Dourados – MS quinta, 17 de janeiro de 2019
WhatsApp
WhatsApp
Política

Renato Câmara passa a ser o nome do PMDB para prefeito

17 Mar 2016 - 06h00
Renato Câmara está sendo preparado para disputar a sucessão do prefeito Murilo pelo PMDB. - Crédito: Foto: DivulgaçãoRenato Câmara está sendo preparado para disputar a sucessão do prefeito Murilo pelo PMDB. - Crédito: Foto: Divulgação
O deputado estadual Renato Câmara (PMDB) está sendo preparado para disputar a Prefeitura de Dourados em outubro. O parlamentar, que recebeu uma votação expressiva no município nas eleições gerais de 2014, quando foi eleito deputado estadual e, logo em seguida, transferiu o domicílio eleitoral para Dourados, está sendo incentivado pela Executiva Municipal do PMDB a disputar a sucessão do prefeito Murilo Zauith (PSB). "No cenário atual, o Renato Câmara reúne todas as condições de entrar na disputa, constrir um leque de alianças e sair vitorioso nessa disputa", aposta o empresário Celso Dal Lago, primeiro-vice-presidente do Diretório Municipal do PMDB.


Na visão de Dal Lago, o deputado Renato Câmara oferece tudo que o eleitor vai buscar nas eleições municipais deste ano. "Ele é a novidade no processo eleitoral douradense, é jovem, tem uma força de trabalho enorme, tem experiência administrativa por ter administrado Ivinhema por dois mandatos e, mais importante, não tem nenhuma mácula na sua trajetória política", enumera Dal Lago.


Para o vice-presidente do PMDB de Dourados, a pré-candidatura de Renato Câmara é quase natural neste momento. "Todo o projeto que havíamos construído para o deputado federal Geraldo Resende está sendo transferido para o Renato, mesmo porque a maioria dos convencionais do PMDB de Dourados enxergam nele muito potencial para encabeçar uma candidatura própria do nosso partido", ressaltou Dal Lago.


Ele fez questão de destacar, no entanto, que o PMDB de Dourados ainda não recebeu do deputado Geraldo Resende o pedido de desfiliação e, tampouco, a carta de renúncia à presidência da Executiva Municipal. "Estão falando que ele vai para o PSDB amanhã (hoje), mas o fato é que o Geraldo ainda está filiado ao PMDB e como a política é muito dinâmica não sabemos o que pode acontecer até os 45 minutos do segundo tempo ou até mesmo durante os acréscimos do jogo político", analisou.


Ainda segundo Celso Dal Lago, o deputado Renato Câmara reúne todas as condições para fazer uma grande gestão. "Ele é a bola da vez e com a eventual saída do Geraldo Resende, com as desfiliações da vereadora Délia Razuk e do ex-deputado federal Marçal Filho, passou a ser o principal nome do PMDB para a disputa", observou. "Vamos trabalhar para fazer do Renato Câmara o nome do partido na disputa, mesmo porque entendemos que ele pode promover ainda mais o desenvolvimento de Dourados", finaliza Celso Dal Lago.

Perfil


Renato Pieretti Câmara nasceu em Ivinhema no dia 7 de setembro de 1972, é o filho mais velho do casal Regina Pieretti e Manoel Félix Nelito Câmara. No ano de 2004 casou-se com a médica douradense Cristiane Iguma Câmara. Dessa união nasceram Eduardo e Leonardo.


Renato Câmara é agrônomo formado pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e técnico em agropecuária pela Fundação Bradesco, em Bodoquena. Nos anos seguintes à graduação, especializou-se em Administração de Empresas, no curso de pós-graduação lato sensu da Universidade de Guarulhos, São Paulo, e cursou o Mestrado em Produção e Gestão Agroindustrial, na Uniderp, Campo Grande.


Renato Câmara conviveu desde muito cedo num ambiente político, acompanhando seu pai, Nelito Câmara, que foi prefeito de Ivinhema, entre os anos de 1989 e 1992, e deputado estadual por oito anos, de 1995 a 2002. Como militante do PMDB, Renato coordenou campanhas eleitorais e foi presidente do diretório municipal do partido, em Ivinhema, de 2002 a 2005, cargo do qual se desincompatibilizou devido à sua posição, como prefeito do município.


Eleito prefeito de Ivinhema, no pleito de 2004, Renato Câmara assumiu o cargo em 2005 como nome capaz de recuperar o crédito da administração pública no município e retomar o seu desenvolvimento, que estava estagnado havia uma década. Em seu segundo mandato ele deu prosseguimento aos projetos da primeira gestão e realizou obras de importância para cidade. Durante as gestões Renato mais que triplicou o PIB de Ivinhema e fez com que a cidade desse um grande salto em posições no Índice de Desenvolvimento Humano Municipal.


Nas eleições de 2014, Renato Câmara concorreu pela primeira vez ao cargo de deputado estadual e se elegeu com 36.903 votos. Ele foi o 4º candidato mais votado do Estado e obteve votos em todos os 79 municípios do Mato Grosso do Sul.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Empossado para o segundo mandato, Reinaldo Azambuja aposta em alinhamento com Governo Federal
Governo de MS

Empossado para o segundo mandato, Reinaldo Azambuja aposta em alinhamento com Governo Federal

02/01/2019 08:00
Empossado para o segundo mandato, Reinaldo Azambuja aposta em alinhamento com Governo Federal
Ministério da Agricultura fica responsável por demarcar terra indígena
Questão Indígena

Ministério da Agricultura fica responsável por demarcar terra indígena

02/01/2019 07:56
Ministério da Agricultura fica responsável por demarcar terra indígena
Bolsonaro toma posse como presidente para mandato até 2022
Novo Governo

Bolsonaro toma posse como presidente para mandato até 2022

01/01/2019 15:15
Bolsonaro toma posse como presidente para mandato até 2022
Após 5 meses detidos, Puccinelli e filho são soltos pelo STJ
Soltos

Após 5 meses detidos, Puccinelli e filho são soltos pelo STJ

19/12/2018 14:58
Após 5 meses detidos, Puccinelli e filho são soltos pelo STJ
Marco Aurélio manda soltar condenados em segunda instância, inclusive Lula
FIm de Ano

Marco Aurélio manda soltar condenados em segunda instância, inclusive Lula

19/12/2018 13:40
Marco Aurélio manda soltar condenados em segunda instância, inclusive Lula
Últimas Notícias