Dourados – MS sexta, 10 de julho de 2020
Dourados
26º max
10º min
Policia

Perturbação do sossego é alvo da PM em 2016

20 Jan 2016 - 07h00
Comandante do 3° BPM de Dourados, tenente-coronel Carlos Silva falou das metas para este ano. - Crédito: Foto: Hedio FazanComandante do 3° BPM de Dourados, tenente-coronel Carlos Silva falou das metas para este ano. - Crédito: Foto: Hedio Fazan
No dia da divulgação do balanço de ocorrências registradas pela Polícia Militar em Dourados, o comandante do 3° Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Carlos Silva, falou ao O PROGRESSO também sobre as metas de policiamento para o ano que se inicia. Segundo o comandante, fortalecer o combate a roubos e furtos, melhorar o atendimento do 190 e o policiamento nas aldeias de forma equiparada ao da área urbana e buscar a conscientização da população sobre a perturbação do sossego são as 4 metas para 2016.


Contravenção penal, a perturbação do sossego tem sido um dos grandes trabalhos da Polícia Militar. O comandante revelou que a PM tem registrado em finais de semana algo em torno de 40 chamadas. “É preciso fazer uma campanha de conscientização sobre esta problemática da perturbação do sossego. Efetivamente, esta atitude mal-educada de alguns gera problemas maiores e acaba dificultando o atendimento a outras ocorrências”, disse Carlos Silva.


A necessidade efetiva de uma guarnição para atender este tipo de ocorrência tem desfalcado o patrulhamento, as abordagens e rondas. “Prejudica toda a população que necessita de segurança. Além de desrespeitar o vizinho”, pontuou o comandante, que pediu apoio da imprensa para divulgar e solicitar que a população respeite os limites de som alto e de algazarra.


Dentro da programação de trabalho para 2016, o comandante ain ressaltou a meta de melhorar o atendimento do 190. “Uma das maiores reclamações da população, e eu concordo, é a de que ligam no telefone e o atendimento não é o ideal. Precisamos organizar melhor, melhorar o efetivo e treiná-lo para melhor atender a população”, disse o comandante.


Em relação ao combate aos crimes de maior comoção popular, Carlos Silva informou que a Polícia Militar de Dourados vai buscar mais atuação contra os crimes de roubo e furto.


“Nossa ênfase é no furto de veículos. Precisamos efetivamente melhorar nossa prevenção para que possamos diminuir os índices destes indicadores. O furto e roubo são crimes de potencial ofensivo muito alto e geram insegurança na sociedade. Além de trazer sérios problemas psicológicos e risco de morte às vítimas”, disse. Segundo o comandante, a ideia é a “união de esforços com os demais órgãos de segurança para haja resposta rápida aos eventos desta natureza”.


Em consequência da busca por excelência, o comandante diz haver um consenso em melhorar o atendimento e o policiamento rotineiro nas aldeias, mas sem diminuir a capacidade operacional do atendimento na área urbana. “Esta é uma dificuldade que só poderemos superar com o apoio do Governo do Estado que se colocou muito sensível a situação. Vamos trazer ações sociais e programas de prevenção de crimes no local”, revelou.

Índices de 2015


Motivo de uma reunião na manhã de ontem, a divulgação dos índices do 3° BPM chamou a atenção pela redução de dados consideráveis dos crimes. Mas os dados de produtividade do Batalhão também são positivos.
Entre eles, a média de abordagens em 2015, que chegou a 53 pessoas por dia, e das abordagens a veículos tiveram média de 43 ocorrências diárias, segundo balanço apresentado pelo comando ontem. As apreensões de droga do 3° BPM totalizaram mais de 11 toneladas.


No trânsito, a PM de Dourados lavrou 6.544 autos de infração e recolheu ao Detran 895 veículos irregulares. Foram recolhidas também 278 armas, sendo 123 armas de fogo e 145 armas brancas.


A redução da criminalidade ocorre nos números de homicídios, roubos e furtos no comparativo entre 2015 e 2014. Ano passado, foram registrados 32 homicídios culposos - aqueles cujos autores não tiveram a intenção de matar. Em 2014 eram 38.


Também caíram os homicídios dolosos. De 73 em 2014 para 61 em 2015. Com relação ao crime de latrocínio, que é o roubo seguido de morte, a PM registrou uma ocorrência, ano passado. Em 2014, foram duas.


O roubo em geral caiu de 705 para 628. Especificamente, a queda foi motivada pelos seguintes dados: roubo em comércio, de 57 para 24; roubo de veículo de 57 para 53; roubo em residência de 31 para 22; roubo em via urbana, de 509 para 478. Os furtos aumentaram, no geral, de 2.307 em 2014 para 2.410 em 2015.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Lavagem de Dinheiro

Operação prende empresários ligados ao MBL por lavagem de dinheiro

10/07/2020 13:36
Polícia apreende 268 kg de maconha que seria levada para Campo Grande
POLÍCIA

Polícia apreende 268 kg de maconha que seria levada para Campo Grande

10/07/2020 11:01
Polícia apreende 268 kg de maconha que seria levada para Campo Grande
Veículo com mais de 300 kg de maconha é apreendido pelo DOF
POLÍCIA

Veículo com mais de 300 kg de maconha é apreendido pelo DOF

10/07/2020 10:36
Veículo com mais de 300 kg de maconha é apreendido pelo DOF
POLÍCIA

Feto de 39 semanas é abandonado em usina de Iguatemi

10/07/2020 09:35
Polícia apreende 103 kg de maconha na fronteira
RODOVIA

Polícia apreende 103 kg de maconha na fronteira

10/07/2020 08:05
Polícia apreende 103 kg de maconha na fronteira
Últimas Notícias