Dourados – MS quarta, 08 de abril de 2020
Dourados
29º max
15º min
Política

Délia já admite disputar prefeitura

03 Nov 2010 - 17h29
Délia Razuk admitiu ontem a possibilidade de disputar a Prefeitura de Dourados
Foto: Arquivo
 - Délia Razuk admitiu ontem a possibilidade de disputar a Prefeitura de Dourados Foto: Arquivo -
A prefeita interina Délia Razuk (PMDB) admitiu ontem a possibilidade de disputar as eleições para a Prefeitura de Dourados, dentro da tramitação normal do processo sucessório, após se conhecer o resultado dos encaminhamentos dos pedidos de cassação dos mandatos dos atuais prefeito e vice-prefeito da cidade, Ari Artuzi e Carlinhos Cantor. A reportagem apurou que uma eventual candidatura de Délia Razuk teria aval do governador André Puccinelli, que é do mesmo partido da vereadora.

Entrevistada do programa “Bom Dia MS”, da TV Morena, a prefeita disse que não irá fugir desse novo desafio caso venha a ser convocada pelo partido dela. “Sou vereadora até 2012 e tenho responsabilidade com o Município. Um dos motivos, aliás, que me levaram a encarar o desafio de ser prefeita foi o chamamento popular que ouvia diariamente, na Câmara, para não fugir da responsabilidade”, lembrou ela.

Délia Razuk falou ainda sobre a situação encontrada ao assumir a Prefeitura no dia 8 de outubro. “Existem problemas muito sérios, como obras lançadas e iniciadas, e que foram paralisadas; outras entregues e sem condições de funcionamento porque faltam equipamentos e até a legalização de documentos, sem falar do desvio de finalidade na aplicação de verbas orçamentárias e o inchaço da máquina administrativa”.

A vereadora Délia foi a campeã de votos nas eleições de 2008, quando disputou uma vaga pelo PMDB e obteve 3.426 votos (3,16% dos votos válidos). Encabeçando a oposição ao prefeito eleito na época, Ari Artuzi, hoje afastado do cargo e cumprindo pena em regime fechado no presídio federal de Campo Grande, ela foi a única dentre os 12 vereadores de Dourados que não teve o nome envolvido nas denúncias de corrupção que resultaram na prisão de vários políticos, empresários e servidores públicos, durante a operação “Uragano” da Polícia Federal.

Ainda em setembro Délia Razuk foi conduzida à presidência do Legislativo, a partir da renúncia do vereador Sidlei Alves do cargo, depois de também ter sido preso e permanecer recolhido até agora na penitenciária Harry Amorim Costa, em Dourados. E, em outubro, a vereadora foi designada, através de portaria do Tribunal de Justiça, para exercer o cargo de prefeita interina, com a finalidade de retomar a normalidade da linha sucessória no comando do município.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Coronavírus: Governo vai definir plano de recuperação econômica para Mato Grosso do Sul
Cidades

Coronavírus: Governo vai definir plano de recuperação econômica para Mato Grosso do Sul

há 55 minutos atrás
Coronavírus: Governo vai definir plano de recuperação econômica para Mato Grosso do Sul
Marçal afirma que usar fundo eleitoral para combater o covid-19 é fundamental
Fundo Eleitoral

Marçal afirma que usar fundo eleitoral para combater o covid-19 é fundamental

08/04/2020 14:50
Marçal afirma que usar fundo eleitoral para combater o covid-19 é fundamental
Covid-19

MP libera R$ 2,1 bilhões para combate ao coronavírus nos estados

08/04/2020 14:02
Merenda Escolar

Nova lei garante alimentos da merenda escolar a alunos sem aula

08/04/2020 12:21
Governo transfere PIS/Pasep para o FGTS e permite saque de R$ 1.045
FGTS

Governo transfere PIS/Pasep para o FGTS e permite saque de R$ 1.045

08/04/2020 10:49
Governo transfere PIS/Pasep para o FGTS e permite saque de R$ 1.045
Últimas Notícias