Dourados – MS domingo, 11 de abril de 2021
Dourados
36º max
22º min
Influx - Campanha 2021
Política

Passaia repudia ataques da “Veja”

27 Set 2010 - 18h57
Eleandro Passaia - Eleandro Passaia -
O jornalista Eleandro Passaia, pivô da Operação Uragano, que mandou para a cadeia o prefeito Ari Artuzi, o vice-prefeito Carlinhos Cantor, secretários municipais, empresários e vereadores, repudiou os ataques feitos pela revista Veja, na matéria “O Triângulo da Corrupção”, onde abordou os esquemas de corrupção no Amapá, Tocantins e Mato Grosso do Sul. “A revista não se preocupou em checar suas fontes, princípio básico do bom jornalismo, e vai responder por isto na Justiça”, avisou Passaia.

Em um parágrafo, a Veja publicou o seguinte conteúdo: “Eleandro Passaia decidiu implodir a quadrilha depois de ser abordado pela Polícia Federal. Para não ser preso e evitar responder a um processo criminal, ele fez um acordo de delação premiada com o Ministério Público Estadual. Por quatro meses, não só coletou provas da corrupção na sua cidade e no estado como filmou os envolvidos no esquema com uma microcâmera fornecida pela Polícia Federal”. Em outro trecho, a revista afirma: “Uma vez fora do esquema, o delator Passaia arranjou outra forma de ganhar dinheiro: escreveu um livro relatando as podridões do seu bando, cujo título é A Máfia de Paletó”.

O jornalista Eleandro Passaia afirmou que a revista errou em todas suas acusações. “Tanto o delegado chefe da Delegacia de Polícia Federal de Dourados, Bráulio Cézar Galloni, quanto o promotor Paulo Zeni, do Ministério Público Estadual, já afirmaram publicamente que eu nunca fui investigado por qualquer crime e confirmaram que eu procurei a Polícia Federal, de livre e espontânea vontade, para denunciar a corrupção instalada na Prefeitura de Dourados”, afirmou Passaia.

O pivô da Operação Uragano afirmou ainda que em recente entrevista o delegado Galloni salientou que a presença dele no processo é de suma importância, porque além das provas colhidas, o depoimento dele confirmaria as gravações, que precisam ser ratificadas. “Ora, se o delegado que conduziu o caso e o promotor que denunciou todos os envolvidos afirmam que não cometi crime algum, com que autoridade a reportagem da Veja pode desmentir isto?”, questiona Passaia.

Ainda ontem, ele enviou e-mail à chefia de redação da revista Veja onde rebate as informações contidas na página 85, edição 2.148. É o seguinte o teor do e-mail enviado à revista: “Sou o ex-secretário de Governo de Dourados-MS, responsável pelas denúncias da Operação Uragado da Polícia Federal. O departamento de jornalismo da referida revista mentiu ao meu respeito neste último domingo, na matéria com o título O Triângulo da Corrupção e o subtítulo A Máfia de Paletó (falando dos esquemas de corrupção envolvendo os dois últimos governadores).

O responsável pela matéria não teve o bom senso nem de checar as informações. Não fui descoberto pela Polícia Federal conforme relata a matéria. Pelo contrário, procurei a PF espontaneamente e colaborei sem ter praticado crime algum. Em relação ao meu livro, vendi apenas 1000 exemplares e após isso disponibilizei o arquivo em pdf gratuitamente pela internet. A revista Veja me chamou de quadrileiro, amigo da onça e bandido, sem qualquer pudor. Será processada, perceberá facilmente que não sou um homem de acordos”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Marçal intervém e reforma de ginásio depende de projeto da prefeitura
Política

Marçal intervém e reforma de ginásio depende de projeto da prefeitura

11/04/2021 08:09
Marçal intervém e reforma de ginásio depende de projeto da prefeitura
Transparência na prefeitura precisa melhorar, diz líder de movimento
Política

Transparência na prefeitura precisa melhorar, diz líder de movimento

10/04/2021 13:01
Transparência na prefeitura precisa melhorar, diz líder de movimento
Presidente da Câmara assume interinamente a Prefeitura de Miranda
Política

Presidente da Câmara assume interinamente a Prefeitura de Miranda

10/04/2021 10:12
Presidente da Câmara assume interinamente a Prefeitura de Miranda
Câmara e Senado apresentam sugestões para ajustar Orçamento deste ano
Política

Câmara e Senado apresentam sugestões para ajustar Orçamento deste ano

10/04/2021 08:33
Câmara e Senado apresentam sugestões para ajustar Orçamento deste ano
Proposta aumenta para 20 anos pena mínima do crime de feminicídio
Politica

Proposta aumenta para 20 anos pena mínima do crime de feminicídio

09/04/2021 07:00
Proposta aumenta para 20 anos pena mínima do crime de feminicídio
Últimas Notícias