Dourados – MS quinta, 21 de outubro de 2021
Dourados
31º max
18º min
Policia

Assassino confesso da arquiteta Eliane Nogueira pega 20 anos de prisão

04 Mar 2011 - 20h35
Luiz Afonso dos Santos de Andrade, que foi condenado ontem.
Foto: div. - Luiz Afonso dos Santos de Andrade, que foi condenado ontem. Foto: div. -
O assassino confesso da arquiteta Eliane Nogueira, o empresário Luiz Afonso dos Santos de Andrade, 43 anos, foi condenado a 20 anos de prisão, oito meses após a morte de sua mulher, em Campo Grande.

A sentença foi proferida pelo juiz Aluizio Pereira dos Santos, que presidiu a sessão de julgamento, alegando que pesou contra o acusado o fato de ele ter negado o crime durante a fase de investigação, assumindo apenas em juízo.

O corpo da arquiteta foi encontrado carbonizado no dia 2 de julho do ano passado, em seu veiculo, no bairro Villas Boas. No mesmo dia, o empresário foi detido pela polícia, onde teve a sua prisão temporária decretada. Após a análise dos exames necroscópicos, onde comprovaram que Eliane estava viva no momento em que seu carro foi incendiado, a polícia decretou a prisão preventiva do empresário.

Inicialmente, Luiz Afonso negou ser o autor do crime, onde alegou ter apenas deixado a arquiteta em casa e depois foi embora. Porém, o empresário acabou confessando o crime, mas manteve a sua versão oficial do depoimento, onde nega a autoria.

Uma das provas contra o acusado foi a gravação de um circuito fechado de televisão instalado em uma conveniência localizada na avenida Três Barras, onde Luiz Afonso foi comprar um litro de álcool e uma caixa de fósforo.

Hoje pela manhã, durante depoimento, Luiz Afonso disse que sua esposa \"não era tão fragil assim\" e que ele não é \"tão forte assim\".

As declarações foram dadas durante seu depoimento no Fórum de Campo Grande, onde foi julgado por asfixiar e depois incendiar o carro com sua esposa dentro.

Na tentativa de minimizar danos, ele disse que a esposa era ciumenta e que até pensou em cometer suicídio depois do crime, mas acabou desistindo.

O empresário foi julgado por homicídio doloso triplamente qualificado, por meio cruel, motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima. Ele discorda das atenuantes da acusação.

Questionado pelo juiz se gostava de Eliane, a resposta de Luiz Afonso surpreendeu. \"Eu amo\", declarou.

Ele foi julgado por 4 homens 3 mulheres, 8 meses após o corpo da mulher ser achado carbozinado no dia 2 de julho de 2010. O crime só foi confessado pelo empresário no dia 7 de janeiro deste ano, em juízo. (Fonte: Conjuntura On Line)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia

Operação Vetus 2 investiga crimes contra idosos

15/10/2021 11:30
Jovem vai preso em Dourados após morte cruel de cachorro
Dourados

Jovem vai preso em Dourados após morte cruel de cachorro

13/10/2021 10:30
Jovem vai preso em Dourados após morte cruel de cachorro
Estudante de medicina brasileira é a 5ª vítima de atentado em Pedro Juan Caballero
fronteira

Estudante de medicina brasileira é a 5ª vítima de atentado em Pedro Juan Caballero

12/10/2021 10:05
Estudante de medicina brasileira é a 5ª vítima de atentado em Pedro Juan Caballero
Caçadores são presos com animais abatidos e aves em cativeiro
meio ambiente

Caçadores são presos com animais abatidos e aves em cativeiro

12/10/2021 09:40
Caçadores são presos com animais abatidos e aves em cativeiro
Veículo estrangeiro irregular é apreendido por agentes de trânsito da PM
Dourados

Veículo estrangeiro irregular é apreendido por agentes de trânsito da PM

12/10/2021 08:53
Veículo estrangeiro irregular é apreendido por agentes de trânsito da PM
Últimas Notícias