Dourados – MS terça, 27 de outubro de 2020
Dourados
28º max
19º min
Influx
Dia-a-Dia

Vigilância apreende 3 toneladas de produtos

21 Jul 2011 - 01h54
Aterro sanitário recebe os alimentos impróprios para consumo - Crédito: Foto : Hédio Fazan/PROGRESSOAterro sanitário recebe os alimentos impróprios para consumo - Crédito: Foto : Hédio Fazan/PROGRESSO
DOURADOS – Apreensões de carne, queijos, entre outros produtos de origem animal e vegetal, além de medicamentos vencidos chegam a 3,1 toneladas nestes primeiros sete meses do ano, em Dourados. São produtos que estavam fora da data de validade ou sem identificação da origem de fabricação. Os proprietários desses produtos foram autuados durante as fiscalizações. Além de pagar multa ainda devem responder um processo administrativo.

A maioria dos produtos estavam sendo vendidos em supermercados, mercearias e padarias de Dourados. Parte das apreensões foi encaminhada ao aterro sanitário.



O diretor de Vigilância e Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, Eduardo Arteiro Marcondes, alerta que o consumidor deve denunciar junto à Vigilância Sanitária ou ao Procon, caso encontrem alguma irregularidade.


O consumidor também deve observar os rótulos dos produtos e o prazo de validade, principalmente para não comprar um produto que não tenha procedência. Jamais comprar um produto que não tenha a indicação de origem e que apresentem algum tipo de irregularidade.


Além de colocar em risco a saúde das pessoas, quem vende esse tipo de alimento com o prazo de validade vencido está cometendo um crime contra as relações de consumo. A pena pode chegar a três anos e quatro meses de prisão.

De acordo com o Procon, o cliente que comprar produto vencido ou estragado tem o direito de trocar o alimento ou receber o dinheiro de volta. Se o consumidor passar mal por ter consumido um alimento assim pode até processar quem vendeu o produto. Por isso é importante que os consumidores guardem a nota fiscal.



De acordo com Marcondes, parte das apreensões foram feitas durante as ações compartilhadas promovidas semanalmente pela prefeitura.

AÇÃO COMPARTILHADA



A Vigilância Sanitária participa hoje de mais uma ação compartilhada, desta vez, na Chácara Caiuás. Entre 8h e 17h, os fiscais da Vigilância Sanitária vão visitar os estabelecimentos comerciais para verificar se os alimentos ou medicamentos estão sendo vendidos dentro das normas sanitárias.


A ação compartilhada tem o objetivo de mobilizar toda a população do bairro, envolvendo o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Vigilância Sanitária, o setor de imunização, Vigilância Epidemiológica, o programa de hanseníase e tuberculose, DST/Aids e Centro Regional de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest).

De acordo com Eduardo Arteiro Marcondes, o programa começou em abril e já promoveu 15 ações da mesma modalidade em vários bairros da cidade.

Deixe seu Comentário