Dourados – MS quarta, 12 de agosto de 2020
Dourados
28º max
18º min
Segurança e Saúde JBS
Eleições

PSDB e PR começam a montar estrutura de campanha de Rose Modesto

20 Jun 2016 - 08h00
Vice-governadora Rose Modesto - Crédito: Foto: DivulgaçãoVice-governadora Rose Modesto - Crédito: Foto: Divulgação
PSDB e PR começam a montar uma forte estrutura de campanha visando à campanha eleitoral deste ano rumo à Prefeitura de Campo Grande. Encabeçada pela vice-governadora Rose Modesto (PSDB) e tendo como provável vice Cláudio Mendonça (PR), do Sebrae-MS, a chapa majoritária se organiza para entrar na disputa em condições de vencer o pleito.


A dobradinha entre os partidos de Reinaldo Azambuja (PSDB) e Londres Machado (PR) traça estratégia para enfrentar os principais adversários, como o prefeito Alcides Bernal (PP), o deputado estadual Marquinhos Trad (PSD) e provavelmente candidatos a serem indicados pelo PMDB do ex-governador André Puccinelli e pelo PSB da deputada federal Tereza Cristina.


A movimentação em torno da montagem da estrutura de campanha de Rose está sendo feita pelo secretário Sérgio de Paula (Casa Civil), que inclusive já tem em mãos todo o organograma de campanha e nomes dos principais coordenadores.


Para a coordenação geral da campanha de Rose, fala-se no nome do ex-presidente da Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), Ademar Silva Júnior, auxiliado por outras lideranças com larga experiência.


Interlocutores do governo garantem que o governador está bastante animado com os números que têm em mãos a respeito da candidata do PSDB, que, além de ter pouca rejeição, aparece bem posicionada nas pesquisas para consumo interno, embora o líder tucano considere prematuro medir esse desempenho com euforia antes do início da campanha, até porque sempre começou suas caminhadas com poucos índices de intenções de voto.


Foi assim na campanha pela prefeitura da Capital em 2012, quando quase passou para o segundo turno e na disputa para o governo do Estado em 2014, quando derrotou o então senador Delcídio do Amaral (ex-PT) com grande diferença de votos.


Particularmente, Rose tem evitado muita exposição na mídia até que seu nome seja homologado na convenção do PSDB e que a campanha comece pra valer.


De acordo com as novas regras eleitorais, a campanha deste ano começa no dia 16 de agosto e terá duração de apenas 45 dias, fato que chega a preocupar os candidatos que precisam correr na tentativa de emplacar seus planos de governo.


Paralelamente a montagem do seu "QG Político", o comando tucano se articula para atrair o apoio de vários partidos nas eleições municipais deste ano, não apenas na Capital, mas nas principais cidades do interior do Estado.


Em Dourados, por exemplo, a ideia é compor um arco de aliança do qual façam parte DEM, PSB, PSD, PTB, Solidariedade e PPS na chapa majoritária a ser encabeçada pelo deputado federal Geraldo Resende (PSDB).


Pelo encaminhamento das conversações entre as lideranças partidárias, essa composição poderá ser repetida em vários municípios. Caso contrário, o confronto inclusive entre aliados será inevitável, dependendo das peculiaridades regionais.

Novas regras


A lei nº 13.165/2015, conhecida como reforma eleitoral 2015, promoveu importantes alterações nas regras das eleições deste ano ao introduzir mudanças nas leis n° 9.504/1997 (Lei das Eleições), nº 9.096/1995 (Lei dos Partidos Políticos) e nº 4.737/1965 (Código Eleitoral).


Além de mudanças nos prazos para as convenções partidárias, filiação partidária e no tempo de campanha eleitoral, que foi reduzido, está proibido o financiamento eleitoral por pessoas jurídicas.


Na prática, isso significa que as campanhas eleitorais deste ano serão financiadas exclusivamente por doações de pessoas físicas e pelos recursos do Fundo Partidário.


Antes da aprovação da reforma, o STF (Supremo Tribunal Federal) já havia decidido pela inconstitucionalidade das doações de empresas a partidos e candidatos.


A data de realização das convenções para a escolha dos candidatos e para deliberação sobre coligações também mudou. Agora, as convenções devem acontecer de 20 de julho a 5 de agosto de 2016.


Outra alteração diz respeito ao prazo para registro de candidatos pelos partidos políticos e coligações nos cartórios, o que deve ocorrer até às 19h do dia 15 de agosto de 2016.


A reforma também reduziu o tempo da campanha eleitoral de 90 para 45 dias, começando em 16 de agosto. O período de propaganda dos candidatos no rádio e na TV também foi diminuído de 45 para 35 dias, com início em 26 de agosto, no primeiro turno.


Assim, a campanha terá dois blocos no rádio e dois na televisão com 10 minutos cada. Além dos blocos, os partidos terão direito a 70 minutos diários em inserções, que serão distribuídos entre os candidatos a prefeito (60%) e vereadores (40%). Em 2016, essas inserções somente poderão ser de 30 ou 60 segundos cada uma.
Do total do tempo de propaganda, 90% serão distribuídos proporcionalmente ao número de representantes que os partidos tenham na Câmara Federal. Os 10% restantes serão distribuídos igualitariamente.


No caso de haver aliança entre legendas nas eleições majoritárias será considerada a soma dos deputados federais filiados aos seis maiores partidos da coligação.


Em se tratando de coligações para as eleições proporcionais, o tempo de propaganda será o resultado da soma do número de representantes de todos os partidos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Câmara não teve acesso às informações de operação na Saúde
Operação na Saúde

Câmara não teve acesso às informações de operação na Saúde

11/08/2020 18:39
Câmara não teve acesso às informações de operação na Saúde
Dourados

ALEMS analisa projeto que prevê adicional a profissionais do Sistema Penitenciário

11/08/2020 15:33
Secretário de saúde deixa cargo um dia após ser nomeado
Dourados

Secretário de saúde deixa cargo um dia após ser nomeado

11/08/2020 15:01
Secretário de saúde deixa cargo um dia após ser nomeado
Dourados adquire 20 estufas para a agricultura familiar
Dourados

Dourados adquire 20 estufas para a agricultura familiar

11/08/2020 14:35
Dourados adquire 20 estufas para a agricultura familiar
Ishy fiscaliza situação da educação para os indígenas durante a pandemia
Dourados

Ishy fiscaliza situação da educação para os indígenas durante a pandemia

10/08/2020 19:03
Ishy fiscaliza situação da educação para os indígenas durante a pandemia
Últimas Notícias