Dourados – MS terça, 07 de abril de 2020
Dourados
28º max
19º min
Policia

Justiça manda soltar presos da Uragano

03 Dez 2010 - 22h59
Maria Artuzi deixando Presídio Semiaberto Feminino no final da tarde de ontem
foto: cido costa - Maria Artuzi deixando Presídio Semiaberto Feminino no final da tarde de ontem foto: cido costa -



DOURADOS – Menos de 24 horas depois do ex-prefeito de Dourados Ari Artuzi, (expulso do PDT) ganhar liberdade, do Presídio Federal de Campo grande, o desembargador Dorival Moreira dos Santos, do Tribunal de Justiça, revogou a prisão de nove presos na Operação Uragano.

O advogado Felipe Cazuo Azuma, explicou que a decisão saiu depois que a defesa de Cláudio Marcelo Hall, eleito vereador e que ocupava o cargo de Secretário Serviços Urbanos (Semsur), em Dourados, entrou com pedido de Habeas Corpus para que fosse revogada a prisão preventiva de seu cliente. Ao conceder a liberdade ao vereador afastado, o desembargador decidiu estender o benefício aos outros oito presos na Operação Uragano, deflagrada no dia primeiro de setembro.

Os alvarás de soltura foram liberados pela 1º Vara Criminal de Dourados, no final da tarde. Do Presídio Semiaberto Feminino foram liberadas ainda no período da tarde, a ex-primeira-dama Maria Aparecida Artuzi, a ex-secretária de Administração, Tatiane Moreno, a ex-secretária de Finanças Ignez Boschetti Medeiros e o ex-procurador jurídico do município, Alziro Moreno, que estava na 4ª Companhia de Guarda Escolta da Polícia Militar, que funciona anexo ao Presídio de Segurança Máxima Harry Amorim Costa (Phac).

Também foram libertados ontem, o ex-vice-prefeito Carlinhos Cantor, o ex-presidente da Câmara Municipal Sidlei Alves e o vereador afastado Humberto Teixeira Júnior. O ex-secretário de Obras, Dilson Sá, que estava foragido também recebeu o benefício com o Habeas Corpus.

Somente o vereador Edivaldo Moreira não foi beneficiado com a revogação da prisão preventiva. Ele permanecerá preso na Penitenciária Harry Amorim Costa, por contra de um porte ilegal de arma de fogo. A defesa dele deverá entrar com pedido de relaxamento de prisão.

Depois de renunciar ao cargo de prefeito de Dourados, Ari Artuzi perdeu o foro privilegiado e será pela Justiça Co-mum, na comarca de Dourados.
O ex-prefeito permanece em Campo Grande, onde deve passar o final de semana com familiares. Ele está hospedado na casa de um amigo e deve retornar para Dourados somente na próxima semana.

O prefeito foi afastado do cargo depois de ser preso pela Polícia Federal, na Operação Uragano, deflagrada no dia primeiro de setembro. Ele é acusado pelo Ministério Público, de chefiar um esquema de corrupção, que desviou durante sua gestão cerca de R$ 35 milhões dos cofres públicos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Lei

Agressores de mulheres deverão ser reeducados, determina nova lei

06/04/2020 16:50
COVID-19: barreiras sanitárias já abordaram 27 mil pessoas desde do início das atividades
Barreiras Sanitárias

COVID-19: barreiras sanitárias já abordaram 27 mil pessoas desde do início das atividades

06/04/2020 15:17
COVID-19: barreiras sanitárias já abordaram 27 mil pessoas desde do início das atividades
POLÍCIA

Pastor tem casa invadida e leva "mata-leão" de ladrão

06/04/2020 10:28
Bandido tenta fugir jogando carro contra policial, mas acaba preso por roubo
CAMPO GRANDE

Bandido tenta fugir jogando carro contra policial, mas acaba preso por roubo

06/04/2020 08:25
Bandido tenta fugir jogando carro contra policial, mas acaba preso por roubo
Homens são mortos a tiros em frente a bar no Jardim Canaã I
DOURADOS

Homens são mortos a tiros em frente a bar no Jardim Canaã I

06/04/2020 07:49
Homens são mortos a tiros em frente a bar no Jardim Canaã I
Últimas Notícias