Dourados – MS segunda, 28 de setembro de 2020
Dourados
32º max
21º min
Policia

Presos em MS chefes do tráfico internacional

03 Fev 2016 - 07h00
Delegados da Polícia Federal esclarecem esquema do tráfico de drogas comandado por família em Mato Grosso do Sul. - Crédito: Foto: Hedio FazanDelegados da Polícia Federal esclarecem esquema do tráfico de drogas comandado por família em Mato Grosso do Sul. - Crédito: Foto: Hedio Fazan
Dois irmãos e dois filhos de um deles, moradores em Ponta Porã e Aral Moreira, eram os responsáveis pelo tráfico internacional de drogas com ramificações em outras cidades de Mato Grosso do Sul e vários Estados do país. O nome deles não foi divulgado pela Polícia Federal em Dourados, responsável pela Operação Matterello, desencadeada ontem. A família foi alvo de investigação em outras operações, porém, não havia provas que os incriminassem como sendo os responsáveis pela organização.


Em coletiva à imprensa na manhã de ontem, na seda da PF em Dourados, o delegado Cleo Mazzotti, da área repressão ao crime organizado, disse que o maior trunfo da operação foi a prisão dos responsáveis pelo tráfico. “Desta vez chegamos aos responsáveis e não aos atravessadores”, disse ele, afirmando que, com a detenção dos principais, o tráfico irá ‘sofrer um baque’.


Foram cumpridos 32 mandados de prisão preventiva em cinco Estados, dos quais 20 pessoas já estão presas, sendo 5 de Aral Moreira e um de Dourados. Todos os detidos atuam como empresários de diferentes ramos. Um dos presos é vereador em Aral Moreira e, segundo o delegado, exerceria a função de intermediário.


Na companhia da delegada Paloma Brígido, de Brasília (DF), e do delegado Dênis Colares, de Dourados, Cleo Mazzotti disse que a quadrilha tinha grande capacidade organizacional e financeira, tanto que tinha atravessadores no Porto de Santos (SP) para facilitar remessa de drogas para a Europa, principalmente à Espanha e Itália.


A sede de todo o esquema do tráfico acontecia em Aral Moreira e Ponta Porã, mas era de Dourados e Campo Grande que partia principalmente a carga de entorpecente. A quadrilha ainda tinha ramificação em Dois Irmãos do Buriti, Cuiabá (MT), São Paulo, Avaré, São Vicente, Taquarituba e Pirajuí, todos em São Paulo, Medianeira no Paraná e Recife, no Pernambuco.


Segundo o delegado, as investigações iniciaram em 2011 e foram até início de 2014, quando foram apreendidas aproximadamente 4 toneladas de maconha e 2,7 quilos de cocaína. Com as apreensões, além de outras provas, como enriquecimento ilícito da quadrilha, a operação foi retomada para cumprir os mandados de prisão.


O levantamento do valor patrimonial de todos os envolvidos, com o objetivo de ‘quebrá-los financeiramente’ ainda está sendo executado. De acordo com a delegada Paloma Brígido, a quadrilha utilizava várias empresas para lavagem de dinheiro, dentre elas casas de câmbio no Paraguai.


Com o dinheiro do tráfico, a família que comanda a quadrilha, segundo a delegada, investiu em comércio de cavalos de raça em Aral Moreira e adquiriu imóveis e carros. Pelo menos 50 veículos foram apreendidos, alguns deles de luxo com valor estimado em até R$ 400 mil.


A droga enviada à Europa chegava com um valor vultoso. A delegada Paloma Brígido diz que o quilo da cocaína, por exemplo, era comercializado entre R$ 60 a R$ 70 mil reais no exterior, garantindo grande retorno à família presa. O entorpecente ia por navio em carga de 150 a 300 quilos da droga. “Era encaminhado por container através de empresas de fachada e de empresas legais, misturados a outras cargas”, acrescenta.
Não foi revelado o nome das empresas participantes no esquema.


O inquérito da operação será finalizado para ser remetido ao Ministério Público, responsável por oferecer denúncia dos envolvidos à Justiça.

Deixe seu Comentário

Leia Também

14 pessoas são presas durante ação da PM no final de semana
Dourados

14 pessoas são presas durante ação da PM no final de semana

28/09/2020 10:11
14 pessoas são presas durante ação da PM no final de semana
Festa com mais de 100 pessoas é interrompida pela GM
Dourados

Festa com mais de 100 pessoas é interrompida pela GM

28/09/2020 09:41
Festa com mais de 100 pessoas é interrompida pela GM
Homem acorda, não encontra esposa e horas depois descobre o corpo dela dentro de um poço
Laguna Carapã

Homem acorda, não encontra esposa e horas depois descobre o corpo dela dentro de um poço

28/09/2020 08:46
Homem acorda, não encontra esposa e horas depois descobre o corpo dela dentro de um poço
Pai escuta filho pedindo socorro e o encontra esfaqueado
Campo Grande

Pai escuta filho pedindo socorro e o encontra esfaqueado

27/09/2020 13:08
Pai escuta filho pedindo socorro e o encontra esfaqueado
Militar do Exército em motocicleta morre ao ser atingido por carro
Campo Grande

Militar do Exército em motocicleta morre ao ser atingido por carro

27/09/2020 11:09
Militar do Exército em motocicleta morre ao ser atingido por carro
Últimas Notícias