Dourados – MS segunda, 19 de outubro de 2020
Dourados
34º max
21º min
Influx
Política

Acuados, infiéis começam deixar PTB

07 Jun 2011 - 22h58
Ivan Louzada, presidente do PTB, critica saída de prefeito - Crédito: Foto : DivulgaçãoIvan Louzada, presidente do PTB, critica saída de prefeito - Crédito: Foto : Divulgação
Campo Grande - Pressionados pela cúpula regional do PTB, prefeitos considerados infiéis por terem apoiado candidatos de outros partidos nas últimas eleições, começaram a deixar o grupo político pelos quais foram eleitos em 2008.

O prefeito de Selvíria, José Dodô da Rosa, foi o primeiro entre os três prefeitos petebistas a abandonar o barco, trocando a legenda pelo nanico PSB.

Ao avaliar a saída do ex-correligionário, o presidente regional do PTB, Ivan Louzada, afirmou ontem que o prefeito de Selvíria só usou o partido para “ter emprego”.

A declaração foi dada depois que Dodô apareceu no programa eleitoral do PSB, sem comunicar a cúpula estadual da legenda sobre sua saída das fileiras petebistas.

“Ele nunca correspondeu, nunca participou de nossas reuniões, nem da regional e nem da nacional. O PTB não perde nada com sua saída”, disparou Louzada.

Entretanto, o dirigente lembrou que o fato de o prefeito de Selvíria ter migrado para outro partido precisa ser visto com cautela pelo MPE (Ministério Público Estadual) e pela Justiça Eleitoral.

“Fizemos uma busca no site do Tribunal Regional Eleitoral e o prefeito ainda consta como filiado ao PTB. Não há prova maior de infidelidade partidária do que essa”, comentou Ivan Louzada.

Para o presidente petebista, o MPE é o responsável por averiguar este tipo de irregularidade e a Justiça Eleitoral, por sua vez, deveria “tirar o programa do ar por infidelidade partidária”.

De acordo com ele, durante o programa gratuito de TV do PSB, José Dodô da Rocha convoca a população a se filiar à sigla assim como ele fez, sem levar em conta que ainda faz parte de outra legenda.

“Ele diz no programa que as pessoas devem fazer como ele, se filiar ao PSB, sendo que ele ainda está no nosso partido, nem sequer comunicou sua saída ao diretório estadual”, prosseguiu Louzada.

O presidente regional do PTB destaca ainda que a própria cúpula do PSB está solicitando a punição de lideranças de vários municípios de Mato Grosso do Sul alegando infidelidade partidária. No entanto, aceita um prefeito infiel em seus quadros.

Outros casos

O PTB de Mato Grosso do Sul conta ainda com outros dois prefeitos (Maracaju e Aral Moreira) e três vices (Rio Negro, Bodoquena e Ladário), que também estão sendo esperados pela direção regional para uma “conversa franca”.

Na prática, estas lideranças petebistas só terão espaço político nas eleições de 2012 se mudarem sem comportamento em relação ao partido.

“Estamos aguardando que os prefeitos e vices venham conversar conosco, queremos um compromisso deles de apoio irrestrito ao PTB nas próximas eleições”, finalizou Louzada.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Senado tem semana de esforço concentrado para sabatinas
Comissões

Senado tem semana de esforço concentrado para sabatinas

19/10/2020 11:15
Senado tem semana de esforço concentrado para sabatinas
Bolsonaro participa da abertura de fórum econômico com países árabes
política

Bolsonaro participa da abertura de fórum econômico com países árabes

19/10/2020 10:12
Bolsonaro participa da abertura de fórum econômico com países árabes
Semana de Combate ao Relacionamento Abusivo é instituída em MS
Lei

Semana de Combate ao Relacionamento Abusivo é instituída em MS

19/10/2020 09:38
Semana de Combate ao Relacionamento Abusivo é instituída em MS
Maia nega possibilidade de prorrogar estado de calamidade
política

Maia nega possibilidade de prorrogar estado de calamidade

17/10/2020 15:37
Maia nega possibilidade de prorrogar estado de calamidade
política

Dia Mundial da Alimentação: senadores alertam para riscos de aumento da fome no Brasil

17/10/2020 10:08
Últimas Notícias