Dourados – MS segunda, 17 de junho de 2019
Pauta
Eleições 2018

Decidiu em quem votar e está confiante? Saiba o que deve fazer o eleito em cada cargo em disputa

O que devem fazer o deputado federal, o estadual, os senadores, o governador e o presidente para quem vamos votar no próximo domingo?

03 Out 2018 - 16h54Por Luiz Radai
Decidiu em quem votar e está confiante? Saiba o que deve fazer o eleito em cada cargo em disputa - Crédito: Divulgação/TSE Crédito: Divulgação/TSE

Certamente cada eleitor tem boa parte ou a maioria dos candidatos definidos para a votação do próximo domingo, 7 de outubro. E é comum que, depois das eleições, apenas fiquemos aguardando o que aqueles que foram eleitos podem fazer por nós, lá onde eles estão.

No entanto, a participação popular nos governos e legislaturas não deve ser de meros espectadores para aqueles que votaram. Assim, O Progresso Digital traz hoje uma breve explicação sobre o que faz cada um dos cargos políticos para os quais votaremos nestas eleições. É importante saber, para delegarmos pedidos às pessoas certas e não delegar méritos a quem, de fato não atuará em determinada função.

Vamos então pela ordem de votação.

O que faz (ou deve fazer) um Deputado Federal?

Os deputados federais são nossos representantes, os representantes do povo no contexto federal. Esta definição é tão pesada quanto a responsabilidade destes que, são os detentores da função de criar e modificar leis (legislar), além de fiscalizar e controlar o Executivo, cujo maior cargo é do Presidente da República. São os deputados federais, por exemplo, que aprovam o Orçamento da União, e podem intervir por recursos para as respectivas regiões que representam.

Junto com os senadores, os deputados federais compõem o Congresso Nacional, que é o Poder Legislativo nacional.

O período do mandato de um deputado é de quatro anos e não há limite para reeleição. O número deles por Estado é definido pela média populacional e são 518 na Câmara dos Deputados.

Além do salário bruto de R$ 33.763,00, valor superior ao recebido pelo Presidente da República, pelo vice-presidente e pelos Ministros de Estado, que ganham R$ 30.934,70 mensais, os deputados federais ainda recebem “Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap)”, “Verba destinada à contratação de pessoal” (R$ 78 mil), “Auxílio-moradia”, “Despesas com saúde”, “Aposentadoria” e “Cota gráfica e de periódicos”.

O deputado estadual faz o que na Assembleia Legislativa?

Na sequência da votação está o deputado estadual. Integrantes da Assembleia Legislativa, sobre os mandatários destes cargos os eleitores precisam estar atentos às promessas de campanha que eles apresentam. É imprescindível entender que nenhum deputado estadual poderá legislar em questões competentes da União, no máximo, poderá interceder junto a deputados federais e senadores.

Portanto, as tarefas estão agregadas às sugestões e alterações das leis estaduais. É o deputado estadual também quem fiscaliza as contas do Governo Estadual, cria comissões parlamentares de inquérito e participa ativamente nas funções da Assembleia Legislativa Estadual. Entre algumas destas atividades estão, por exemplo, criar tributos estaduais, instituir regiões metropolitanas, aprovar leis sobre o funcionamento de instituições estaduais como a Polícia Civil ou o Ministério Público, entre outros.

Não há limite de reeleição e o mandato é de quatro anos. Em Mato Grosso do Sul são 19 vagas para a Assembleia Legislativa e o salário é pouco mais de R$ 25 mil reais, além de subsídios para a atuação legislativa. No entanto, no site da Assembleia Legislativa o campo “Subsídio dos Deputados” não apresenta os anexos em PDF com a definição destes valores.

Este ano devemos votar em dois senadores. Mas, o que eles vão fazer por oito anos de mandato?

Os Estados brasileiros são representados pelos senadores e em cada Estado são eleitos três e essa quantidade não muda. Também não há limite para reeleição e o mandato é de oito anos. Em 2018, vamos eleger dois para MS.

A função de um senador é semelhante a de um deputado. Elabora as leis, vota a respeito de projetos de leis criados pelo Presidente e pelos tribunais superiores e passa em revista as decisões das Câmaras dos Deputados.

O salário de um senador é o mesmo recebido por um deputado federal. Com todos os subsídios a que tem direito, cada senador pode custar até R$ 165 mil por mês.

Feitas as análises dos cargos do legislativo federal e estadual, eis os cargos do Executivo para os quais votaremos.

Então, o que faz um Governador?

Em cada estado há um governador sendo o cargo mais importante dentro do Estado. Dentro sua função está sua representação em suas relações jurídicas, administração estadual, além de sua participação política e administrativa.

Os interesses do Estado junto à Presidência esta a cargo do Governador, com as tarefas de buscar investimentos e obras federais.

O que de mais importante o eleitor precisa saber é que são oito as áreas de atuação do Governador: segurança pública (as Polícias Civil e Militar, são diretamente subordinadas ao Governador), infraestrutura estadual, orçamento estadual, angariar investimentos federais, administração do sistema prisional, atuação no processo legislativo estadual, educação e saúde.

Também tem o período de quatro anos para governar podendo ser reeleito.

Este muitas vezes é o único que todo brasileiro culpa pelos problemas que enfrenta. Por fim, o que faz o Presidente da República?

Não obstante, sim, é este o cargo mais importante em todo este sistema. O Presidente tem a função de chefe do Estado e do governo. É responsável pela administração federal, por todas as características da lei (publicar, sancionar e promulgar). Cuida da execução e regulamentos dos decretos, como também da expedição. É ele quem comanda as Forças Armadas.

Em geral, a política feita pelo Presidente sobre ou com o Congresso Nacional tem fundamental importância no rumo do país. Se um faz as leis e o outro sanciona, além de definir projetos, ministérios e aplicação de recursos, esta ‘pessoinha’ com a faixa presidencial no peito precisa ter a competência necessária para tal.

Ah, o mandato é de quatro anos podendo ser prorrogado por mais quatro, caso seja reeleito.

Agora você já sabe o que esperar e em que pode cobrar o candidato que você votou, caso ele seja eleito. Se não for, os mandatários que lá estiverem, também podem ser cobrados por você, afinal, o salário deles vem do dinheiro de impostos recolhidos e, adivinha quem paga?

Deixe seu Comentário

Leia Também

Moro não reconhece autenticidade de mensagens de site
Política

Moro não reconhece autenticidade de mensagens de site

15/06/2019 10:48
Moro não reconhece autenticidade de mensagens de site
Prefeitura adquire equipamentos para tapa-buracos e recapeamento
Dourados

Prefeitura adquire equipamentos para tapa-buracos e recapeamento

14/06/2019 11:22
Prefeitura adquire equipamentos para tapa-buracos e recapeamento
Supremo decide criminalizar a homofobia como forma de racismo
Política

Supremo decide criminalizar a homofobia como forma de racismo

14/06/2019 08:49
Supremo decide criminalizar a homofobia como forma de racismo
Previdência: contribuição sobe de 15 para 20 anos para homens
Política

Previdência: contribuição sobe de 15 para 20 anos para homens

13/06/2019 17:59
Previdência: contribuição sobe de 15 para 20 anos para homens
Aeroporto de Dourados receberá investimento de R$ 50 milhões
Dourados

Aeroporto de Dourados receberá investimento de R$ 50 milhões

13/06/2019 11:03
Aeroporto de Dourados receberá investimento de R$ 50 milhões
Últimas Notícias