Dourados – MS sábado, 31 de outubro de 2020
Dourados
26º max
17º min
Influx
Política

Délia já admite disputar prefeitura

03 Nov 2010 - 17h29
Délia Razuk admitiu ontem a possibilidade de disputar a Prefeitura de Dourados
Foto: Arquivo
 - Délia Razuk admitiu ontem a possibilidade de disputar a Prefeitura de Dourados Foto: Arquivo -
A prefeita interina Délia Razuk (PMDB) admitiu ontem a possibilidade de disputar as eleições para a Prefeitura de Dourados, dentro da tramitação normal do processo sucessório, após se conhecer o resultado dos encaminhamentos dos pedidos de cassação dos mandatos dos atuais prefeito e vice-prefeito da cidade, Ari Artuzi e Carlinhos Cantor. A reportagem apurou que uma eventual candidatura de Délia Razuk teria aval do governador André Puccinelli, que é do mesmo partido da vereadora.

Entrevistada do programa “Bom Dia MS”, da TV Morena, a prefeita disse que não irá fugir desse novo desafio caso venha a ser convocada pelo partido dela. “Sou vereadora até 2012 e tenho responsabilidade com o Município. Um dos motivos, aliás, que me levaram a encarar o desafio de ser prefeita foi o chamamento popular que ouvia diariamente, na Câmara, para não fugir da responsabilidade”, lembrou ela.

Délia Razuk falou ainda sobre a situação encontrada ao assumir a Prefeitura no dia 8 de outubro. “Existem problemas muito sérios, como obras lançadas e iniciadas, e que foram paralisadas; outras entregues e sem condições de funcionamento porque faltam equipamentos e até a legalização de documentos, sem falar do desvio de finalidade na aplicação de verbas orçamentárias e o inchaço da máquina administrativa”.

A vereadora Délia foi a campeã de votos nas eleições de 2008, quando disputou uma vaga pelo PMDB e obteve 3.426 votos (3,16% dos votos válidos). Encabeçando a oposição ao prefeito eleito na época, Ari Artuzi, hoje afastado do cargo e cumprindo pena em regime fechado no presídio federal de Campo Grande, ela foi a única dentre os 12 vereadores de Dourados que não teve o nome envolvido nas denúncias de corrupção que resultaram na prisão de vários políticos, empresários e servidores públicos, durante a operação “Uragano” da Polícia Federal.

Ainda em setembro Délia Razuk foi conduzida à presidência do Legislativo, a partir da renúncia do vereador Sidlei Alves do cargo, depois de também ter sido preso e permanecer recolhido até agora na penitenciária Harry Amorim Costa, em Dourados. E, em outubro, a vereadora foi designada, através de portaria do Tribunal de Justiça, para exercer o cargo de prefeita interina, com a finalidade de retomar a normalidade da linha sucessória no comando do município.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Eleições: candidatos agora só podem ser presos em flagrante
política

Eleições: candidatos agora só podem ser presos em flagrante

31/10/2020 08:30
Eleições: candidatos agora só podem ser presos em flagrante
Ministra da Agricultura diz que nova safra pode reduzir preço do arroz
Brasil

Ministra da Agricultura diz que nova safra pode reduzir preço do arroz

30/10/2020 09:55
Ministra da Agricultura diz que nova safra pode reduzir preço do arroz
Eleições 2020

TSE aprova pedidos de força federal nas eleições para quatro estados

30/10/2020 09:33
Deputados aprovam cinema adaptado para pessoas autistas
Mato Grosso do Sul

Deputados aprovam cinema adaptado para pessoas autistas

30/10/2020 07:38
Deputados aprovam cinema adaptado para pessoas autistas
Assembleia de MS terá sessões semipresenciais na semana que vem
decisão

Assembleia de MS terá sessões semipresenciais na semana que vem

29/10/2020 11:46
Assembleia de MS terá sessões semipresenciais na semana que vem
Últimas Notícias