Dourados – MS terça, 20 de outubro de 2020
Dourados
32º max
20º min
Influx
Política

Candidatos a vice afirmam que não serão “decorativos”

Todos negam ter negociado cargos em futura gestão para aceitar participar de disputa

29 Set 2020 - 08h02Por Rozembergue Marques
Candidatos a vice afirmam que não serão “decorativos” - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Em Dourados, praticamente todos os candidatos a vice prefeito garantem que vão acabar com essa figura do vices “decorativos”. Afirmam inclusive que a participação efetiva na gestão está apalavrada com os candidatos e que não terão dificuldade em ver cumprido o combinado quando das conversações entre os partidos para a escolha do segundo cargo na hierarquia do poder executivo municipal.

“Eu não estabeleci condição alguma. O que conversei bastante e indaguei a ele foi sobre quais as intenções projetos dele para os quatro anos. Como tudo o que ele me disse veio de encontro ao que penso aceitei estar ao lado dele na disputa. Foi uma conversa madura entre dois jovens que quem, o melhor para a nossa cidade”, afirmou, por exemplo, o médico Guto Moreira, indicado pelo PL para ser o candidato a vice de Alan Guedes, do PP. Guto é amigo pessoal do atual presidente da Câmara e esse fato também pesou na escolha. Especializado em cirurgia plástica, O médico foi durante quase nove meses, em 2017, secretário-adjunto de Saúde na cidade. Deixou o cargo para se dedicar a compromissos profissionais. 

Outro que também garante ter pactuado com o candidato a prefeito a participação efetiva na gestão é o ex-deputado Valdemir Machado, vice candidato na chapa encabeçada pelo deputado estadual Barbosinha. “Quem ajuda a ganhar ajuda a governar”, resumiu Valdenir, que se tornou candidato a vice após uma eleição interna na qual saiu vencedor. Antes, o cotado para a candidatura majoritária era o deputado estadual Marçal Filho, em torno do qual até mesmo Barbosinha abriria mão, formando um a grande coalizão de partidos. Marçal abriu mão e em entendimento entre o DEM e o PSDB, orquestrado em boa parte pelo governador Reinaldo Azambuja, o DEM lançou Barbosinha e Valdenir foi o nome do partido para vice. “Vamos participar sim, mas claro que tendo como critério para ocupação de cargos a competência técnica. Não serei um vice decorativo

O professor Leonardo Pescinelli Martins, candidato a vice prefeito na chapa que tem como titular o advogado Wilson Matos, disse à reportagem que “assim como 50% do Plano de Governo  foi resultado de contribuição do PDT, estaremos junto com o Wison ajudando a administrar”. O professor referia-se à proposta de construção de mais 4 UPAs, à ampliação da diversidade de medicamentos ofertados nas farmácias públicas dos postos de saúde,  a valorização dos  Agentes Comunitários de Saúde, a impnataçção de UTIs em UPAS, a contratação, como medida para desafogar os hospitais conveniados ao SUS, de médicos pediatras, clínicos gerais e geriatras para atenderem nas Unidades Básicas/Postos de Saúde e outras propostas apresentadas pelo PDT e incorporadas às propostas do PTB do candidato a prefeito.

No mesmo diapasão toca a candidata a vice-prefeita do Republicanos de Racib Panage Harb.  Dilvania Todescato acredita inclusive que o fato do Republicanos disputar com chapa “pura”, sem alianças, deve evitar eventuais disputas de egos caso vençam a disputa. “O Projeto é do partido, estamos conversando sempre e temos um pensamento único, o que facilita o andamento de qualquer gestão. Perde-se muito tempo com picuinhas ou na disputa por espaços”, avaliou a candidata a vice, que com mais de 25 anos trabalhando em auto–escolas e cursando faculdade de Gestão de Trânsito e Mobilidade acredita que pode contribuir muito na apresentação de alternativas para um outro “gargalo” da cidade além da saúde apontada pelo candidato a vice de Alan, que é a saúde pública: o caótico trânsito de Dourados. “Nunca tivemos, até pela falta de profissional como um engenheiro de trânsito, um planejamento do nosso sistema viário que contemplasse os diferentes tipos de condutores, os pedestres e os ciclistas”, lamentou a candidata a vice de Racib. 

O candidato a vice na chapa que tem como titular Jeferson  Bezerra creditou sua escolha à amizade e à militância que teve junto com o candidato a prefeitona formação do PMN. Messias de Souza é motorista e já foi presidente da Associação de Moradores do Jardim Santo André. “Sou amigo do Jeferson Bezerra há vários anos, sempre admirei o trabalho jornalístico dele. Dessa amizade e do convívio nasceu o convite para que eu me filiasse ao Partido da Mobilização Nacional (PMN), dado a minha trajetória como presidente da Associação de Moradores do Jardim Santo André, cargo que exerci no passado, e agora o convite para entrar na disputa pela prefeitura na condição de seu vice”, afirmou.Enfatizando que participará ativamente da gestão caso Jeferson se sagre vencedor nas urnas, seu foco será fortalecer as entidades sociais do terceiro setor, em especial as responsáveis pela preservação e garantia dos direitos da crianças, adolescentes, da mulher vítima de violência doméstica e dos idosos.

Uma novidade  que o candidato a vice anunciou é a possibilidade de criação da a “Sala do Líder Comunitário”, acompanhada da Supervisão de Assuntos Comunitários e do Terceiro Setor.  Estes órgãos, detalha, poderiam ser ligados à Secretaria Municipal de Assistência Social. Lourdes Castro de Oliveira Kuttert, que adotou na política o codinome “Lourdes Quilombola” e com esse codinome  participará da disputa eleitoral como candidata a vice do professor João Carlos de Souza, o “Professor Joca” (PT), nasceu e até hoje mora no Quilombo Dezidério Felipe de Oliveira. É trabalhadora rural, produtora familiar de alimentos orgânicos e defensora dos direitos das mulheres. “Aceitei o convite para ser vice porque quero representar as mulheres, principalmente as trabalhadoras rurais como eu, as empregadas domésticas como já fui”, afirmou a candidata a vice do PT. Sobre a questão de ser ou não uma vice “decorativa” Lourdes foi taxativa: “Eu não entrei nessa empreitada só para preencher a vaga de vice, mas sim para somar com o Professor Joca. A nossa candidatura é uma chapa pura e não se trata de uma aliança arranjada”, discursou, lembrando que  faz parte do PT há mais de 20 anos, participou de perto da campanha do Professor Tetila nos anos 2000. “Sinto que estou preparada para ser representante das mulheres na prefeitura de Dourados em 2021”, garantiu.

O professor, empresário do ramo escolar e bancário João Fabiano Davansso é o candidato a vice na chapa de Mauro Tronicke, do Partido Social Liberal (PSL).O partidop, a exemplo do Republicano de Racibe Harb e do PT do professor João Carlos, disputará com chapa “pura”, sem coligações. “Fomos procurados por várias legendas, mas não houve condições de coligação em função das diferenças nas pautas apresentadas”, explicou o candidato a vice ao comentar a tratativas que resultaram na opção por uma chapa “pura”. Sobre eventuais condições para aceitar estar ao lado de Mauro na disputa, o bancário foi didático: “Não houve imposições ou condições nem barganhas. Somos uma nova política, sem vícios”, sapecou.

A exemplo dos demais vices, João Fabiano disse que não será um vice que não vai trabalhar. “Eu serei um vice com objetivos claros: trabalhar para a população”, enfatizou. Para ele “a cidade está precisando de tudo”. “Tanto eu quanto o Mauro somos administradores e vamos atuar ponto-a-ponto, priorizando a redução de custo e priorizando saúde, educação e infraestrutura”, adiantou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Projeto de Marçal cria campanha de incentivo à vacinação em MS
Mato Grosso do Sul

Projeto de Marçal cria campanha de incentivo à vacinação em MS

20/10/2020 13:59
Projeto de Marçal cria campanha de incentivo à vacinação em MS
Veja as propostas dos candidatos a prefeito de Dourados para a educação
Política

Veja as propostas dos candidatos a prefeito de Dourados para a educação

20/10/2020 13:49
Veja as propostas dos candidatos a prefeito de Dourados para a educação
STF confirma não ser obrigatório portar título de eleitor para votar
Eleições 2020

STF confirma não ser obrigatório portar título de eleitor para votar

20/10/2020 11:24
STF confirma não ser obrigatório portar título de eleitor para votar
Justiça Eleitoral veta candidatura no Município de Água Clara
Eleições 2020

Justiça Eleitoral veta candidatura no Município de Água Clara

20/10/2020 08:58
Justiça Eleitoral veta candidatura no Município de Água Clara
Lei: Estado deve oferecer apoio psicológico a aluno em situação de vulnerabilidade
Mato Grosso do Sul

Lei: Estado deve oferecer apoio psicológico a aluno em situação de vulnerabilidade

20/10/2020 08:48
Lei: Estado deve oferecer apoio psicológico a aluno em situação de vulnerabilidade
Últimas Notícias