Dourados – MS sábado, 16 de outubro de 2021
Dourados
23º max
18º min
Policia

Deam prende acusado de estupros em CG

29 Out 2015 - 09h49
Petrechos apreendidos na casa do acusado de praticar estupros. - Crédito: Foto: Marcos Ermínio/CG NewsPetrechos apreendidos na casa do acusado de praticar estupros. - Crédito: Foto: Marcos Ermínio/CG News
Um garçom de 34 anos foi apresentado pela Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Campo Grande como acusado de ser o autor de pelo menos 5 estupros a mulheres entre 20 de julho e 29 de setembro na Capital.


João Carlos Ribeiro, foi preso acusado dos crimes ocorridos em vários bairros da Capital. Ele ficou conhecido como “maníaco da internet” já que encontrava as mulheres em redes sociais, depois ia até a residência das vítimas, onde estuprava as mulheres depois de amarrá-las. O homem ainda roubava os pertences das vítimas.


Segundo a delegada Franciele Candotti, da Deam, no primeiro crime o autor invadiu a casa de uma mulher de 24 anos, amarrou-a e a colocou em cima da cama deitada de bruços. Ele praticou o estupro e depois andou pela casa em busca de objetos para roubar. O homem violentou a mulher outras três vezes.


Antes de fugir, ele levou a mulher para dentro do banheiro, onde retirou as cordas e mandou não contar sobre o caso para ninguém, “já que ele sabia onde ela morava”. O garçom usava roupas pretas, touca e uma mochila, usada para carregar preservativos e a corda com que amarrava as mulheres.


Os outros casos ocorreram nos dias 21 de agosto, no Bairro Guanandi, 18 de setembro, no Jardim Montevideu, e 29 de setembro, no Santa Luzia. Ele agia sempre do mesmo jeito.


Segundo a delegada, o homem retirava a touca antes de sair, esta, entre outras atitudes dele ajudou na identificação.


O autor contou em depoimento que usava as redes sociais para encontrar as mulheres, onde conseguia o nome, endereço, telefone e até outros dados pessoais, como identificação dos parentes e a quantidade de filhos que as mulheres tinham. Todas as informações eram anotadas em folhas de papel.


Ele alegou que entrava na casa das vítimas com consentimento delas, dizendo ainda que as mulheres eram garotas de programa e cobravam de R$ 100 a R$ 150. No entanto, confessou que não pagou e ainda as roubou.
A delegada Rosely Molina, titular da delegacia, apontou que outras vítimas podem surgir após a identificação do autor.


João Carlos está preso e vai responder pelo estupro das cinco mulheres. Caso condenado, a pena dele pode chegar até 10 anos de prisão para cada caso.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia

Operação Vetus 2 investiga crimes contra idosos

15/10/2021 11:30
Jovem vai preso em Dourados após morte cruel de cachorro
Dourados

Jovem vai preso em Dourados após morte cruel de cachorro

13/10/2021 10:30
Jovem vai preso em Dourados após morte cruel de cachorro
Estudante de medicina brasileira é a 5ª vítima de atentado em Pedro Juan Caballero
fronteira

Estudante de medicina brasileira é a 5ª vítima de atentado em Pedro Juan Caballero

12/10/2021 10:05
Estudante de medicina brasileira é a 5ª vítima de atentado em Pedro Juan Caballero
Caçadores são presos com animais abatidos e aves em cativeiro
meio ambiente

Caçadores são presos com animais abatidos e aves em cativeiro

12/10/2021 09:40
Caçadores são presos com animais abatidos e aves em cativeiro
Veículo estrangeiro irregular é apreendido por agentes de trânsito da PM
Dourados

Veículo estrangeiro irregular é apreendido por agentes de trânsito da PM

12/10/2021 08:53
Veículo estrangeiro irregular é apreendido por agentes de trânsito da PM
Últimas Notícias