Dourados – MS quarta, 14 de abril de 2021
Dourados
31º max
22º min
Influx - Campanha 2021
Política

OAB quer divulgação das contas da AL

15 Abr 2011 - 22h13
Leonardo Duarte diz que é necessário um passo adiante no esclarecimento dos fatos - Crédito: Foto: DivulgaçãoLeonardo Duarte diz que é necessário um passo adiante no esclarecimento dos fatos - Crédito: Foto: Divulgação
Campo Grande - Na Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional de Mato Grosso do Sul (OAB/MS) continua a preocupação com as movimentações financeiras da Assembléia Legislativa de Mato Grosso Grosso, questionadas pelo Ministério Público Estadual. O presidente da instituição, Leonardo Duarte, disse ontem que “a OAB/MS manifesta a sua preocupação com o esclarecimento das denúncias envolvendo a Assembléia Legislativa do nosso Estado”.

Para Duarte, “passados sete meses desde a veiculação das denúncias feitas pelo então deputado estadual Ari Rigo (PSDB), e com o envio de documentos do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) a autoridades locais, faz-se urgente a conjugação de esforços de todas as instituições para o esclarecimento dos fatos”. Na opinião do presidente da OAB, é “necessário um passo adiante” no esclarecimento dos fatos, “em busca de maior transparência”.



Duarte argumenta que “a OAB discorda da postura da Assembléia Legislativa, que não enviou a documentação requestada pela Ministério Público Estadual (MPE), recorrendo ao Poder Judiciário acerca de uma matéria em que toda a transparência é necessária”.

#####Antecedentes

Graças a uma liminar concedida pela 2ª Seção Cível do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ-MS), a Assembleia Legislativa não precisa revelar suas movimentações financeiras ao Ministério Público Estadual. A decisão foi anunciada há alguns dias pelo relator do caso, desembargador Joenildo Chaves. A liminar foi impulsionada pela interpretação do magistrado: para ele o MPE não tem “competência constitucional para requisitar documentos sigilosos” da Assembleia Legislativa “sem autorização judicial para instrução de inquérito civil”.

O MPE procurava levantar detalhes das operações financeiras da AL-MS desde o ano passado, quando o Poder Legislativo sul-mato-grossense virou foco de um dos maiores escândalos políticos de que se tem notícia, após denúncias do então deputado estadual Ari Rigo, que, sem saber que sua conversa era gravada, afirmou que a Assembleia Legislativa pagava mensalão a autoridades estaduais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Lira nega que Bolsonaro vá viajar para não sancionar o Orçamento deste ano
Política

Lira nega que Bolsonaro vá viajar para não sancionar o Orçamento deste ano

13/04/2021 17:00
Lira nega que Bolsonaro vá viajar para não sancionar o Orçamento deste ano
Em Brasília, governador cobra reforço de vacinas para fronteira e mais kit intubação
MS

Em Brasília, governador cobra reforço de vacinas para fronteira e mais kit intubação

13/04/2021 16:26
Em Brasília, governador cobra reforço de vacinas para fronteira e mais kit intubação
Parlamentares se preocupam com efeitos da pandemia na primeira infância
Política

Parlamentares se preocupam com efeitos da pandemia na primeira infância

13/04/2021 08:30
Parlamentares se preocupam com efeitos da pandemia na primeira infância
Projeto garante tratamento no SUS para pessoas com sequelas da Covid-19
Saúde

Projeto garante tratamento no SUS para pessoas com sequelas da Covid-19

12/04/2021 15:30
Projeto garante tratamento no SUS para pessoas com sequelas da Covid-19
Tragédia

Morador de rua morre atropelado na BR-163 em Dourados

12/04/2021 11:40
Últimas Notícias