Dourados – MS segunda, 26 de julho de 2021
Dourados
34º max
17º min
Policia

Murilo é contra fusão do DEM com o PMDB

11 Nov 2010 - 17h30
Murilo Zauith diz que a decisão teria que passar por uma consulta em todo País
Foto:Divulgação
 - Murilo Zauith diz que a decisão teria que passar por uma consulta em todo País Foto:Divulgação -
O presidente regional do DEM, vice-governador Murilo Zauith, é contra a proposta de fusão com o PMDB, defendida por correligionários em nível nacional, como o prefeito de São Paulo (SP) Gilberto Kassab.
Ele acredita que a decisão teria que passar por uma consulta em todo o País.

De acordo com Murilo, para o PMDB, juntar os dois grupos políticos seria ótimo, pois ampliaria a bancada do partido governista, que elegeu em 3 de outubro o presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer (PMDB-SP), vice-presidente da República na chapa de Dilma Rousseff.

Um dos partidos que sofreram as maiores derrotas durante as eleições, o DEM enfrenta um truncado jogo de alianças e acordos até o fim do ano para definir uma mudança de curso que recoloque a legenda em uma rota de sobrevivência política.

Para analistas, os sucessores do antigo PFL, além de um possível desembarque no PMDB, estudam também a possibi-lidade de fusão com o PSDB, o que jogaria a legenda na bancada governista.

Depois de perder 22 cadeiras na Câmara e seis no Senado com o resultado do pleito de outubro, o DEM estuda se unir a outras siglas para manter parte do cacife político.

Na oposição desde a primeira eleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2002, o partido viu a bancada se re-duzir dramaticamente.
Da quase uma centena de deputados federais eleitos em 1998, sobrarão apenas 43 a partir de 1º de fevereiro, data da posse dos novos parlamentares.

Diante dos números, os maiores expoentes da legenda estudam a fusão com PSDB ou PMDB. Na prática, isso signifi-ca dizer que a sigla poderia tomar um caminho insólito e apoiar o governo petista depois de fazer oposição ferrenha a Lula nos últimos oito anos.

O maior temor do DEM é que uma janela para a troca de partidos seja aprovada pelo Congresso e a bancada se reduza ainda mais com a migração de parlamentares para a base governista.

Ao negociar um desembarque na bancada governista, o DEM praticamente implodiria a oposição ao Palácio do Pla-nalto durante o governo de Dilma Rousseff, já que o grupo ficaria reduzido a PSDB, PSOL e PPS, que, juntos, detêm apenas 68 dos 513 assentos na Câmara dos Deputados.
Por isso, os atuais partidos da bancada governista desconfiam das reais intenções da legenda. Entendem que a negoci-ação aberta seria mais uma forma de pressionar o PSDB a garantir maior espaço nas composições estaduais e municipais.

O maior interessado é justamente Kassab, que termina o mandato na Prefeitura de São Paulo em 2012 e almeja chegar ao Palácio dos Bandeirantes, que será ocupado por Geraldo Alckmin (PSDB) nos próximos quatro anos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Antes de atropelar menino no Estrela Porã, homem teria ameaçado matar ex-mulher
Dourados

Antes de atropelar menino no Estrela Porã, homem teria ameaçado matar ex-mulher

26/07/2021 13:30
Antes de atropelar menino no Estrela Porã, homem teria ameaçado matar ex-mulher
Polícia Civil esclarece latrocínio envolvendo policial aposentado
Polícia

Polícia Civil esclarece latrocínio envolvendo policial aposentado

26/07/2021 09:00
Polícia Civil esclarece latrocínio envolvendo policial aposentado
Menino morre atropelado e motorista foge do local
Polícia

Menino morre atropelado e motorista foge do local

26/07/2021 08:00
Menino morre atropelado e motorista foge do local
Defron apreende 825 kg de maconha em caminhão na BR-163
Polícia

Defron apreende 825 kg de maconha em caminhão na BR-163

23/07/2021 12:00
Defron apreende 825 kg de maconha em caminhão na BR-163
Defron deflagra operação 'Fronteira Segura' e prende seis
Polícia

Defron deflagra operação 'Fronteira Segura' e prende seis

22/07/2021 09:00
Defron deflagra operação 'Fronteira Segura' e prende seis
Últimas Notícias