Dourados – MS domingo, 24 de fevereiro de 2019
Pauta
Ih, Ibope!

Em vez de pesquisa, Ibope divulga nota sobre adiamento da divulgação e frustra eleitores

Estava agendado para divulgação esta noite, no decorrer do Jornal Nacional, nova pesquisa encomendada sobre a corrida presidencial no Brasil

04 Set 2018 - 21h37Por Luiz Radai
Ilustração - Ilustração -

A expectativa dos eleitores com a previsão de divulgação de mais uma pesquisa acerca da corrida presidencial nas Eleições 2018 foi frustrada na edição do Jornal Nacional da TV Globo desta terça-feira (4). Em vez do resultado da pesquisa, o apresentador Willian Bonner leu a nota do instituto que explica as razões da não divulgação dos dados.

Conforme explicado, o Ibope havia feito as entrevistas entre os dias 1º e 3 de setembro e havia confirmado que noticiaria os resultados nesta terça, conforme registro de pesquisa feita no dia 29. A suspensão da divulgação se deu por causa da situação de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), impugnado como candidato pelo Tribunal Superior Eleitoral na madrugada de sábado, dia 1º.

Segundo nota do Ibope divulgada na noite desta terça, lida no JN, o instituto previu no ato do registro da pesquisa perguntar aos eleitores sobre Lula, mas acabou não usando o questionário que incluía o ex-presidente por causa da derrota dele na Justiça Eleitoral.

O instituto explica na nota, então, que questionou o TSE nesta terça sobre a autorização de divulgar o resultado diferente do que foi registrado e, como o órgão eleitoral não havia respondido, a divulgação foi suspensa.

O levantamento do Ibope foi contratado também pelo jornal O Estado de S. Paulo. A notícia da suspensão provocou protestos de petistas.

Conforme a lei eleitoral, os registros das pesquisas precisam ser feitos em até cinco dias antes da data de divulgação de seus resultados e quando isso ocorreu, Lula ainda não havia sido tido por inelegível pelo TSE.

Veja a nota do IBOPE na íntegra

"Eleições 2018: Esclarecimento

O IBOPE registrou no TSE, dia 29 de agosto, cinco dias antes da data de divulgação, como prevê a lei, pesquisa eleitoral sobre a intenção de votos nos candidatos à presidência da República, sendo os contratantes a TV Globo e o jornal O Estado de S. Paulo. Naquela ocasião, o PT havia solicitado o registro de Luiz Inácio Lula da Silva como seu candidato e aguardava definição a respeito do Tribunal Superior Eleitoral. Por esta razão, como fez em pesquisa anterior, o IBOPE registrou no TSE  pesquisa com dois cenários. O primeiro, com o nome de todos os candidatos com registros solicitados ao Tribunal, incluindo Lula. O segundo, com o nome de Fernando Haddad, candidato a vice-presidente na chapa do PT, apontado como eventual substituto de Lula em caso do então provável indeferimento de sua candidatura. Ocorre que na madrugada de sábado, dia 1° de setembro, o plenário do TSE, sem aviso prévio de que julgaria o feito, indeferiu o registro da candidatura de Lula e proibiu que o ex-presidente participasse, como candidato, de atos de campanha ou da propaganda eleitoral no Rádio e na Televisão. A Corte determinou também que o nome de Lula fosse retirado da urna eletrônica e concedeu 10 dias para que o PT indicasse novo candidato. Diante disso, na manhã de sábado, antes da realização da pesquisa, e para estar de acordo com o julgamento e as determinações do TSE, o IBOPE não pesquisou o cenário com Lula, diferentemente do que constava do registro da pesquisa, aplicando apenas o cenário alternativo, tendo Haddad como candidato. A intenção do instituto é obter o aval do TSE para divulgação do resultado dessa pesquisa, com a mencionada adequação. Foi o que o IBOPE fez hoje. Até o momento, porém, o TSE não se manifestou sobre a questão, razão pela qual, em respeito à lei, o IBOPE não liberou a pesquisa para divulgação. Tão logo o TSE se pronuncie a respeito, o IBOPE informará o público e, consoante com a decisão da Corte, liberará ou não os resultados".

Deixe seu Comentário

Leia Também

Paulo Guedes espera aprovação da reforma da Previdência até junho
Economia

Paulo Guedes espera aprovação da reforma da Previdência até junho

22/02/2019 14:08
Paulo Guedes espera aprovação da reforma da Previdência até junho
Projeto de lei que diminuir multas no parquímetro de Dourados
Política

Projeto de lei que diminuir multas no parquímetro de Dourados

21/02/2019 14:22
Projeto de lei que diminuir multas no parquímetro de Dourados
Moradores denunciam risco de desabamento e deputado pede providências
Dourados

Moradores denunciam risco de desabamento e deputado pede providências

21/02/2019 14:01
Moradores denunciam risco de desabamento e deputado pede providências
Bolsonaro assina Projeto de Lei Anticrime
Brasil

Bolsonaro assina Projeto de Lei Anticrime

19/02/2019 16:01
Bolsonaro assina Projeto de Lei Anticrime
Sem duplicação da BR-163 pela concessionária, governador pede apoio em Brasília
Em MS

Sem duplicação da BR-163 pela concessionária, governador pede apoio em Brasília

19/02/2019 15:56
Sem duplicação da BR-163 pela concessionária, governador pede apoio em Brasília
Últimas Notícias