Dourados – MS quarta, 14 de abril de 2021
Dourados
31º max
22º min
Influx - Campanha 2021
Política

Câmara de Vereadores de Dourados é novamente alvo de ataques

28 Fev 2011 - 22h15
O vereador Idenor Machado mostra a pedra que ficou presa na persiana de janela de vidro
Foto: Hédio fazan
 


 - O vereador Idenor Machado mostra a pedra que ficou presa na persiana de janela de vidro Foto: Hédio fazan -
DOURADOS - O clima volta a ficar tenso em Dourados na semana em que o destino dos vereadores afastados pela justiça começa a ser decidido. A sede do Legislativo local onde acontecerão os julgamentos de cassação, foi alvo de atentado. Uma bomba caseira e um bloco de pedra foram arremessados no local neste fim de semana. O caso foi denun-ciado a Polícia Civil na tarde de ontem.

O primeiro objeto, uma arma incendiária a base de gasolina no interior de uma garrafa pet foi arremessada no pátio da Câmara. A ação, segundo os vereadores Valter Hora (PPS) e Idenor Machado (DEM) aconteceu na sexta-feira, durante o expediente. As informações, segundo os vereadores, presidentes de CPs, foram obtidas através de um vigia.

Conforme informações, mesmo sem saber que se tratava de uma bomba, o servidor, ao ver o artefato no interior da Câmara, chutou o objeto, que explodiu do lado de fora. Não se tem informações se o vigia teria visto quem cometeu a ação ou até mesmo se o pavio estaria acesso no momento em que o objeto foi encontrado.

Segundo os vereadores, no sábado pela madrugada, um bloco de pedra atingiu a vidraça da sala onde estão concentrados os trabalhos de investigação que podem resultar na cassação dos parlamentares afastados. De acordo com o verea-dor Idenor Machado, membro e presidente de Comissão Processante, o fato está sendo encarado como uma ameaça. O objeto ficou preso a persiana de janela de vidro quebrada.

“O que deve ser levado em conta é quem se beneficiaria incendiando e possivelmente paralisando os trabalhos do Legislativo”, disse. Para o vereador Walter Hora (PPS), o ato de vandalismo deverá ser apurado com rigor. \"Tememos por nossa segurança”, confessa.

De acordo com a presidente do Legislativo, a vereadora Délia Razuk (PMDB), o ato é encarado como de violência a instituição e danos materiais. Segundo ela, além de informar as autoridades competentes, que deverão apurar o caso, a segurança da Câmara será reforçada nesta semana com o efetivo da Guarda Municipal. O objetivo, segundo ela, é garan-tir tranqüilidade nas sessões, em eventuais julgamentos no decorrer da semana, além da integridade física dos parlamentares.



Deixe seu Comentário

Leia Também

Lira nega que Bolsonaro vá viajar para não sancionar o Orçamento deste ano
Política

Lira nega que Bolsonaro vá viajar para não sancionar o Orçamento deste ano

13/04/2021 17:00
Lira nega que Bolsonaro vá viajar para não sancionar o Orçamento deste ano
Em Brasília, governador cobra reforço de vacinas para fronteira e mais kit intubação
MS

Em Brasília, governador cobra reforço de vacinas para fronteira e mais kit intubação

13/04/2021 16:26
Em Brasília, governador cobra reforço de vacinas para fronteira e mais kit intubação
Parlamentares se preocupam com efeitos da pandemia na primeira infância
Política

Parlamentares se preocupam com efeitos da pandemia na primeira infância

13/04/2021 08:30
Parlamentares se preocupam com efeitos da pandemia na primeira infância
Projeto garante tratamento no SUS para pessoas com sequelas da Covid-19
Saúde

Projeto garante tratamento no SUS para pessoas com sequelas da Covid-19

12/04/2021 15:30
Projeto garante tratamento no SUS para pessoas com sequelas da Covid-19
Tragédia

Morador de rua morre atropelado na BR-163 em Dourados

12/04/2021 11:40
Últimas Notícias