Dourados – MS quinta, 21 de outubro de 2021
Dourados
31º max
18º min
Política

Comissão aprova convocação de Palocci

01 Jun 2011 - 22h53
Comissão de Agricultura durante a reunião que aprovou convocação de Palocci - Crédito: Foto : Leonardo Prado – Agência CâmaraComissão de Agricultura durante a reunião que aprovou convocação de Palocci - Crédito: Foto : Leonardo Prado – Agência Câmara
Brasília - A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara aprovou ontem requerimento de convocação do ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, para que ele explique denúncias sobre sua evolução patrimonial e sobre os clientes que atendeu em sua empresa de consultoria, chamada Projeto. A convocação foi proposta pelo deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS).


A data da audiência com Palocci ainda não foi definida.
“Segundo listagem amplamente divulgada pelos sites de imprensa, dentre as inúmeras empresas que se utilizaram de consultorias da Projeto, encontram-se algumas do ramo agroindustrial, quais sejam, Sadia Holding e Vinícola Aurora.

É de fundamental importância, portanto, que essa comissão se aprofunde nesse assunto para avaliar qualquer possível favorecimento em razão da posição política ocupada pelo ministro da Casa Civil”, diz Lorenzoni, no requerimento apresentado à comissão.

Desde o surgimento das denúncias, a oposição tenta convocar o ministro. De acordo com matéria do jornal Folha de S.Paulo, do último dia 15 de maio, o patrimônio do ministro foi multiplicado por 20 entre 2006 e 2010, passando de R$ 375 mil para mais de R$ 7 milhões. A reportagem informa que ele comprou, por meio de sua empresa de consultoria, dois imóveis em São Paulo: um apartamento de R$ 6,6 milhões e um escritório de R$ 882 mil.



Governistas questionam


O requerimento foi aprovado pela manhã em votação simbólica, mas deputados da base aliada ao governo questionaram a validade dessa votação. A reunião foi suspensa após a aprovação do requerimento e retomada por volta das 13h, quando governistas tentariam reverter a convocação.

No entanto, o presidente da comissão, deputado Lira Maia (DEM-PA), encerrou a reunião logo após reabri-la. Ele disse que o assunto será discutido apenas em uma próxima reunião, na semana que vem.

Para o deputado Onyx Lorenzoni, não existe dúvida de que o regimento da Câmara foi cumprido. \"No momento em que o presidente pergunta se aprovam e ficam como estão os que aprovam, muitos parlamentares da base do governo estavam distraídos e o presidente proclamou o resultado\", disse o deputado.

Ele reconheceu que o presidente da Câmara pode reverter a decisão em Plenário. \"Nesse caso, o custo político será do presidente [da Câmara]\", completou.

Deputados governistas afirmaram que a aprovação do requerimento foi proclamada de “maneira ditatorial” pelo presidente da comissão, que teria se confundido na hora de interpretar a votação. O deputado Bohn Gass (PT-RS) disse que a bancada do partido pretende entrar com requerimento no Plenário questionando a proclamação do resultado.

\"O presidente anunciou um resultado ao contrário. Ninguém dormiu, todos nós votamos e a manifestação majoritária foi contra\", disse Bohn Gass. (Agência Câmara).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Relatório de Renan Calheiros pede 68 indiciamentos
CPI da Pandemia

Relatório de Renan Calheiros pede 68 indiciamentos

há 4 horas atrás
Relatório de Renan Calheiros pede 68 indiciamentos
Política

STF rejeita ação contra atos e falas do presidente durante a pandemia

19/10/2021 11:00
Política

CPI terá dia dedicado a ouvir parentes de vítimas da covid-19

18/10/2021 16:30
CPI da Energisa será retomada semana que vem em MS
Política

CPI da Energisa será retomada semana que vem em MS

17/10/2021 08:00
CPI da Energisa será retomada semana que vem em MS
Câmara perde recurso e vereadores terão que devolver R$ 4 milhões
Política

Câmara perde recurso e vereadores terão que devolver R$ 4 milhões

17/10/2021 07:00
Câmara perde recurso e vereadores terão que devolver R$ 4 milhões
Últimas Notícias