Dourados – MS segunda, 21 de setembro de 2020
Dourados
26º max
15º min
Julio Capilé

Acima dos dez por cento

11 Mai 2016 - 06h00
É do conhecimento geral que usamos somente dez por cento de nosso cérebro. Isto, as pessoas mais bem aquinhoadas de intelecto. A grande maioria não chega nem a isso. Alguns como os luminares da ciência devem ter atingido um pouco acima, mas os 10% não é a média, é a máxima. Sabemos que o lobo direito do cérebro é emocional e o esquerdo o executivo. Dizem os entendidos que as representações nobres estariam no lobo frontal, tais como amor, ternura, saudade, comiseração, ética, etc. mas não sabemos bem ao certo. Durante muito tempo para abrandar a violência de alguns loucos, faziam a lobotomia, isto é, a retirada do lobo frontal. Mas o paciente ficava um zumbi, não tinha vontade própria; passava a não ter individualidade. Portanto deve haver outras funções além dos sentimentos nobres no lobo frontal.


Segundo o escritor e, provavelmente, cientista Robert Cooper autor do livro Inteligência Emocional na Empresa, nós só usamos os dez por cento porque estamos bloqueados pelo medo. Não é bem medo e sim cuidado. As pessoas ficam de "pé atrás" em todas as relações com o semelhante. Têm medo do futuro e, por isso, desconfiam de todos. É a ancestralidade do "homem da caverna". É o instinto de conservação que se manifesta em todos os momentos. O cérebro desenvolveu-se no "Cromagnon" e no "Neendertal" com um componente avisando "perigo!".Avançamos na tecnologia, na ciência e nas artes, mas continuamos com a mesma ferocidade e preparados contra o perigo. Daí estarmos sempre ligados à idéia de combate, luta pela vida e segurança.


As guerras, mesmo as intestinas, tem por base essa idéia de defesa. Era assim com o individuo cuidando da própria pele, da tribo, dos feudos e finalmente das nações. Enquanto o homem ficar apenas nesses 10% haverá sempre desentendimentos


E como fazermos para conseguir acima dos 10%? – Jesus, com o não se turbe o vosso coração, nos ensinou a mansuetude e a paz. Recalcitramos ainda e obedecemos aos instintos e, no meio destes, vem o de defesa e ataque. Quando passarmos a usar a inteligência emocional entraremos no caminho do bem viver, sem preconceitos e confiantes em nós mesmos e nos outros.


Segundo o autor acima citado, nós temos três cérebros: o craniano, o cardíaco e o visceral. A primeira manifestação vem no visceral . Daí aquele friozinho na barriga quando antevemos uma luta; depois no cardíaco: o coração muda de ritmo. O último a receber o aviso é o cérebro craniano.


Estive meditando a respeito. Enquanto não procurarmos seguir Jesus sendo apenas Seus fãs, ficaremos ancorados nos instintos animalescos. Seguir Jesus é esforçar-se para viver os ensinamentos do Sermão do Monte. A alma ficará desarmada e comandará o sistema nervoso de modo a que haja paz interior em quaisquer circunstâncias. Esse é o Caminho. Com ele, teremos a Verdade e adquirimos Vida em abundância.


Médico. Escreve às quartas-feiras. e-mail: [email protected]

Deixe seu Comentário