Dourados – MS quarta, 21 de agosto de 2019
Mesadetalhe
Política

Frente de Recursos Hídricos vai fiscalizar a qualidade da água em MS, informa Renato Câmara

18 Abr 2019 - 10h00Por Redação
Deputado Renato Câmara utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa para informar às ações que serão desenvolvidas pela Frente Parlamentar de Recursos Hídricos para averiguar uma eventual contaminação da água consumida no Estado - Crédito: Toninho SouzaDeputado Renato Câmara utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa para informar às ações que serão desenvolvidas pela Frente Parlamentar de Recursos Hídricos para averiguar uma eventual contaminação da água consumida no Estado - Crédito: Toninho Souza

Coordenador-presidente da Frente Parlamentar de Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul, o deputado estadual Renato Câmara (MDB) apresentou requerimento na sessão desta quarta-feira (17) solicitando, em caráter de urgência, ao governo do Estado e ao Ministério da Saúde esclarecimentos sobre a qualidade da água consumida em Mato Grosso do Sul.  

Conforme o deputado, o objetivo do requerimento é de levantar dados técnicos mais conclusivos a respeito da investigação conjunta da Repórter Brasil, da Agência Pública e da organização suíça Public Eye, que atestou a presença de diversos agrotóxicos na água consumida por 65 municípios do Estado, incluindo Dourados, Campo Grande, Ivinhema, Bonito e Jardim.  Segundo a publicação, foram encontrados 27 pesticidas, sendo 16 considerados altamente tóxicos e 11 associados ao desenvolvimento de doenças crônicas como câncer, malformação fetal, disfunções hormonais e reprodutivas.

Na tribuna, Renato Câmara informou que a Frente Parlamentar de Recursos Hídricos está organizando uma reuniões envolvendo os agentes responsáveis pelo controle da qualidade da água em MS para debater o assunto. “Estou convocando uma reunião com representantes do Ministério da Saúde, Agência Nacional de Águas, Secretaria de Estado de Saúde, Águas Guariroba S/A, Sanesul e de instituições ligadas ao meio ambiente para termos respostas em relação a qualidade das águas dos municípios do Estado”, informou.

O deputado adiantou que a Assembleia Legislativa vai se aprofundar neste debate devido à gravidade da questão e da preocupação provocada na população. “Essa pesquisa está repercutindo em todo o país e traz uma grande preocupação as pessoas. A contaminação da água pode ter uma abrangência ainda muito maior do que imaginamos. Além de estar contaminada, o que é questionável, se temos a tecnologia eficaz para despoluir esta água que contamina também todos os animais que fazem uso dela, principalmente os peixes. Devemos fazer as devidas discussões, fiscalizar e tomar as devidas providências sobre o assunto e, se necessário, medidas urgentes para preservar os recursos hídricos de nosso Estado que abriga o Aquífero Guarani, considerado a maior reserva de água doce do mundo”, registrou o deputado Renato Câmara.

 

Fonte: Assessoria

Deixe seu Comentário

Leia Também

União pretende repassar R$ 500 bi em 15 anos para estados e municípios
Economia

União pretende repassar R$ 500 bi em 15 anos para estados e municípios

21/08/2019 08:19
União pretende repassar R$ 500 bi em 15 anos para estados e municípios
MS protesta contra lei do abuso de autoridade
Política

MS protesta contra lei do abuso de autoridade

20/08/2019 15:42
MS protesta contra lei do abuso de autoridade
Governo de MS libera R$ 1.5 milhão para 27 projetos de pesquisa selecionadas por edital
Política

Governo de MS libera R$ 1.5 milhão para 27 projetos de pesquisa selecionadas por edital

20/08/2019 09:47
Governo de MS libera R$ 1.5 milhão para 27 projetos de pesquisa selecionadas por edital
Bolsa Família começa a pagar R$ 2,6 bilhões para beneficiários
Sociedade

Bolsa Família começa a pagar R$ 2,6 bilhões para beneficiários

19/08/2019 17:19
Bolsa Família começa a pagar R$ 2,6 bilhões para beneficiários
Cinemas têm até janeiro para garantir acessibilidade a cegos e surdos
Cultura

Cinemas têm até janeiro para garantir acessibilidade a cegos e surdos

19/08/2019 08:06
Cinemas têm até janeiro para garantir acessibilidade a cegos e surdos
Últimas Notícias