Dourados – MS terça, 25 de junho de 2024
23º
UEMS - Pantanal
Anastácio

Pré-candidato a prefeito em MS é solto após pagar fiança

Ele é suspeito de ter envolvimento na morte do ex-vereador Wander Alves Meleiro, o Dinho Vital, de 40 anos, no dia 8 de maio

18 Mai 2024 - 10h15Por Douradosagora
Pré-candidato a prefeito em MS é solto após pagar fiança - Crédito: Reprodução Crédito: Reprodução

O ex-prefeito e pré-candidato a prefeito de Anastácio, Douglas Figueiredo (PSDB) foi solto na tarde de ontem (17) após pagar fiança de R$ 15 mil. Ele foi preso durante a Operação do Gaeco no município. Segundo as investigações, o político é suspeito de ter envolvimento na morte do ex-vereador Wander Alves Meleiro, o Dinho Vital, de 40 anos, no dia 8 de maio.

Conforme a decisão, o ex-prefeito foi solto após a fiança e com algumas medidas cautelares como manutenção de endereço atualizado, proibição de se ausentar da comarca por mais de 15 dias sem autorização judicial, comparecer a todos os atos do processo para quais for intimidado e entre outros.

Durante o cumprimento de busca e apreensão na residência dele, os agentes encontraram duas carabinas, calibre 22 e 38, pistola 9 milímetros, um carregador e 14 munições escondidos em móveis. Diante disso, ele foi preso em flagrante por posse e porte ilegal de arma de fogo e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Anastácio.

Por meio da nota, o político informou que "lamenta veementemente a forma arbitrária como a operação foi conduzida em minha residência". "A ação configura-se como uma flagrante tentativa de me desmoralizar e inviabilizar minha candidatura baseada em narrativa criada por opositores".

Já em relação à morte do ex-vereador, esclareceu que o ocorrido foi uma fatalidade. "Resultado de um momento de destempero e excessos, gravados em vídeo. Não participei de discussão com ele, não briguei e muito menos estava no local no ocorrido e lamento profundamente o que aconteceu. Confio plenamente na justiça e tenho convicção de que minha inocência será provada. Acredito que a verdade prevalecerá e que os responsáveis por essa injustiça serão punidos", finaliza o comunicado.

Além dele, os policiais militares que atiraram contra o Dinho também foram presos temporariamente. O sargento da Polícia Militar, Valdeci Alexandre da Silva Ricardo e o cabo, Bruno César Malheiros dos Santos se apresentaram espontaneamente. "Eles acreditam e confiam fielmente no Poder Judiciário e tão breve será elucidado o ocorrido e, assim, confirmada as versões dos mesmos, que agiram no estrito cumprimento do dever legal e em clara legítima defesa", afirmou a defesa de ambos, Lucas Arguelho.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Jovem terá que pintar monumento após pichação com apologia a facção
Policia

Jovem terá que pintar monumento após pichação com apologia a facção

24/06/2024 14:30
Jovem terá que pintar monumento após pichação com apologia a facção
Policia

Mulher mata tio após ele cometer ato obsceno contra criança

24/06/2024 09:00
Homem é assassinado pela mulher com uma facada no pescoço
Policia

Homem é assassinado pela mulher com uma facada no pescoço

24/06/2024 08:15
Homem é assassinado pela mulher com uma facada no pescoço
Polícia Civil intercepta carga de drogas e prende quatro pessoas
Terenos

Polícia Civil intercepta carga de drogas e prende quatro pessoas

23/06/2024 20:00
Polícia Civil intercepta carga de drogas e prende quatro pessoas
Polícia Civil indentifica homem que estava se masturbando em praça pública
Batayporã

Polícia Civil indentifica homem que estava se masturbando em praça pública

23/06/2024 16:15
Polícia Civil indentifica homem que estava se masturbando em praça pública
Últimas Notícias