Dourados – MS sábado, 19 de setembro de 2020
Dourados
30º max
20º min
Impeachment

‘Impeachment é a saída para tirar Brasil da crise’, diz Geraldo Resende

14 Abr 2016 - 06h00
Deputado Geraldo Resende comemorou, na Câmara Federal, resultado favorável ao impeachment da presidente Dilma Rousseff. - Crédito: Foto: Luis Macedo/Câmara dos DeputadosDeputado Geraldo Resende comemorou, na Câmara Federal, resultado favorável ao impeachment da presidente Dilma Rousseff. - Crédito: Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados
O deputado federal Geraldo Resende (PSDB-MS) reafirmou que votará pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff, no próximo domingo (17). Além de ser uma questão de consciência e coerência política, afirma o deputado, a decisão também reflete o sentimento de milhões de brasileiros "enganados com a promessa de um País melhor, sendo que a única coisa que aumentou, nos últimos anos, foi a corrupção no governo. O impeachment é a saída para tirar o Brasil da crise".


O parlamentar acredita que a Câmara Federal irá ouvir a voz que vem das ruas e fazer justiça, votando a favor do impeachment. A votação do pedido de abertura do processo acontece domingo e dos 513 deputados, 316 já declararam apoio ao afastamento de Dilma, 34 estão indecisos, 38 não responderam e 125 são contra. Para que ocorra a aprovação do pedido são necessários 342 parlamentares. "A população precisa estar atenta aos deputados que ainda não se posicionaram", destaca.


Segundo Geraldo, o povo brasileiro tem saído às ruas, em massa, clamando pela saída da presidente Dilma Rousseff por causa dos sucessivos escândalos que envolvem os mais diversos escalões do governo federal, "muitos deles subordinados diretamente à presidência da República, que hoje finge não ter nada a ver com essa situação".


O deputado afirma que seu posicionamento contrário ao atual governo foi expresso na convenção nacional do PMDB, em junho de 2014, quando votou contra a reedição da aliança com o PT. Coerente com esse posicionamento, Geraldo Resende apoiou o então candidato Eduardo Campos para a presidência da República e, após o falecimento deste, a candidata Marina Silva. No segundo turno, o parlamentar subiu no palanque de Aécio Neves.


Tendo a então candidata conquistado a reeleição, Geraldo Resende passou a fazer parte da ala oposicionista, propondo o rompimento total com o governo. Em março deste ano, o parlamentar deixou o PMDB por causa da demora do partido em se posicionar contra o governo petista, estando hoje filiado ao PSDB.

"Clamor"


Geraldo Resende diz que votará pelo impeachment porque o povo brasileiro não suporta mais bancar os custos da corrupção, da ineficiência administrativa, da falta de visão de mercado e, acima de tudo, por causa da perda da credibilidade do atual governo perante a comunidade brasileira e internacional.


"Sintonizado com o clamor que vem das ruas, não posso compartilhar com isso que aí está. O povo brasileiro quer ter de volta a esperança de uma administração que pense principalmente no desenvolvimento sustentável, que faça distribuição de renda, e não distribuição de desemprego", salienta o parlamentar.


Na avaliação de Geraldo Resende, independente do impeachment ser ou não aprovado domingo que vem, a gestão da presidente Dilma Rousseff acabou. "O governo está completamente atrapalhado e sem coordenação nenhuma. A presidente Dilma está apenas pagando por erros que ela mesmo cometeu, principalmente ao deixar de perceber o caminho que o Brasil estava tomando e se distanciar dos parlamentares e de sua base aliada", destaca. "Pelo povo brasileiro e em paz com minha consciência, voto pelo impeachment neste domingo", conclui o parlamentar.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Projeto institui Semana da Conscientização sobre a Esquizofrenia em MS
Política

Projeto institui Semana da Conscientização sobre a Esquizofrenia em MS

17/09/2020 13:52
Projeto institui Semana da Conscientização sobre a Esquizofrenia em MS
Governador Reinaldo Azambuja testa positivo para Covid-19
Comunicado Oficial

Governador Reinaldo Azambuja testa positivo para Covid-19

17/09/2020 09:43
Governador Reinaldo Azambuja testa positivo para Covid-19
A pedido do PSD, Daniela mantém pré-candidatura à vereadora
Eleições 2020

A pedido do PSD, Daniela mantém pré-candidatura à vereadora

16/09/2020 10:15
A pedido do PSD, Daniela mantém pré-candidatura à vereadora
STF declara inconstitucional a impressão do voto pela urna eletrônica
Eleições 2020

STF declara inconstitucional a impressão do voto pela urna eletrônica

15/09/2020 17:35
STF declara inconstitucional a impressão do voto pela urna eletrônica
Doutor Guto, médico de 37 anos, é o vice de Alan Guedes
Eleições 2020

Doutor Guto, médico de 37 anos, é o vice de Alan Guedes

15/09/2020 14:01
Doutor Guto, médico de 37 anos, é o vice de Alan Guedes
Últimas Notícias