Dourados – MS sábado, 08 de maio de 2021
Dourados
26º max
12º min
Política

Governo quer o controle da inflação, mas de olho no desenvolvimento

03 Mai 2011 - 22h42
Audiência pública com o ministro Mantega teve como tema central as medidas contra inflação - Crédito: Foto : DivulgaçãoAudiência pública com o ministro Mantega teve como tema central as medidas contra inflação - Crédito: Foto : Divulgação
DOURADOS - O governo federal está trabalhando para compatibilizar controle inflacionário junto com desenvolvimento, disse o presidente da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal, senador Delcídio do Amaral (PT/MS), após presidir, ontem, a audiência pública com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, que teve como tema central as medidas que estão sendo tomadas pelo governo da presidente Dilma Rousseff para controlar o processo inflacionário.

A audiência durou 5 horas e teve recorde de participações, com a presença de 38 senadores; dos quais, 17 se inscreveram para debater
com o ministro.


\"Sem dúvida o ministro Mantega mostrou muita segurança, especialmente
no que se refere ao controle da inflação, o compromisso de calibrar a economia olhando não só o processo inflacionário, mas também o
crescimento e a distribuição de renda, demonstrando que o governo dispõe de outras alternativas e não apenas taxas de juros, que
aumentam o endividamento, mas medidas macro-prudenciais, que olham a
questão do crédito, enfim, uma série de alternativas que estão sendo
colocadas em prática pelo Banco Central\", disse Delcídio.

O parlamentar acredita que o Banco Central e o governo federal estão
dando mostras claras de que o importante é compatibilizar controle da inflação com crescimento. \"Medidas, às vezes, quase que unilaterais, são fáceis. O problema é o

estrago que isso traz para a economia e para a população, mas o governo está procurando essa compatibilização de medidas que possam trazer o controle inflacionário junto com o desenvolvimento, trabalhando com tranqüilidade e serenidade, usando todos os
instrumentos para fazer com que a inflação chegue aos 4,5%, que é o centro da meta, e vamos alcançar isso por volta de março e abril de
2012, meta absolutamente realista, já considerando todo um cenário
que independe do Brasil\", declarou.

Delcídio avalia que, em função dos preços das commodities (produtos
de origem primária), o processo inflacionário não passa só pelo Brasil, mas por vários países, e, no caso brasileiro, a inflação
acontece em função de situações como a crise internacional de 2008 e 2009, a quebra na safra pelo excesso de chuva nos três primeiros
meses do ano e a adição de 25% de álcool anidro, com preço em alta por conta da entressafra, adicionado à gasolina, fator que
indiretamente proporcionou o aumento dos preços dos combustíveis, questão que deverá ser resolvida com a edição de uma Medida
Provisória para enquadrar o etanol como combustível e não mais como
produto agrícola.

\"Isso significa que o etanol passa a ser monitorado pela ANP
(Agência Nacional de Petróleo) e acredito que vamos ter condições de praticar preços mais adequados. Assim, com a safra de cana que está vindo aí, possivelmente teremos oferta maior e preços melhores. O
item combustível é importante para todos os países e espero que o preço do petróleo caia no mercado internacional, colaborando com o esforço que o governo federal está fazendo para controlar a inflação\", comentou o senador.

Deixe seu Comentário

Leia Também

“Não temos identificado excessos”, diz Laudir sobre gastos com viagens
IMPRESSO

“Não temos identificado excessos”, diz Laudir sobre gastos com viagens

há 14 minutos atrás
“Não temos identificado excessos”, diz Laudir sobre gastos com viagens
Dourados andando para trás, diz deputado
IMPRESSO

Dourados andando para trás, diz deputado

08/05/2021 06:00
Dourados andando para trás, diz deputado
Projeto obriga resgate de animais domésticos vítima de abandono em MS
Política

Projeto obriga resgate de animais domésticos vítima de abandono em MS

06/05/2021 14:30
Projeto obriga resgate de animais domésticos vítima de abandono em MS
Política

CPI da Pandemia inicia hoje depoimentos ouvindo Mandetta e Teich

04/05/2021 10:00
Em plena pandemia, Câmara gasta R$ 57 mil com viagens de vereadores
IMPRESSO

Em plena pandemia, Câmara gasta R$ 57 mil com viagens de vereadores

02/05/2021 15:00
Em plena pandemia, Câmara gasta R$ 57 mil com viagens de vereadores
Últimas Notícias