Dourados – MS sexta, 10 de julho de 2020
Dourados
26º max
10º min
Policia

PF investiga conflito indígena em Dourados

14 Mar 2016 - 09h06
Primeira ocupação de terra ocorreu em uma área de loteamento no bairro Monte Carlo. - Crédito: Foto: Cido CostaPrimeira ocupação de terra ocorreu em uma área de loteamento no bairro Monte Carlo. - Crédito: Foto: Cido Costa
A Polícia Federal de Dourados está investigando denúncias de conflito na fazenda Cristal, área em que indígenas estariam tentando ocupar. Eles afirmam que foram expulsos por pessoas ligadas aos produtores quando tentavam ocupar o local. Também denunciam disparo de arma de fogo. Ontem a tarde a Polícia Federal e a Polícia Militar estiveram no local. Algumas testemunhas tanto indígenas como produtores foram até a Delegacia da PF para relatar o que de fato ocorreu no local. Um veículo de um produtor teria sido atingido por disparos.


O delegado da Polícia Federal Marcel Maranhão disse que a atuação das forças policiais ocorreram no sentido de averiguar as denúncias queainda não foram confirmadas.


O coronel da Polícia Militar, Carlos Silva, disse que a PM esteve no local para dar apoio a PF e que no local, após a chegada dos policiais e que o clima tenso foi amenizado com a chegada das forças policiais.

Conflito


A situação entre indios e pequenos produtores ficou mais tensa depois que um indígena foi ferido a tiros no sábado (12). A polícia investiga se o fato ocorreu durante ocupação de uma fazenda, localizada entre a Reserva Indígena de Dourados e a cidade de Itaporã.


A Polícia Militar de Dourados confirma que recebeu ligação de denúncia sobre a invasão de terra, no sentido Dourados-Itaporã, e que um indígena, ainda não identificado, teria sido ferido a tiros. Ele foi encaminhado ainda naquela tarde ao Hospital da Vida de Dourados e segundo informações, não corre risco de morte.

Ocupações


A ocupação de terras vizinhas a Reserva vem aumentando. Há quase um mês os indígenas acamparam barracas em uma área de loteamento imobiliário, ao lado do bairro Monte Carlo, vizinho a aldeia Bororó.
Depois ocuparam sítios também nas imediações da aldeia Bororó, na área urbana de Dourados.


Desta vez a ocupação ocorreu numa fazenda um pouco mais distante dos locais já ocupados, porém também vizinha a Reserva.


Além de ter a propriedade ocupada, as famílias ainda precisam pagar para ter o direito de ingressar na Justiça assegurado. Isto porque, segundo os moradores, apesar de conseguirem registrar o Boletim de Ocorrência, eles vão ter que pagar um advogado particular para cobrar os direitos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Lavagem de Dinheiro

Operação prende empresários ligados ao MBL por lavagem de dinheiro

há 2 horas atrás
Polícia apreende 268 kg de maconha que seria levada para Campo Grande
POLÍCIA

Polícia apreende 268 kg de maconha que seria levada para Campo Grande

há 5 horas atrás
Polícia apreende 268 kg de maconha que seria levada para Campo Grande
Veículo com mais de 300 kg de maconha é apreendido pelo DOF
POLÍCIA

Veículo com mais de 300 kg de maconha é apreendido pelo DOF

há 5 horas atrás
Veículo com mais de 300 kg de maconha é apreendido pelo DOF
POLÍCIA

Feto de 39 semanas é abandonado em usina de Iguatemi

há 6 horas atrás
Polícia apreende 103 kg de maconha na fronteira
RODOVIA

Polícia apreende 103 kg de maconha na fronteira

há 8 horas atrás
Polícia apreende 103 kg de maconha na fronteira
Últimas Notícias