Dourados – MS quinta, 29 de julho de 2021
Dourados
16º max
min
Política

Deputados do PMDB avaliam fusão de PSDB e DEM

04 Mai 2011 - 22h50
Deputados do PMDB avaliam fusão de PSDB e DEM  -
Deputados da base do prefeito de Campo Grande Nelson Trad Filho na Assembleia Legislativa avaliam que uma eventual saída do PSDB e DEM da coligação comandada hoje pelo PMDB, visando as eleições municipais de 2012, não abalaria, num primeiro momento, os projetos deste último partido para o próximo ano.



A visão é principalmente compartilhada pelos deputados peemedebistas Eduardo Rocha e Junior Mochi, este último líder do governo na Assembleia. Para Mochi, a propagada aliança entre os tucanos e democratas na Capital, visando um novo e alternativo projeto político para a cidade, desta vez sem o PMDB, não comprometeria as ambições desta última legenda em continuar comandando Campo Grande.



Mochi, que avalia como ainda frágil o projeto de fusão entre as duas legendas, principalmente em nível de Campo Grande, deixou claro que, mesmo que se afastem da aliança do PMDB, tucanos e democratas poderiam, no segundo turno das eleições de 2012, voltarem a compor politicamente com os peemedebistas.



Ele disse que, no pleito do próximo ano, o PMDB e os tucanos e democratas poderiam, sem problema algum, ir para a disputa com candidatos próprios, para tornar a eleição até mais atrativa para o eleitor, no primeiro turno. No entanto, num segundo turno, poderia ser restaurada a aliança que nos dias atuais une as três siglas.



Vínculo mantido



O mesmo entendimento tem o deputado Eduardo Rocha. Ele falou que, embora a discussão em torno da fusão de tucanos e democratas se restrinja hoje ao espectro político nacional, caso ela se consolide nos estados, não atrapalhará o vínculo político que o PMDB possui atualmente com as duas siglas em MS e especialmente na Capital.



“Acredito que as três siglas, mesmo chegando separadas nas eleições de 2012, poderão, na reta final da campanha, voltarem a caminhar juntas rumo a um projeto político único”, falou Rocha.



Caso venha mesmo a se consolidar, a aliança entre PSDB e DEM deverá lançar, em 2012, na Capital, o deputado federal Reinaldo Azambuja como candidato a prefeito e seu colega de parlamento, Luiz Henrique Mandetta, como vice. Ambos estão entre as principais lideranças políticas que dão sustentação, hoje, ao lado do PMDB, à administração de Trad na Capital.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ciro Nogueira aceita convite de presidente para chefiar Casa Civil
Política

Ciro Nogueira aceita convite de presidente para chefiar Casa Civil

27/07/2021 16:00
Ciro Nogueira aceita convite de presidente para chefiar Casa Civil
Prefeitura terá que cobrar vereadores para devolver verba da Câmara
Dourados

Prefeitura terá que cobrar vereadores para devolver verba da Câmara

26/07/2021 15:00
Prefeitura terá que cobrar vereadores para devolver verba da Câmara
Governador sanciona LDO, que prevê receita de R$ 18,47 bilhões para MS em 2022
Política

Governador sanciona LDO, que prevê receita de R$ 18,47 bilhões para MS em 2022

23/07/2021 08:00
Governador sanciona LDO, que prevê receita de R$ 18,47 bilhões para MS em 2022
Senador Ciro Nogueira assumirá comando da Casa Civil, diz presidente
Política

Senador Ciro Nogueira assumirá comando da Casa Civil, diz presidente

22/07/2021 15:00
Senador Ciro Nogueira assumirá comando da Casa Civil, diz presidente
Governo nomeia Youssif Domingos para o cargo de diretor-presidente da Fertel
Política

Governo nomeia Youssif Domingos para o cargo de diretor-presidente da Fertel

21/07/2021 14:00
Governo nomeia Youssif Domingos para o cargo de diretor-presidente da Fertel
Últimas Notícias