Dourados – MS terça, 28 de setembro de 2021
Dourados
37º max
21º min
Institucional - Setembro
Política

Prefeito interino nomeia novo secretariado

06 Set 2010 - 15h16
Prefeito interino nomeia novo secretariado -
O prefeito interino, juiz Eduardo Machado Rocha, já escolheu alguns dos nomes que devem compor o novo secretariado. Além do chefe de gabinete, o advogado e delegado da Polícia Civil, Carlos Alberto Farnesi, também foram confirmados, Adilson Josemar Puhll, procurador-geral do município; Paulo Figueiredo, para a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos; Francisco Eduardo Custório, Administração; João Azambuja, Secretaria de Finanças. Fala-se no nome da advogada Odile S.Lange para assumir o Procon, que já foi dirigido por ela, na gestão passada.

Rocha assumiu no sábado, no lugar do prefeito afastado, Ari Artuzi (PDT), que continua preso a capital. Os vice-prefeito, Carlinhos Cantor, o presidente da Câmara Sidlei Alves (DEM) e o vereador Júnior Teixeira (PDT) estão presos na Penitenciária de Segurança Máxima Harry Amorin Costa (PHAC), em Dourados.

Artuzi e outros foram presos pela Polícia Federal, que desencadeou a Operação Uragano (furação, em italiano), dia 1º ds setembro, acusados de corrupção de servidores e agentes públicos, desvio de recursos públicos, fraude à licitação e superfaturamento e outros.

Além dos chefes do Executivo e Legislativo, foram presos, ainda, secretários e empresários. A maioria obteve o benefício do habeas corpus e foi solta dois a três dias depois.

Conforme noticiou o Douradosagora, no final de semana, o procurador-geral do município, Alziro Moreno, e a esposa dele, Tatiana Moreno, secretária de Administração afastada, foram transferidos para o 3º Batalhão da Polícia Militar de Dourados. Alziro Moreno estava na Phac; Tatiana no semi-aberto feminino de Dourados, localizado na vila Maxwell. As transferências foram feitas pela Polícia Militar.

Como em Dourados não há prisão especial, segundo ele, uma das alternativas apontadas à juiza Dileta Terezinha Souza Tomaz foi justamente a transferência para o batalhão da PM, onde os advogados poderiam ficar em condições de isolamento dos demais presos. O pedido apresentado pela OAB também incluía o advogado Tiago Vinicius Ribeiro, diretor do setor de licitações, que também foi preso durante a operação Uragano. No entanto, Tiago foi beneficiado com relaxamento de prisão e foi solto na sexta-feira. Ele também estava na Phac.

Segundo Cesar Rasslan, outra alternativa para cumprimento da legislação seria até mesmo a prisão domiciliar, situação que já teria sido concedida em outras ocasiões na capital. \"Já existem outros casos em que os advogados foram beneficiados com a prisão domiciliar, sempre pela intervenção da OAB\", explica.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Lei impede condenados por violência contra a mulher de assumir cargos públicos
Política

Lei impede condenados por violência contra a mulher de assumir cargos públicos

26/09/2021 08:00
Lei impede condenados por violência contra a mulher de assumir cargos públicos
Deputados aprovam redução de ICMS para nova taxa de luz em MS
Política

Deputados aprovam redução de ICMS para nova taxa de luz em MS

26/09/2021 07:00
Deputados aprovam redução de ICMS para nova taxa de luz em MS
Saiba como se posicionam os Deputados Federais de Mato Grosso do Sul sobre a Reforma Administrativa
MS

Saiba como se posicionam os Deputados Federais de Mato Grosso do Sul sobre a Reforma Administrativa

24/09/2021 16:45
Saiba como se posicionam os Deputados Federais de Mato Grosso do Sul sobre a Reforma Administrativa
Política

STF decide se os estados devem pagar hospitais pela tabela SUS

24/09/2021 16:00
Coronel David recebe presidente do Sindimóveis e fortalece diálogo com a categoria
MS

Coronel David recebe presidente do Sindimóveis e fortalece diálogo com a categoria

24/09/2021 09:30
Coronel David recebe presidente do Sindimóveis e fortalece diálogo com a categoria
Últimas Notícias