Dourados – MS quarta, 21 de outubro de 2020
Dourados
34º max
21º min
Influx
Política

Bases eleitorais pressionam por verbas de subvenções

26 Mai 2011 - 08h27
Kemp diz que as bases eleitorais cobram os deputados pela liberação dos recursos - Crédito: Foto : DivulgaçãoKemp diz que as bases eleitorais cobram os deputados pela liberação dos recursos - Crédito: Foto : Divulgação
Campo Grande – Prefeitos e entidades assistenciais estão cobrando os deputados estaduais a liberação de verbas de subvenções sociais para investimento em vários setores da administração públicas e privadas, como ONGs (Organização Não Governamentais).

O deputado estadual Pedro Kemp (PT) usou a tribuna da Assembleia Legislativa na sessão de terça-feira para disparar críticas contra o governo, alegando o não cumprimento no repasse de verbas como parte de emendas parlamentares.

Kemp argumenta que o governador André Puccinelli (PMDB) está protelando a questão. Apesar dos ataques, ninguém da base aliada, que é maioria na Casa, se manifestou abertamente. O próprio líder do Governo na Assembleia, Júnior Mochi (PMDB), ouviu tudo calado, ou seja, sem apartear o petista.

Segundo Kemp, além de não acertar os repasses previstos para 2011, o governo ainda não definiu uma data para repassar os R$ 700 mil a que cada um dos 24 deputados tem direito em emenda parlamentar referente ao exercício financeiro anterior.

Pelo acordo institucional, o governador ficou de repassar R$ 16,800 milhões (R$ 700 mil para cada) para o conjunto dos parlamentares em 2010. Para este ano, as emendas somam R$ 19,200 milhões (800 mil para cada).

“A informação que chegou através do líder governo não está correspondendo à realidade dos fatos. Tenho a relação de todas as emendas, tem entidades com quase 90% da documentação em dia, muitos convênios já foram assinados e o governo simplesmente não paga”, desabafou o petista, referindo-se a verbas de subvenções sociais para atendimentos as bases eleitorais dos parlamentares.

Alegando pressão por parte de prefeitos e entidades assistenciais, o deputado sugeriu que o governo envie um representante a Casa para esclarecer o atraso.

“Algumas entidades estão indo ao governo e eles não estão recebendo a documentação”, acrescentou Kemp, cobrando ainda os repasses previstos para o atual exercício financeiro. “Sobre as emendas de 2011, nos já estamos em maio, chegando à metade do ano. A informação é que o governo, primeiro, pagaria as emendas do ano passado e depois pagaria a deste ano. Quero denunciar aqui, dizer com todas palavras, o governo está enrolando”, alfinetou.

Essa mesma pressão foi feita no mês passado quando Kemp ocupou a tribuna para reclamar do atraso na liberação do dinheiro.

À época, o líder do governo esclareceu que as emendas foram liberadas, porém muitas instituições credenciadas não estavam com as documentações e as contas em dia, por isso não poderiam obter os recursos, a exemplo do que ocorreu no início do ano com a merenda escolar de algumas escolas estaduais.
Mochi explicou que as prioridades para emendas devem ser de no mínimo de 40% para saúde e outros 40% para educação e até 20% para área assistência social.

O deputado havia garantido que até o final do mês de abril os recursos pendentes do ano passado seriam liberados para as entidades que estiverem com as documentações em dia.

“Até o final deste mês iremos quitar os débitos passados e em seguida vamos sentar para discutir as emendas de 2011, que foi acordada em R$ 800 mil”, explicou Mochi, referindo-se a verba de subvenções sociais.

Subvenções sociais consistem em transferência de recursos à instituições públicas ou privadas de caráter assistencial. Com esse dinheiro, os deputados ajudam entidades de cunho filantrópico, desde que sua documentação esteja correta, como Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), Hospital do Câncer, Sociedade Pestalozzi, etc.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Projeto de Marçal cria campanha de incentivo à vacinação em MS
Mato Grosso do Sul

Projeto de Marçal cria campanha de incentivo à vacinação em MS

20/10/2020 13:59
Projeto de Marçal cria campanha de incentivo à vacinação em MS
Veja as propostas dos candidatos a prefeito de Dourados para a educação
Política

Veja as propostas dos candidatos a prefeito de Dourados para a educação

20/10/2020 13:49
Veja as propostas dos candidatos a prefeito de Dourados para a educação
STF confirma não ser obrigatório portar título de eleitor para votar
Eleições 2020

STF confirma não ser obrigatório portar título de eleitor para votar

20/10/2020 11:24
STF confirma não ser obrigatório portar título de eleitor para votar
Justiça Eleitoral veta candidatura no Município de Água Clara
Eleições 2020

Justiça Eleitoral veta candidatura no Município de Água Clara

20/10/2020 08:58
Justiça Eleitoral veta candidatura no Município de Água Clara
Lei: Estado deve oferecer apoio psicológico a aluno em situação de vulnerabilidade
Mato Grosso do Sul

Lei: Estado deve oferecer apoio psicológico a aluno em situação de vulnerabilidade

20/10/2020 08:48
Lei: Estado deve oferecer apoio psicológico a aluno em situação de vulnerabilidade
Últimas Notícias