Dourados – MS sábado, 08 de maio de 2021
Dourados
26º max
12º min
Política

Prefeitos afastados sempre retornam

15 Abr 2011 - 21h00
Fauzi Suleiman, prefeito de Aquidauana, promete recorrer da decisão judicial - Crédito: Foto : DivulgaçãoFauzi Suleiman, prefeito de Aquidauana, promete recorrer da decisão judicial - Crédito: Foto : Divulgação
Campo Grande – A exceção de Ari Artuzi (sem partido), que renunciou ao cargo para impedir sua cassação pela Câmara de Vereadores Dourados, a maioria dos prefeitos afastados por decisão judicial quase sempre retoma às suas funções após o período em que é investigado.

Afastado na quinta-feira por decisão do juiz José de Andrade Neto sob acusação de improbidade administrativa à frente da prefeitura de Aquidauana, o prefeito Fauzi Suleiman (PMDB) garante recorrer da decisão.


Fauzi argumenta que desde que assumiu o cargo tem sido alvo de uma intensa campanha difamatória promovida pelo vereador Wezer Lucarelli (PPS), ex-procurador jurídico, ex-secretário de Saúde e ex-secretário de Finanças das gestões Felipe Orro (PDT), hoje deputado estadual e Raul Freixes.

Segundo ele, “o medo de não voltarem mais para a Prefeitura os tem levado a uma escalada de ódio, de violação da ética e crimes”.

Na semana passada, Orro usou a tribuna da Assembleia Legislativa para “pedir a cabeça” de Fauzi, o que ocorreu agora depois de uma série de denúncias .

Dados da CNM (Confederação Nacional dos Municípios), apontam que Mato Grosso do Sul é o décimo segundo estado brasileiro no ranking dos municípios que tiveram prefeitos eleitos em 2008 e que tomaram posse em 2009, afastados do cargo.

Segundo informações divulgadas pela CNM, dos 5.562 municípios brasileiros, 126 tiveram troca de prefeito até fevereiro deste ano.

O principal motivo, conforme a Confederação, foi a cassação de mandato (65,6%), o equivalente a 84 dos 128 casos registrados.

As cassações por infração à legislação eleitoral correspondem a 36,9% dos casos, e os atos por improbidade administrativa, a 38,1%.

Em Dourados, Artuzi protagonizou uma das piores crises pol
íticas do Estado, chegando a ser preso em setembro do ano passado e passou cerca de 90 dias em regime fechado sob acusação de desvio de verba pública e outras improbidades administrativas. Hoje a cidade é comandada por Murilo Zauith (DEM), eleito este ano em eleições suplementares.

Em Jaraguari, o prefeito Albertino Nunes Ferreira (PSDB), o Japino, teve a interdição decretada pela justiça depois de passar por um quadro de AVC (Acidente Vascular Cerebral), mas retornou ao cargo.

Em 2009, o prefeito de Japorã, Rubens Freire Marinho (PT), popularmente conhecido por Rubão, foi afastado do cargo sob acusação de causar prejuízo de R$ 905 mil aos cofres do município.

Também em 2009, o TRE (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) cassou o mandato do prefeito de Coronel Sapucaia, Rudi Paetzold (PMDB), por motivo de reprovações das contas de sua campanha, retornando às suas atividades após recorrer da decisão.

O mesmo prefeito já teve o mandato cassado e chegou a ser afastado do cargo sob acusação de compra de votos durante a campanha eleitoral de 2008. Ele negou as acusações e se livrou dos processos.

#####FALECIMENTOS

Ainda segunda a CNM, em 19 municípios o prefeito eleito faleceu --quatro foram assassinados, três morreram em acidentes e 12 faleceram por causas naturais. No caso de Mato Grosso do Sul, faleceram os prefeitos de Jardim, Evandro Bazzo, e de Anastácio, Cláudio Valério.

Atualmente, os dois municípios são administrados respectivamente pelos prefeitos Carlos Américo Grubert (PMDB) e Douglas Figueiredo (PSDB).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Projeto obriga resgate de animais domésticos vítima de abandono em MS
Política

Projeto obriga resgate de animais domésticos vítima de abandono em MS

06/05/2021 14:30
Projeto obriga resgate de animais domésticos vítima de abandono em MS
Política

CPI da Pandemia inicia hoje depoimentos ouvindo Mandetta e Teich

04/05/2021 10:00
Em plena pandemia, Câmara gasta R$ 57 mil com viagens de vereadores
IMPRESSO

Em plena pandemia, Câmara gasta R$ 57 mil com viagens de vereadores

02/05/2021 15:00
Em plena pandemia, Câmara gasta R$ 57 mil com viagens de vereadores
CPI da Saúde apresenta resultados preliminares ao MPF
POLÍTICA

CPI da Saúde apresenta resultados preliminares ao MPF

30/04/2021 13:21
CPI da Saúde apresenta resultados preliminares ao MPF
Câmara aprova projeto que permite compra de medicamentos para Covid-19 sem licitação  Fonte: Agência Câmara de Notícias
Política

Câmara aprova projeto que permite compra de medicamentos para Covid-19 sem licitação Fonte: Agência Câmara de Notícias

30/04/2021 12:00
Câmara aprova projeto que permite compra de medicamentos para Covid-19 sem licitação  Fonte: Agência Câmara de Notícias
Últimas Notícias