Dourados – MS sábado, 06 de março de 2021
Dourados
32º max
21º min
Influx
MS

Reinaldo terá reunião decisiva para resolver dívida dos estados com Temer

19 Jun 2016 - 10h12
Reinaldo Azambuja. - Crédito: Foto: DivulgaçãoReinaldo Azambuja. - Crédito: Foto: Divulgação
O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) vai a Brasília para reunião decisiva sobre a dívida ativa dos Estados, nesta segunda-feira (20). O encontro reunirá governadores de todo o País com o presidente em exercício, Michel Temer (PMDB), no Palácio do Planalto.

De acordo com o Executivo Estadual, Reinaldo vai para a capital federal, onde participará, às 10 horas de Mato Grosso do Sul, de uma reunião preparatória entre os governadores, na Residência Oficial de Águas Claras, no Estrada Parque Taguatinga. Às 15 horas, o encontro será com Michel Temer.

Desde que assumiu o governo interinamente, em 12 de maio, recebeu cinco governadores para discutir a renegociação da dívida ativa. Esta é a primeira vez que ele se reunirá com todos os chefes dos executivos estaduais. A reunião que acontecerá antes do encontro com Temer servirá para que os governadores definam uma proposta para ser apresentada ao Palácio do Planalto, segundo adiantou Reinaldo.

Os estados querem um período de carência para o pagamento da dívida de 24 meses, com o alongamento da dívida de 20 anos, e cobrança de juros simples, com redução no valor em 50%. No caso de Mato Grosso do Sul, o valor de R$ 6 bilhões, contabilizado até 2013, seria reduzido para R$ 3,2 bilhões. Hoje, a dívida do Estado já chegou a R$ 7,8 bilhões.

A União ofereceu uma carência de 18 meses, com descontos escalonados, começando com 100% e tendo redução de cinco pontos percentuais até o 18° mês. O secretário estadual da Fazenda, Márcio Monteiro, disse que a proposta não atende as necessidades dos estados, por isso se buscou uma nova rodada de negociação.

Por cautela, o governo estadual está depositando o repasse de R$ 100 milhões (em média), em uma conta administrativa, pois se caso haja uma decisão desfavorável no STF (Supremo Tribunal Federal), os estados podem ter que ressarcir a União, pelos meses que a dívida não está sendo paga, munidos por liminares.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Senado promoverá série de atividades para celebrar Mês da Mulher
Política

Senado promoverá série de atividades para celebrar Mês da Mulher

04/03/2021 18:30
Senado promoverá série de atividades para celebrar Mês da Mulher
Projeto inclui atleta autônomo em competição esportiva profissional
Política

Projeto inclui atleta autônomo em competição esportiva profissional

04/03/2021 18:00
Projeto inclui atleta autônomo em competição esportiva profissional
Senado aprova em segundo turno PEC Emergencial
BRASIL

Senado aprova em segundo turno PEC Emergencial

04/03/2021 16:14
Senado aprova em segundo turno PEC Emergencial
Projeto de lei prevê eleições diretas para diretoria do Conselho Federal da OAB
Política

Projeto de lei prevê eleições diretas para diretoria do Conselho Federal da OAB

04/03/2021 15:00
Projeto de lei prevê eleições diretas para diretoria do Conselho Federal da OAB
Projeto prevê renda básica durante calamidade pública ou emergência
Política

Projeto prevê renda básica durante calamidade pública ou emergência

04/03/2021 12:30
Projeto prevê renda básica durante calamidade pública ou emergência
Últimas Notícias