Dourados – MS segunda, 01 de março de 2021
Dourados
35º max
22º min
Influx
Senado

Pedro Chaves assume vaga do ex-senador Delcídio do Amaral

18 Mai 2016 - 06h00
Mandato de Chaves vai até 2018. - Crédito: Foto: DivulgaçãoMandato de Chaves vai até 2018. - Crédito: Foto: Divulgação
Ontem foi dia de posses no senado, em vagas que foram deixadas temporariamente pelos senadores que assumiram temporariamente os ministérios e também do novo senador Pedro Chaves (PSC) que assume a vaga do senador Delcídio do Amaral que teve o seu mandato cassado por unanimidade por ter sido preso em flagrante acusado de atrapalhar as investigações da Lava Jato. O mandato de Chaves vai até 2018. Agora a primeira suplente é a petista Zonir Tetila, ex-primeira dama de Dourados.


Também tomaram posse no Senado, ontem, Wirlande da Luz (PMDB-RR) e José Aníbal (PSDB-SP). Os três juraram "guardar a Constituição e as leis do país, desempenhar fiel e lealmente o mandato e sustentar a união, a integridade e a independência do Brasil".


Pedro Chaves é economista e educador, foi reitor por 15 anos e criador de várias universidades. Ele pretende focar o trabalho legislativo nas áreas de educação, saúde, meio ambiente e economia.


Wirlande da Luz assume no lugar de Romero Jucá (PMDB-RR), que se licenciou para assumir o cargo de ministro do Planejamento do governo Michel Temer. Wirlande é médico pediatra e tem 61 anos. Foi secretário municipal de Saúde de Boa Vista e ocupou a vaga de senador em 2005, durante quatro meses, enquanto o titular permaneceu à frente do Ministério da Previdência no governo Lula. Sua atuação foi voltada à área social, com destaque para a saúde. O parlamentar já foi também presidente do Conselho Regional de Medicina de Roraima.


Já o ex-deputado federal José Aníbal assume a cadeira de José Serra (PSDB-SP), novo ministro das Relações Exteriores. Aos 68 anos, Aníbal preside atualmente o Instituto Teotônio Villela (ITV). É membro do PSDB de São Paulo, partido ao qual se filiou em 1989, após passar pelo PMDB e pelo PT. Já exerceu o mandato de vereador em São Paulo e foi eleito deputado federal por cinco vezes. Na Câmara foi líder do PSDB e presidente da Comissão de Constituição e Justiça. Também já exerceu cargo no governo paulista e presidiu o PSDB nacional.


Recepcionado por parlamentares da bancada federal de Mato Grosso do Sul e acompanhado pelos senadores sul-mato-grossenses Simone Tebet e Waldemir Moka, ambos do PMDB, o empresário foi conduzido até a mesa diretora onde recebeu o diploma e fez a leitura do juramento de posse.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Relatório e votação da PEC Emergencial ficam para semana que vem
Política

Relatório e votação da PEC Emergencial ficam para semana que vem

27/02/2021 18:00
Relatório e votação da PEC Emergencial ficam para semana que vem
Projeto altera responsabilidade da agência de turismo por voo e hotel
Política

Projeto altera responsabilidade da agência de turismo por voo e hotel

27/02/2021 17:00
Projeto altera responsabilidade da agência de turismo por voo e hotel
Governo prorroga toque de recolher em todo o estado
Covid-19

Governo prorroga toque de recolher em todo o estado

26/02/2021 09:44
Governo prorroga toque de recolher em todo o estado
Aeroporto vai passar por reforma e ficará fechado por vários meses
Política

Aeroporto vai passar por reforma e ficará fechado por vários meses

26/02/2021 08:51
Aeroporto vai passar por reforma e ficará fechado por vários meses
Bolsonaro: auxílio deve voltar em março, com parcelas de R$ 250
Política

Bolsonaro: auxílio deve voltar em março, com parcelas de R$ 250

26/02/2021 08:04
Bolsonaro: auxílio deve voltar em março, com parcelas de R$ 250
Últimas Notícias