Dourados – MS segunda, 21 de setembro de 2020
Dourados
26º max
15º min
Julio Capilé

Decepções

13 Abr 2016 - 06h00
Todos comentam que o mundo está deteriorado, caminhando para um final não muito esperançoso. Mas o mundo continua o mesmo que Deus nos deu. O que está acontecendo é que os homens mostram o que são. Não há mais o que esconderem. Está acontecendo o que também foi previsto: nada ficará oculto...


De uns tempos para cá, a humanidade tomou um rumo decadente da moral em todos os sentidos. Nunca se teve notícias, a não ser no império de Caracala, de tanta falta de moral, de decência e de pudor. A gente vê aqui e acha que os brasileiros é que são desonestos, mas olhem lá fora! Até o país dito mais civilizado procura antes das eleições arranjá-las para dar problema e, desonestamente, ser questionada. Além disso grandes empresas fazem falências fraudulentas. Os governos de todos os países não conseguem atender suas obrigações, porque tudo o que fazem, lá na ponta, no meio do povão, há desvios. Nesse sentido, as pessoas vão-se desenganando e perdem a fé. A frase do Sermão Profético, em outra tradução, diz ...e por multiplicarem-se as iniqüidades, o amor de muitos morrerá..Tanto numa versão como na outra, retrata o que está acontecendo no mundo.


Nas denominações religiosas aparecem escândalos de todo tipo. A humanidade perdeu o brio. Os homens não se pejam de mostrarem suas fraquezas. Parece haver uma força poderosa preparando o campo para que haja mais facilidade na separação do joio e do trigo. Ninguém consegue mais esconder o que tem dentro de si. Não só os políticos, mas muitos líderes religiosos vão pouco a pouco ficando desmoralizados. As pessoas perdem a fé. Há desconfiança geral. Arrefecem em suas ações no Bem.


Nós espíritas somos minoria e, como tal, muito visados pela opinião pública. Portanto, temos a obrigação de sublimar os próprios defeitos de modo a não decepcionarmos os irmãos. As pessoas responsáveis pelas instituições espíritas, muito mais. Os palestrantes, os médiuns, os difusores da Doutrina e formadores de opinião, temos uma responsabilidade muito grande, pois somos vistos pelos neófitos como faróis a lhes iluminar o caminho. A previsão do Mestre é mais uma admoestação aos que Lhe querem seguir os passos: não arrefecerem na fé porque muitos fraquejam na caminhada rumo à evolução.


Mas se pensarmos com esperança, tudo é evolução...o erro chama atenção de quem o comete para ajustar o "norte" de sua vida. Além do previsto no Sermão Profético, o Apocalipse de João nos aponta um futuro bem melhor depois de passarem as hecatombes físicas e morais que assolam o mundo. Tenhamos fé nesse futuro e vigilância em nossos atos, palavras e atitudes para que nem resquício de amoralidade exista em nossa vida. O líder de qualquer religião deve-se cuidar para não decepcionar os que lhe seguem os passos, pois sua queda será muito maior do que a de seus seguidores. E, no final, quem guardar a fé será salvo. Salvo de seus defeitos. E os mansos herdarão a Terra. Quem permanecer no erro, será levado para trevas exteriores, onde há choro e ranger de dentes. Essa trevas exteriores são os mundos primitivos para onde iremos caso teimarmos em não evoluir.

Médico. Escreve às quartas-feiras. e-mail: [email protected]

Deixe seu Comentário