Dourados – MS quarta, 23 de junho de 2021
Dourados
28º max
16º min
CUNHA

Conselho de Ética vota hoje a cassação de Eduardo Cunha

14 Jun 2016 - 07h58
Eduardo Cunha. - Crédito: Foto: DivulgaçãoEduardo Cunha. - Crédito: Foto: Divulgação
Está marcada para às 14h30 desta terça-feira (14) a reunião do Conselho de Ética da Câmara que pode selar o futuro do presidente afastado da Casa, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

O peemedebista é alvo de um processo por quebra de decoro parlamentar por ter mentido à CPI da Petrobras, quando negou ter contas no exterior — o que foi comprovado pela Lava Jato.

O processo que pede a cassação de Cunha já teve parecer favorável do relator do caso, Marcos Rogério (DEM-RO). Os deputados que fazem parte do colegiado tentam votar o texto desde o dia 1º de junho, quando Rogério apresentou sua posição.

Uma série de manobras, porém, impede a votação do processo, que já se arrasta há sete meses. Na semana passada, o presidente do Conselho de Ética, deputado José Carlos Araújo (PR-BA), disse que não havia mais o que protelar.

— Eu acho que terça-feira nós acabamos esse processo que já dura sete meses; acho que não tem mais por que adiar esse processo.

Apoiador de Cunha, o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) cobra uma solução para o impasse.

— Nós estamos vivendo em um momento na Casa de instabilidade. É necessário que tenhamos esse assunto resolvido, a governabilidade na Casa, para dar tranquilidade ao Parlamento e à sociedade brasileira.

O colegiado possui 21 parlamentares, que vão decidir o futuro de Eduardo Cunha. Conforme os últimos cálculos e as últimas votações, o placar está 10 a 9 contrários à cassação do peemedebista.

O voto da deputada federal Tia Eron (PRB-BA), que ficou com a vaga que pertencia ao antigo relator Fausto Pinato (PP-SP), deverá decidir a votação. Na última terça-feira (7), porém, ela foi a única dos titulares do colegiado a não comparecer à reunião.

Caso Tia Eron não vá na próxima terça, o direito ao voto passa para o primeiro suplente do bloco parlamentar da deputada que marcar presença.

Entre os suplentes, há deputados a favor e contra a cassação de Cunha, o que pode gerar uma corrida para ver quem será o primeiro a chegar.

O deputado Leo de Brito (PT-AC) acusa o governo de pressionar a deputada para inocentar Eduardo Cunha.

— Temos inclusive uma pressão que vem do Planalto em torno do voto da deputada Tia Eron, que pode salvar Eduardo Cunha, e também essa manobra que está sendo feita na CCJ para que, no Plenário, ele tenha ou uma pena branda ou seja literalmente absolvido.

Brito se referia ao relatório do deputado Arthur Lira (PP-AL), sobre a consulta relativa ao rito de cassação de parlamentares no plenário da Câmara.

O líder do governo, deputado Andre Moura (PSC-SE), negou qualquer interferência da Presidência da República no Conselho de Ética da Câmara.

Em nota, a deputada Tia Eron não revelou seu voto. Apenas enfatizou que não iria deixar de cumprir com seu dever.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Lei de Barbosinha garante sessão adaptadas para autistas nos cinemas de MS
MS

Lei de Barbosinha garante sessão adaptadas para autistas nos cinemas de MS

22/06/2021 14:30
Lei de Barbosinha garante sessão adaptadas para autistas nos cinemas de MS
Medida restritiva em MS perde força e vira escolha política
IMPRESSO

Medida restritiva em MS perde força e vira escolha política

20/06/2021 14:00
Medida restritiva em MS perde força e vira escolha política
Casa Civil faz balanço dos 900 dias do governo Bolsonaro
Política

Casa Civil faz balanço dos 900 dias do governo Bolsonaro

20/06/2021 12:00
Casa Civil faz balanço dos 900 dias do governo Bolsonaro
Ações de Direitos humanos passam a ser exigidas em órgãos públicos
Direitos humanos

Ações de Direitos humanos passam a ser exigidas em órgãos públicos

19/06/2021 12:00
Ações de Direitos humanos passam a ser exigidas em órgãos públicos
Deputados solicitam agilidade na tramitação da autorização da autorregulação ferroviária
Política

Deputados solicitam agilidade na tramitação da autorização da autorregulação ferroviária

16/06/2021 13:30
Deputados solicitam agilidade na tramitação da autorização da autorregulação ferroviária
Últimas Notícias