Dourados – MS sexta, 10 de julho de 2020
Dourados
26º max
10º min
Política

Deputados vão apresentar emendas à MP do governo

08 Jan 2011 - 09h26
BRASILIA - Deputados divergem do salário mínimo de R$ 540, fixado pelo governo, e querem apresentar emendas à Medida Provisória (MP) 516/10 propondo valores maiores. O deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) pretende apresentar emenda com o valor de R$ 560, enquanto o líder do PDT e presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva (SP), vai sugerir R$ 580. A MP sobre o salário mínimo deve ser votada logo no início da nova legislatura, em fevereiro.

Porém, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, já avisou que vai vetar valores maiores que R$ 540, por causa do cenário de contingenciamento orçamentário para 2011. \"O salário mínimo de R$ 540 é o cumprimento de uma política de aumento salarial que foi acertada pelos trabalhadores. Portanto, ela deve ser posta em prática, senão fica uma brincadeira. Nesse momento, é temerário aumentar o valor. Se vier alguma coisa diferente, nós vamos simplesmente vetar\".

Em resposta, Cunha disse que vai apresentar uma proposta de emenda à Constituição com o objetivo de alterar o rito de tramitação dos vetos. A ideia é que os vetos sejam votados da mesma forma que as medidas provisórias, analisados pela Câmara e pelo Senado, a fim de reafirmar a autoridade do Congresso Nacional. \"Todo mundo sabe que R$ 540 é um valor político a ser negociado e essa negociação vai ocorrer de qualquer forma. Se vai ser R$ 545, R$ 560, R$ 580 ou R$ 600 ninguém sabe. O Congresso é soberano e vai decidir\", afirmou.

#####PMDB quer mais debate

O líder do PMDB na Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves, diz que o partido não está convencido do valor de R$ 540 e quer discutir o valor com a equipe econômica do governo. \"O PMDB não está convencido, mas pode ser convencido. O que queremos é que a área econômica converse com a base aliada, para que possa explicar o porquê desse valor, para que o Congresso possa, com independência e soberania, mas com muita consciência política, definir seu posicionamento na hora da votação\".

O ministro da Previdência, Garibaldi Alves, colocou-se à disposição para moderar a negociação entre seu partido, o PMDB, e o governo — uma vez que o valor do salário mínimo tem impacto direto nas contas da Previdência.
O impacto orçamentário do reajuste nos cofres da Previdência Social será de aproximadamente R$ 5,15 bilhões em 2011, segundo previsão do governo. Nos benefícios assistenciais mantidos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), será de R$ 1,33 bilhão no mesmo período. O impacto total, portanto, será de R$ 6,48 bilhões – montante já previsto no Orçamento de 2011.

O líder do PMDB citou o reajuste do salário mínimo como tema prioritário para o Congresso, junto com as reformas política e tributária.

#####Acordo prévio

O acordo entre o governo e as centrais sindicais definiu uma política de reajuste do salário mínimo até 2023, que leva em conta a inflação do período e a metade da variação do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos anteriores. O valor proposto representa um reajuste de 5,88% sobre o mínimo que vigorava anteriormente (R$ 510). O aumento considerou apenas a variação acumulada do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de janeiro a dezembro de 2010.

O líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), afirmou que um pequeno ajuste no valor terá de ser feito, porque a inflação ficou um pouco maior do que a esperada. Segundo ele, o mínimo deverá ficar em R$ 541,80. \"Temos de ajustar o valor para respeitar o acordo com as centrais\", disse. (Agência Câmara).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Câmara de Dourados aprova suspensão do recesso parlamentar de julho
Dourados

Câmara de Dourados aprova suspensão do recesso parlamentar de julho

09/07/2020 16:15
Câmara de Dourados aprova suspensão do recesso parlamentar de julho
Mesmo em pandemia, Governo de MS mantém execução de obras pelo estado
INFRAESTRUTURA

Mesmo em pandemia, Governo de MS mantém execução de obras pelo estado

09/07/2020 10:02
Mesmo em pandemia, Governo de MS mantém execução de obras pelo estado
Cido Medeiros apresenta projeto que obriga a presença de enfermeira em exames ginecológicos
Cidades

Cido Medeiros apresenta projeto que obriga a presença de enfermeira em exames ginecológicos

08/07/2020 18:21
Cido Medeiros apresenta projeto que obriga a presença de enfermeira em exames ginecológicos
Câmara de Dourados discute LDO 2021 durante audiência pública nesta quinta-feira
Dourados

Câmara de Dourados discute LDO 2021 durante audiência pública nesta quinta-feira

08/07/2020 15:05
Câmara de Dourados discute LDO 2021 durante audiência pública nesta quinta-feira
Câmara de Dourados aprova Projeto de Lei que aumenta extensão do Parque Municipal Paragem
Dourados

Câmara de Dourados aprova Projeto de Lei que aumenta extensão do Parque Municipal Paragem

07/07/2020 18:21
Câmara de Dourados aprova Projeto de Lei que aumenta extensão do Parque Municipal Paragem
Últimas Notícias