Dourados – MS quarta, 21 de abril de 2021
Dourados
33º max
18º min
Influx - Campanha 2021
Política

Délia exige rigor em licitação e economiza

13 Fev 2011 - 22h45
Délia Razuk destaca a economia de mais de 40% no contrato para serviços de tapa-buracos - Crédito: Foto: DivulgaçãoDélia Razuk destaca a economia de mais de 40% no contrato para serviços de tapa-buracos - Crédito: Foto: Divulgação
DOURADOS – A prefeita Délia Razuk (PMDB) garantiu uma economia de mais de 40% nos preços praticados pelas empreiteiras que venciam as licitações para serviços de tapa-buracos em Dourados. Tradicionalmente, as empresas cobravam entre R$ 42 e R$ 48 o metro quadrado do asfalto recuperado, mas na última licitação a prefeita deixou claro que só levaria o contrato de R$ 2,5 milhões para obras emergenciais quem apresentasse a proposta de menor preço e a empresa vencedora, a Enerpav G.S. Ltda., de Campo Grande, apresentou a proposta de R$ 32 por metro quadrado. “Com isso, podemos fazer muito mais pelo mesmo preço, ou seja, com a economia de mais de 40% no preço vamos recuperar todas as ruas de Dourados”, comemora Délia Razuk.

Por determinação da prefeita, a Enerpav G.S. também teve que colocar seus operários para trabalhar nas 24 horas do dia, inclusive nos sábados e domingos com a missão de recuperar primeiro os pontos mais críticos de Dourados. “Somente neste final de semana, seriam usadas mais de duas toneladas de massa asfáltica nos serviços de tapa-buracos e, caso as chuvas parem de castigar nossa cidade, até o final de fevereiro já teremos 70% dos trabalhos concluídos”, adianta Délia Razuk.

Na tarde de ontem, por exemplo, os serviços se concentraram em trechos das ruas Aquidauana e Ponta Porã. “Tão logo a chuva dá uma trégua, as equipes saem a campo para trabalhar e, neste final de semana, os serviços de tapa-buracos foram realizados mesmo com as fortes chuvas que atingiram a cidade”, explica a prefeita. “É importante ressaltar ainda que os trabalhos estão sendo fiscalizados com rigor, com três fiscais atuando em cada frente de obras, sendo dois para fazer a medição dos serviços realizados e um terceiro para fazer o apontamento”, conclui.

A prefeita salientou ainda que a licitação foi realizada dentro dos princípios estabelecidos pelo Ministério Público Estadual (MPE), dando total transparência ao certame que acabou vencido pela Enerpav G.S. “A simples comprovação que reduzimos o valor do metro quadrado de R$ 48 para R$ 32 revela que o rigor é benéfico para os cofres públicos”, argumenta.

O procurador-geral do município, Sérgio Henrique Pereira Martins de Araújo, disse que o principal critério para a escolha da empresa era o menor preço. A prefeita Délia Razuk lembrou que a população de Dourados cobrava, com razão, um trabalho emergencial de recuperação das ruas. Entretanto, segundo ela, era preciso cumprir os prazos da licitação.


Na Educação, a regularização da situação de lotação e convocação de pessoal concursado, a regulamentação do funcionamento das normas que ditam o calendário escolar na Rede Municipal e a reforma de unidades de Educação e de Ensino Infantil mereceram destaque. A reativação da Banda Lira Douradense, em conjunto com a Funced, que também desenvolveu intensa programação esportiva e cultural, voltando a valorizar o setor que produz lazer e entretenimento, também foi citada pela prefeita.

Délia Razuk adotou como um dos primeiros atos após o dia 8 de outubro, quando assumiu a interinidade, a recriação da Secretaria de Planejamento, que havia sido extinta pelo ex-prefeito. “Não se admite um Município do porte de Dourados que não tenha como planejar as ações, projetar o que vai fazer e normatizar o que se pretende”, afirmou a prefeita, destacando o apoio recebido da Câmara nesse e outros projetos de melhoria para a cidade.

Os valores correspondentes às contrapartidas do Município que impediam a realização de obras obtidas através de emendas parlamentares, como a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) na área de saúde e quadras de esportes, reforma e ampliação de espaços públicos e até serviços de drenagem em alguns bairros, que estavam engavetados, ganharam celeridade nesse curto mandato.

A prefeitura também conseguiu agilizar a documentação e entregar as viaturas para a Saúde (incluindo 12 motocicletas e cinco automóveis), veículos para o Conselho Tutelar e a Assistência Social, para a Guarda Municipal e ainda o caminhão do peixe, destinado aos produtores da área, além de ter adquirido e entregue uma caminhonete para a Defesa Civil.

“Contemplamos setores que prestam serviços ininterruptos de apoio às populações que ainda sofrem com a falta de infraestrutura em várias regiões da cidade”, destaca.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Câmara aprova projeto de lei que torna escolas serviços essenciais
Política

Câmara aprova projeto de lei que torna escolas serviços essenciais

21/04/2021 14:00
Câmara aprova projeto de lei que torna escolas serviços essenciais
Governo atende Marçal e suspende cobrança do ICMS de bares e restaurantes
ESPECIAL

Governo atende Marçal e suspende cobrança do ICMS de bares e restaurantes

21/04/2021 10:30
Governo atende Marçal e suspende cobrança do ICMS de bares e restaurantes
Primeira reunião da CPI da Covid-19 será realizada depois do feriado
BRASÍLIA

Primeira reunião da CPI da Covid-19 será realizada depois do feriado

18/04/2021 15:14
Primeira reunião da CPI da Covid-19 será realizada depois do feriado
Proposta cria o Cadastro Nacional de Vacinação contra a Covid-19
SAÚDE

Proposta cria o Cadastro Nacional de Vacinação contra a Covid-19

18/04/2021 15:07
Proposta cria o Cadastro Nacional de Vacinação contra a Covid-19
Mais Social: beneficiário participará de cursos profissionalizantes
ESTADO

Mais Social: beneficiário participará de cursos profissionalizantes

18/04/2021 15:04
Mais Social: beneficiário participará de cursos profissionalizantes
Últimas Notícias