Dourados – MS quarta, 08 de julho de 2020
Dourados
19º max
10º min
Policia

Assassino confesso da arquiteta Eliane Nogueira pega 20 anos de prisão

04 Mar 2011 - 20h35
Luiz Afonso dos Santos de Andrade, que foi condenado ontem.
Foto: div. - Luiz Afonso dos Santos de Andrade, que foi condenado ontem. Foto: div. -
O assassino confesso da arquiteta Eliane Nogueira, o empresário Luiz Afonso dos Santos de Andrade, 43 anos, foi condenado a 20 anos de prisão, oito meses após a morte de sua mulher, em Campo Grande.

A sentença foi proferida pelo juiz Aluizio Pereira dos Santos, que presidiu a sessão de julgamento, alegando que pesou contra o acusado o fato de ele ter negado o crime durante a fase de investigação, assumindo apenas em juízo.

O corpo da arquiteta foi encontrado carbonizado no dia 2 de julho do ano passado, em seu veiculo, no bairro Villas Boas. No mesmo dia, o empresário foi detido pela polícia, onde teve a sua prisão temporária decretada. Após a análise dos exames necroscópicos, onde comprovaram que Eliane estava viva no momento em que seu carro foi incendiado, a polícia decretou a prisão preventiva do empresário.

Inicialmente, Luiz Afonso negou ser o autor do crime, onde alegou ter apenas deixado a arquiteta em casa e depois foi embora. Porém, o empresário acabou confessando o crime, mas manteve a sua versão oficial do depoimento, onde nega a autoria.

Uma das provas contra o acusado foi a gravação de um circuito fechado de televisão instalado em uma conveniência localizada na avenida Três Barras, onde Luiz Afonso foi comprar um litro de álcool e uma caixa de fósforo.

Hoje pela manhã, durante depoimento, Luiz Afonso disse que sua esposa \"não era tão fragil assim\" e que ele não é \"tão forte assim\".

As declarações foram dadas durante seu depoimento no Fórum de Campo Grande, onde foi julgado por asfixiar e depois incendiar o carro com sua esposa dentro.

Na tentativa de minimizar danos, ele disse que a esposa era ciumenta e que até pensou em cometer suicídio depois do crime, mas acabou desistindo.

O empresário foi julgado por homicídio doloso triplamente qualificado, por meio cruel, motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima. Ele discorda das atenuantes da acusação.

Questionado pelo juiz se gostava de Eliane, a resposta de Luiz Afonso surpreendeu. \"Eu amo\", declarou.

Ele foi julgado por 4 homens 3 mulheres, 8 meses após o corpo da mulher ser achado carbozinado no dia 2 de julho de 2010. O crime só foi confessado pelo empresário no dia 7 de janeiro deste ano, em juízo. (Fonte: Conjuntura On Line)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem acusado de abusar da enteada de 12 anos é preso em fiscalização de rodovia
POLÍCIA

Homem acusado de abusar da enteada de 12 anos é preso em fiscalização de rodovia

08/07/2020 10:06
Homem acusado de abusar da enteada de 12 anos é preso em fiscalização de rodovia
Fogueira feita por moradores de rua pode ter provocado incêndio em loja na Capital
POLÍCIA

Fogueira feita por moradores de rua pode ter provocado incêndio em loja na Capital

08/07/2020 09:38
Fogueira feita por moradores de rua pode ter provocado incêndio em loja na Capital
Polícia Militar apreende quase 6 toneladas de drogas na região de Dourados
Polícia

Polícia Militar apreende quase 6 toneladas de drogas na região de Dourados

07/07/2020 15:53
Polícia Militar apreende quase 6 toneladas de drogas na região de Dourados
Inteligência, investimento e integração das polícias consolidam MS como um dos estados mais seguros do País
MS

Inteligência, investimento e integração das polícias consolidam MS como um dos estados mais seguros do País

07/07/2020 14:30
Inteligência, investimento e integração das polícias consolidam MS como um dos estados mais seguros do País
Operação 'Bonde da Rua' mira membros do PCC em 4 cidades de MS
POLÍCIA

Operação 'Bonde da Rua' mira membros do PCC em 4 cidades de MS

07/07/2020 11:06
Operação 'Bonde da Rua' mira membros do PCC em 4 cidades de MS
Últimas Notícias