Dourados – MS quinta, 05 de agosto de 2021
Dourados
26º max
14º min
Política

Liminar suspende votação de ‘queimada’

02 Mai 2011 - 22h51
Juiza concedeu liminar suspendendo votação na Câmara de Vereadores - Crédito: Foto: Hedio Fazan/PROGRESSOJuiza concedeu liminar suspendendo votação na Câmara de Vereadores - Crédito: Foto: Hedio Fazan/PROGRESSO
DOURADOS - Uma liminar concedida pela juíza Dileta Terezinha Tomaz, suspendeu ontem a votação na Câmara de Vereadores do projeto do Executivo que previa alteração na lei que proíbe as queimadas da palha de cana-de-açúcar no município de Dourados.

A decisão ocorreu depois que o Ministério Público Estadual ingressou com mandado de segurança com pedido de liminar. Na justificativa do promotor de Justiça do Meio Ambiente Paulo Cesar Zeni, o documento protocolado pela prefeitura em regime de urgência estava irregular perante a legislação, que prevê que projetos deste porte tenham análise e aval do Conselho Municipal de Meio Ambiente, o que não ocorreu.

Agora, caso a prefeitura insista no projeto, terá que enviar outro documento para a Câmara de Dourados, desta vez autorizado pelo Condam. A votação que seria realizada ontem, devido ao regime de urgência no qual foi protocolado, não ocorreu devido a decisão judicial.


De acordo com o presidente da Comissão de Meio Ambiente do Legislativo, o vereador Elias Ishy (PT), o projeto do Executivo autoriza a queimada em casos de ações climáticas adversas, como ventanias, entre outros intempéries que causem a derrubada da cana. Neste caso, os usineiro iria acionar o Instituto do Meio Ambiente (Imam), que faria vistoria no local e depois de análise poderia ou não conceder a licença para a queima da palha.

Fato preocupante, segundo ele, é que devido ao regime de urgência a votação da lei poderia acontecer sem que houvesse uma discussão com a sociedade e com especialistas sobre este assunto. “Gostaríamos de saber se há possibilidade da colheita mecanizada em casos da cana deitada, atingida por ventanias, por exemplo. Isto impossibilitaria a autorização para as queimadas em Dourados”, disse.

Ontem O PROGRESSO recebeu manifestações de entidades contrárias ao projeto do executivo. O comitê de Defesa Popular chegou a falar em protestos. Em nota o Sindicato dos Bancários, informou que “(...) qualquer medida no sentido de possibilitar novamente as queimadas representa um retrocesso na luta da sociedade douradense no que diz respeito a poluição e as doenças respiratórias causadas pela fumaça das mesmas, principalmente em relação a saúde das crianças (...)”.

O PROGRESSO tentou contato no último domingo com a assessoria da prefeitura de Dourados para maiores esclarecimentos. Na ocasião a prefeitura ficou de retornar o contato via telefone, o que não ocorreu. Ontem a redação conseguiu falar com o prefeito Murilo Zauith, que preferiu não se pronunciar sobre o assunto.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Vereadores e prefeito poderão ter dívidas da Câmara descontadas em folha
Política

Vereadores e prefeito poderão ter dívidas da Câmara descontadas em folha

31/07/2021 08:00
Vereadores e prefeito poderão ter dívidas da Câmara descontadas em folha
Ciro Nogueira aceita convite de presidente para chefiar Casa Civil
Política

Ciro Nogueira aceita convite de presidente para chefiar Casa Civil

27/07/2021 16:00
Ciro Nogueira aceita convite de presidente para chefiar Casa Civil
Prefeitura terá que cobrar vereadores para devolver verba da Câmara
Dourados

Prefeitura terá que cobrar vereadores para devolver verba da Câmara

26/07/2021 15:00
Prefeitura terá que cobrar vereadores para devolver verba da Câmara
Governador sanciona LDO, que prevê receita de R$ 18,47 bilhões para MS em 2022
Política

Governador sanciona LDO, que prevê receita de R$ 18,47 bilhões para MS em 2022

23/07/2021 08:00
Governador sanciona LDO, que prevê receita de R$ 18,47 bilhões para MS em 2022
Senador Ciro Nogueira assumirá comando da Casa Civil, diz presidente
Política

Senador Ciro Nogueira assumirá comando da Casa Civil, diz presidente

22/07/2021 15:00
Senador Ciro Nogueira assumirá comando da Casa Civil, diz presidente
Últimas Notícias