


A diretora da Escola do Legislativo destacou que no segundo semestre, após as eleições será realizada uma parceira com o Instituto Legislativo Brasileiro (ILB), com o objetivo de capacitar e formar os vereadores em relação ao regimento interno das câmaras municipais e as leis orgânicas de todos os municípios do Mato Grosso do Sul.


"A Casa de Leis está de portas abertas é a casa da cidadania e queremos continuar formando não só a população, mas também aqueles que são detentores de mandatos", advertiu Cheila.

Importância


Os vereadores participantes enfatizaram a importância do Seminário. Segundo Rosana Pinheiro (DEM), que disputará a reeleição em Nova Alvorada do Sul, as palestras trouxeram oportunidades para tirar dúvidas e preparar melhor a estratégia de campanha. "Eu estava um pouco perdida, com as mudanças na legislação, e não sabia detalhes sobre as divulgações pelo celular, por exemplo, mas agora estou mais tranquila", afirmou.
Também exercendo o primeiro mandado, Diuquéblea Ismail (PMDB) disse que o seminário este ano foi "excelente". "Já participei no ano passado e só posso dizer que foram ótimos os debates".


Com a experiência de oito mandatos no Legislativo em Jateí, Jeovani dos Santos (PSD), avaliou que, preparados, os candidatos poderão realizar campanhas mais produtivas. Ele também preside a União das Câmaras de Vereadores de Mato Grosso do Sul (UCV/MS). "O tema foi ótimo e também debatemos com os nossos associados e certamente ninguém poderá alegar ignorância diante das novas regras", ressaltou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Relatório e votação da PEC Emergencial ficam para semana que vem
Política

Relatório e votação da PEC Emergencial ficam para semana que vem

27/02/2021 18:00
Relatório e votação da PEC Emergencial ficam para semana que vem
Projeto altera responsabilidade da agência de turismo por voo e hotel
Política

Projeto altera responsabilidade da agência de turismo por voo e hotel

27/02/2021 17:00
Projeto altera responsabilidade da agência de turismo por voo e hotel
Governo prorroga toque de recolher em todo o estado
Covid-19

Governo prorroga toque de recolher em todo o estado

26/02/2021 09:44
Governo prorroga toque de recolher em todo o estado
Aeroporto vai passar por reforma e ficará fechado por vários meses
Política

Aeroporto vai passar por reforma e ficará fechado por vários meses

26/02/2021 08:51
Aeroporto vai passar por reforma e ficará fechado por vários meses
Bolsonaro: auxílio deve voltar em março, com parcelas de R$ 250
Política

Bolsonaro: auxílio deve voltar em março, com parcelas de R$ 250

26/02/2021 08:04
Bolsonaro: auxílio deve voltar em março, com parcelas de R$ 250
Últimas Notícias