Dourados – MS quarta, 30 de setembro de 2020
Dourados
40º max
23º min
Hospital

‘Vamos presentear Estado com o HU e o Evangélico’

13 Jul 2016 - 19h09
Secretário municipal de Saúde Sebastião Nogueira expôs ontem as dificuldades do setor. - Crédito: Foto: Marcos RibeiroSecretário municipal de Saúde Sebastião Nogueira expôs ontem as dificuldades do setor. - Crédito: Foto: Marcos Ribeiro
O secretário municipal de Saúde, Sebastião Nogueira, disse ontem que vai "presentear" o Estado com o Hospital Universitário e o Hospital Evangélico, diante de exigências que ambos vêm fazendo ao município que são impossíveis de cumprir. O secretário Sebastião Nogueira falou sobre vários assuntos envolvendo a saúde pública de Dourados começando pela possibilidade do município deixar de ser gestão plena, ou seja, ser responsável, sozinho, pela saúde de mais 33 municípios da macro região da Grande Dourados".


"O município está buscando uma repactuação dos financiamentos da saúde para Dourados, desde 2013, procurando as autoridades competentes inclusive o Governo do Estado, falando sobre o subfinanciamento da saúde de Dourados e, para evitar a precariedade, procuramos o Conselho Intergestor Regional (CIR) que abrange todos os municípios incluindo os 33 que abrangem a macro região de Dourados. Levamos à Comissão Intergestora Bipartite esse problema e, diante da falta de recursos para Dourados, poderemos deixar a gestão plena, não porque queremos já que temos condições de continuar prestando esse serviço e, cada vez melhor, mas os problemas fogem da nossa condição financeira e, diante disso, resolvemos buscar outros órgãos envolvidos em saúde pública que são Ministério da Saúde, envolver e fazer com que a União e o Estado estejam mais presentes aqui em Dourados", diz Nogueira.


Recentemente foram inaugurados dez novos leitos de UTI em Dourados, financiados pelo estado. Mas Sebastião alega que isso é muito pouco diante da dimensão do problema. "Esses novos leitos de UTI que foram inaugurados já fazem parte de um resultado desta reivindicação que estamos fazendo há algum tempo. Na verdade, Dourados está dando um grito de alerta, vamos reagir e fazer com que as autoridades olhem com mais carinho para nós", enfatiza.


O secretário de saúde diz que o Hospital Universitário está com o contrato vencido desde março. "Anterior a esta data vínhamos mantendo um contato que não evolui. Todas as vezes, quando da negociação, vem com novas exigências". Conforme o secretários, para renovar o contrato, o Hospital Universitário quer mais de R$ 800 mil por mês. "Precisamos da ajuda do estado, não temos condições de arcar com essa exigência, não temos esse recurso", afirma Nogueira, lembrando que o HU é qualificado para fazer as cirurgias eletivas em Dourados. "Isso gera desconforto, insatisfação e a população acaba reclamando, com razão. Por isso, estamos colocando o Hospital Universitário à disposição do Estado porque não temos como atender às exigências que fazem".


Nogueira também explica que o Hospital Evangélico é contratado para fazer cirurgias cardíacas, hemodiálises e atendimento no setor da oncologia. "O Evangélico também vem com reivindicações que não temos como atender e, diante desta situação, vamos transferi-los para o estado, também. A gente pede, vai lá (no estado) e não vem ninguém participar, então nós vamos dar o Hospital Evangélico também de presente para eles", encerrou Sebastião Nogueira.

Deixe seu Comentário