Dourados – MS sexta, 26 de fevereiro de 2021
Dourados
34º max
24º min
Influx
pma

PMA autua pecuarista em R$ 100 mil por desmatamento, incêndio e exploração de madeira

03 Ago 2016 - 15h28
Foto: PMA - Foto: PMA -
PMA autua pecuarista em R$ 100 mil por desmatamento, incêndio e exploração de madeira protegida e degradação de córrego

Campo Grande (MS) - Policiais Militares Ambientais de Coxim autuaram um proprietário rural por desmatamento e exploração de madeira irregular, degradação de área de preservação permanente (APP) e incêndio ilegal. A PMA localizou as infrações em uma propriedade rural, localizada na região do Jauru, no município, com desmatamento em seis áreas diferentes da propriedade. O desmatamento de todas as áreas foi medido em GPS e perfez um total de 70 hectares. Dentre as áreas degradadas havia um acampamento com destruição 0,7 hectare em área de preservação permanente (APP), de matas ciliares de um curso d’água.

A exploração de madeira resultante da derrubada das árvores do desmatamento sem autorização envolveu até a retirada de madeira protegida do tipo aroeira. Foram apreendidos 269 mourões de angico e 68 mourões de aroeira (madeira protegida) perfazendo 337 mourões, em um total de 15,3 m³. A madeira encontrava-se escondidas em área de vegetação. Também foram incendiadas árvores de até 70 centímetros de diâmetro em leiras resultantes do desmatamento, o que é proibido, mesmo em desmatamentos autorizados pelo órgão ambiental.

O infrator apresentou Declaração Eletrônica do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) para limpeza de pastagem. Este tipo de licença só permite a derrubada de arbustos, com circunferência abaixo de 32 centímetros na altura do peito (Circunferência a altura do Peito (CAP), que é considerada a 1,30 metros de altura da vegetação). A maior parte das árvores derrubadas atingia 70, 80 e mais de 90 centímetros de diâmetro, o que caracteriza o desmatamento.

As atividades foram interditadas. O proprietário da fazenda, de 25 anos, residente em Campo Grande, foi autuado administrativamente e multado em R$ 100.300,00. Ele também responderá por três crimes ambientais e, se condenado, poderá pegar pena de três a seis meses de detenção pelo desmatamento; de um a dois de reclusão pela exploração da madeira, pena agravada, em razão do corte da madeira protegida da espécie aroeira e; de um a três anos de detenção pela exploração degradação de matas ciliares.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cresce índice de clonagem de WhatsApp em Dourados
GOLPE DO CELULAR

Cresce índice de clonagem de WhatsApp em Dourados

26/02/2021 17:29
Cresce índice de clonagem de WhatsApp em Dourados
Quatro são presos na Operação Big Fish em Dourados
Polícia

Quatro são presos na Operação Big Fish em Dourados

26/02/2021 10:55
Quatro são presos na Operação Big Fish em Dourados
Polícia Civil desmantela associação criminosa que mantinha entreposto de entorpecentes em Caarapó
Polícia

Polícia Civil desmantela associação criminosa que mantinha entreposto de entorpecentes em Caarapó

25/02/2021 08:48
Polícia Civil desmantela associação criminosa que mantinha entreposto de entorpecentes em Caarapó
PMA captura cascavel de cerca de 1,5 metro dentro de residência em Mundo Novo
Polícia

PMA captura cascavel de cerca de 1,5 metro dentro de residência em Mundo Novo

24/02/2021 14:24
PMA captura cascavel de cerca de 1,5 metro dentro de residência em Mundo Novo
DOF apreende veículo com mais de 2 mil litros de herbicida
Polícia

DOF apreende veículo com mais de 2 mil litros de herbicida

24/02/2021 10:55
DOF apreende veículo com mais de 2 mil litros de herbicida
Últimas Notícias