Dourados – MS sábado, 19 de setembro de 2020
Dourados
30º max
20º min
Reunião

Secretário de segurança diz que “MS presta serviço” ao resto do Brasil

16 Mai 2016 - 06h00Por Do Progresso
Reunião no fim da tarde de sexta-feira ocorreu no saguão do auditório da Aced em Dourados. - Crédito: Foto: Marcos RibeiroReunião no fim da tarde de sexta-feira ocorreu no saguão do auditório da Aced em Dourados. - Crédito: Foto: Marcos Ribeiro
O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, o Barbosinha, declarou que Mato Grosso do Sul desempenha um grande serviço para o restante do Brasil na atuação principalmente contra o tráfico de drogas que resulta em inúmeras prisões. Para o secretário, o problema da segurança em MS tem que ter ajuda da União, como resultado de um reconhecimento pela atuação das forças de segurança sul-mato-grossenses.


A declaração de Barbosinha ocorreu no fim da tarde de sexta-feira durante reunião com representantes de forças de segurança de MS e de Dourados e autoridades da sociedade civil douradense que apresentaram demandas da maior cidade do interior. A reunião aconteceu no saguão do auditório da Associação Comercial e Empresarial de Dourados (Aced) e foi conduzida por Antônio Nogueira, atual presidente da Associação.


Após ouvir o presidente da Aced que enumerou várias demandas da segurança pública em Dourados, Barbosinha teve a palavra e usou exemplos de como as forças policiais do Mato Grosso do Sul contribuem com o Brasil no combate à criminalidade, e que resultam em ônus para o Estado.


Segundo Barbosinha, presos por tráfico de drogas, por exemplo, originários de várias unidades da federação lotam as cadeias do Estado e acabam por ‘trazer’ de outras localidades comparsas do crime, principalmente quando estes encarcerados compõem facções.


"Todos nós estamos interessados em melhorar o sistema de segurança. Mas temos que contar com ajuda da União, já que MS desempenha uma função muito importante no país, muito pela localização como corredor de tráfico de drogas", disse.


O secretário citou o DOF e elogiou a polícia de Mato Grosso do Sul que conta com índices de resoluções de crimes e combate aos ilícitos que superam a média nacional e se assemelham a de países desenvolvidos. "O DOF apreende droga e prende pessoas trabalhando para todo o Brasil. E estes presos ficam aqui no nosso sistema carcerário", argumentou Barbosinha.


Segundo a Sejusp, são mais de 30 mil mandados de prisão para serem cumpridos em MS sem haver destinação para estes possíveis presos. "Necessitamos de atenção de todo o Brasil para nossa realidade", disse.

Dourados


Em relação aos problemas de Dourados, o secretário pontuou várias ações que estão em andamento ou sendo projetadas para atender as necessidades da cidade que é polo regional de 800 mil pessoas.
Para Barbosinha, como princípio de mudança é necessário contingente administrativo. "Estamos conversando sobre a realização de concursos para o setor administrativo. Temos PM’s e policiais civis que estão mexendo com papéis quando deveriam estar nas ruas. A função e a remuneração não combinam", exemplificou o secretário.


Como aparato físico, Barbosinha citou projetos para um presídio de trânsito em Dourados e mais celas nas delegacias, as conversas para a construção de uma sede própria para o Corpo de Bombeiros Militar, um segundo Batalhão de Polícia Militar na cidade e a ativação total das câmeras de segurança já instaladas. Além disso, a instalação de um segundo plantão de Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) que foi cogitada, no entanto, a estruturação de pessoal foi colocada como mais importante. "Temos também um levantamento para licitação de compra de veículos e equipamentos para PM, perícia e dia a dia policial", disse.


A reunião teve a presença de várias autoridades das forças de segurança de Mato Grosso do Sul e autoridades de Dourados, entre eles, o comandante do 3º Batalhão de Polícia Militar coronel Carlos Silva, o comandante do Departamento de Operações de Fronteira (DOF), coronel Ary Carlos Barbosa, o comandante do 2º Grupamento de Bombeiros em Dourados, coronel Edson Ferreira, o delegado Regional de Polícia Civil, Lupersio Degerone, o diretor da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário de Mato Grosso do Sul (Agepen), Ailton Stroppa, o vice-prefeito Odilon Azambuja, o presidente da Câmara de Vereadores, Idenor Machado e o presidente da Aced, Antonio Nogueira.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOF apreende carros com mercadorias contrabandeadas do PY
Contrabando

DOF apreende carros com mercadorias contrabandeadas do PY

18/09/2020 16:32
DOF apreende carros com mercadorias contrabandeadas do PY
Homem se aproxima de irmã e vai preso por descumprir medida protetiva
Dourados

Homem se aproxima de irmã e vai preso por descumprir medida protetiva

18/09/2020 10:29
Homem se aproxima de irmã e vai preso por descumprir medida protetiva
Mulher denuncia médico por injúria e ameaça após briga na Caixa em Dourados
Dourados

Mulher denuncia médico por injúria e ameaça após briga na Caixa em Dourados

18/09/2020 10:01
Mulher denuncia médico por injúria e ameaça após briga na Caixa em Dourados
Biz furtada é recuperada em barreira sanitária pela GM
Dourados

Biz furtada é recuperada em barreira sanitária pela GM

18/09/2020 08:30
Biz furtada é recuperada em barreira sanitária pela GM
Polícia Militar Rodoviária realiza em setembro "Operação Duas Rodas"
Rodovias

Polícia Militar Rodoviária realiza em setembro "Operação Duas Rodas"

17/09/2020 14:57
Polícia Militar Rodoviária realiza em setembro "Operação Duas Rodas"
Últimas Notícias