Dourados – MS domingo, 26 de setembro de 2021
Dourados
36º max
19º min
Institucional - Setembro
Política

Pedrossian e Marcelo não abrem mão da pensão

21 Fev 2011 - 22h16
Ex-governadores Pedrossian e Marcelo Miranda dizem que pensão vitalícia é legal - Crédito: Foto : DivulgaçãoEx-governadores Pedrossian e Marcelo Miranda dizem que pensão vitalícia é legal - Crédito: Foto : Divulgação
Campo Grande – O gesto do ex-governador Wilson Martins de renunciar a pensão vitalícia que recebia do Estado não será seguido por Pedro Pedrossian e Marcelo Miranda, que também governaram Mato Grosso do Sul e alegam direito adquirido.

Wilson decidiu largar mão do benefício após pressão da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), que tenta no STF (Supremo Tribunal Federal) extinguir o pagamento de “superpensão” a ex-governadores em todo o País.

A pensão mensal paga pelo Estado aos ex-governadores é de R$ 24 mil, decisão que ganhou forte repercussão na mídia nacional depois que o STF decidiu derrubar a lei, instituída pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul em 2007, que dava direito ao mesmo benefício ao ex-governador Zeca do PT.

Mais contundente que Marcelo Miranda, Pedrossian chegou a criticar a atitude de Wilson Martins, dizendo que o seu adversário e desafeto político “faz mais um ato de bom moço, como sempre tentou mostrar ser”.

Irritado com a pressão, Pedrossian disse que não abrirá mão da pensão. “Vivo com as minhas aposentadorias e não vejo mal nenhum nisso, porque minha vida é limpa e meu imposto de renda comprova isso”, avisou.

Ele foi governador do Mato Grosso uno, de janeiro de 1966 a março de 1971. Mato Grosso do Sul foi criado em 1977. Depois, Pedrossian governou Mato Grosso do Sul por dois mandatos (1980-82 e 1991-94). Somadas, as pensões superam R$ 40 mil/mês.

A ex-primeira-dama do Estado, Maria Aparecida Pedrossian atesta que o marido recebe pouco mais de R$ 40 mil mensais com as aposentadorias como ex-governador por Mato Grosso e por Mato Grosso do Sul. No entanto, argumenta que os impostos “comem” boa parte, restando apenas à metade.

Por sua vez, Marcelo Miranda preferiu não polemizar ao ser questionado sobre a posição de Wilson Martins em abrir mão do benefício. No entanto, prometeu lutar, inclusive com ação na Justiça na eventualidade de vir a perder a pensão.

“Eu não vou renunciar minha aposentadoria, porque essa lei não foi proposta por mim, estava na Constituição, nós estamos recebendo aposentadorias do Estado. É preciso que esse direito seja esclarecido”, reclamou o ex-governador.

Marcelo administrou o Estado por suas oportunidades (Jun/79 a Out/80 - Mar/87 a Mar/91).

“Se o Tribunal decidir que é inconstitucional tudo bem, o governo do Estado vai suspender os pagamentos da pensão, mas eu acho que é constitucional, estava lá constituição e não tem ninguém recebendo de maneira irregular. Se eu achar no direito, entro na Justiça. Não sou eu que vou abrir a mão dela”, acrescentou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Lei impede condenados por violência contra a mulher de assumir cargos públicos
Política

Lei impede condenados por violência contra a mulher de assumir cargos públicos

26/09/2021 08:00
Lei impede condenados por violência contra a mulher de assumir cargos públicos
Deputados aprovam redução de ICMS para nova taxa de luz em MS
Política

Deputados aprovam redução de ICMS para nova taxa de luz em MS

26/09/2021 07:00
Deputados aprovam redução de ICMS para nova taxa de luz em MS
Saiba como se posicionam os Deputados Federais de Mato Grosso do Sul sobre a Reforma Administrativa
MS

Saiba como se posicionam os Deputados Federais de Mato Grosso do Sul sobre a Reforma Administrativa

24/09/2021 16:45
Saiba como se posicionam os Deputados Federais de Mato Grosso do Sul sobre a Reforma Administrativa
Política

STF decide se os estados devem pagar hospitais pela tabela SUS

24/09/2021 16:00
Coronel David recebe presidente do Sindimóveis e fortalece diálogo com a categoria
MS

Coronel David recebe presidente do Sindimóveis e fortalece diálogo com a categoria

24/09/2021 09:30
Coronel David recebe presidente do Sindimóveis e fortalece diálogo com a categoria
Últimas Notícias