Dourados – MS terça, 26 de janeiro de 2021
Dourados
32º max
22º min
Influx
Policia

Justiça interroga testemunhas do caso de mulheres degoladas

12 Mai 2011 - 16h15
Mulheres foram degoladas e corpos encontrados
no Jardim Tijuca - Crédito: Foto: Reprodução/TVMorenaMulheres foram degoladas e corpos encontrados no Jardim Tijuca - Crédito: Foto: Reprodução/TVMorena
A justiça de Campo Grande interroga nesta quinta-feira (12), a partir das 13h30 (horário de MS), 14 testemunhas de acusação do processo de homicídio de Cláudia de Araújo Mugnaini e Regina Bueno França Ramos. As duas foram degoladas no dia 1º de dezembro do ano passado no Jardim Tijuca, em Campo Grande.

Segundo a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), foram acusados pelos crimes os irmãos Eder Rampagne Castedo e Cristhian Rampagne Castedo, além de Lorraine Roryz da Silva e Weber de Sousa Barreto. Na denúncia consta que o crime foi motivado por vingança, pois Regina Bueno teria denunciado o paradeiro de Eder, que estava foragido do regime semiaberto.

Na investigação, a Polícia Civil apurou que o interno da Máxima, Eder Castedo, seria o mandante do crime. O homem teve ajuda de Lorraine Roryz, amiga das vítimas, que passou informações para Cristhian Castedo e Barreto, acusados de degolarem as mulheres. Eder, Cristhian e Weber foram indiciados por homicídio triplamente qualificado, por motivo fútil, torpe, com emprego de crueldade e atração para emboscada. Já Lorraine Roryz, que responderia inicialmente apenas por facilitação, também foi acusada por homicídio qualificado.

Na fase de inquérito policial, Cristhian foi o único que confessou o crime, mas negou qualquer envolvimento do irmão no caso. Segundo ele, a vingança partiu de Weber. O advogado de Lorraine, Valmiro Alves, disse que não há provas de que sua cliente tenha participado do crime e que, na segunda-feira (16), entrará com um pedido de habeas corpus. A mulher está presa no Estabelecimento Penal Feminino. O G1 tentou entrar em contado com o advogado dos outros réus, mas eles não foram localizados.

No dia 30 e maio, às 14h30, o juiz Aluízio Pereira deverá ouvir nove testemunhas de defesa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Taxista desaparecido é encontrado morto na fronteira
Polícia

Taxista desaparecido é encontrado morto na fronteira

26/01/2021 14:50
Taxista desaparecido é encontrado morto na fronteira
Mulher morta com 17 tiros fazia sucesso no TikTok com mais de 50 mil seguidores
Feminicídio

Mulher morta com 17 tiros fazia sucesso no TikTok com mais de 50 mil seguidores

26/01/2021 10:09
Mulher morta com 17 tiros fazia sucesso no TikTok com mais de 50 mil seguidores
9,5 toneladas de maconha são apreendidas em meio a carga de milho
Dourados

9,5 toneladas de maconha são apreendidas em meio a carga de milho

26/01/2021 08:52
9,5 toneladas de maconha são apreendidas em meio a carga de milho
3º narcotraficante mais procurado do Paraguai é preso na fronteira
Fronteira

3º narcotraficante mais procurado do Paraguai é preso na fronteira

25/01/2021 10:41
3º narcotraficante mais procurado do Paraguai é preso na fronteira
Carro furtado é recuperado em Itahum com volume prensado de maconha
Dourados

Carro furtado é recuperado em Itahum com volume prensado de maconha

25/01/2021 09:41
Carro furtado é recuperado em Itahum com volume prensado de maconha
Últimas Notícias