Dourados – MS terça, 11 de agosto de 2020
Dourados
34º max
19º min
Campanha Parcelamento Conta
Dourados

Usina São Fernando promove demissão em massa

08 Jun 2016 - 07h16
Empresa demitiu 420  funcionários em um intervalo de pouco mais de um mês - Empresa demitiu 420 funcionários em um intervalo de pouco mais de um mês -

Funcionário da Usina São Fernando Açúcar e Álcool Ltda, disse ontem que a empresa já demitiu 420 funcionários em um espaço de pouco mais de um mês. Na primeira leva, ocorrida em maio, foram demitidas 240 pessoas e na segunda 180 funcionários.


Segundo o funcionário que por enquanto não quer se identificar, os colegas ficaram de receber o último salário e também os 40% de multa por demissão sem justa causa, até ontem, dia 7 de junho, quinto dia útil do mês.

No entanto alega que o pagamento não foi efetuado e que os funcionários demitidos vão dar um prazo até hoje para que o pagamento seja depositado, caso contrário ele e os demais colegas demitidos vão buscar seus direitos.


Ele conta que gravou uma reunião em que os responsáveis pelo RH diziam que pagariam ontem o salário junto com a multa. "Eu gravei tudo e tenho todos os documentos também, já que eu fui demitido quero meus direitos, se não acertarem com a gente vamos procurar o Sindicato ou outros meios legais para receber o quanto antes", disse a pessoa demitida.


A reportagem ligou para o celular de uma funcionário do RH, mas a ligação caiu na caixa de mensagem. Os salários estão em atraso de apenas um dia, mas os funcionários demitidos temem não receber. A empresa São Fernando pertencente a José Carlos Bumlai, preso na 21ª fase da Operação Lava Jato, e a seus dois filhos.


Recentemente a São Fernando foi alvo de busca e apreensão por parte de duas equipes da Polícia Federal, que cumpriam determinação do juiz Sérgio Moro, da Justiça Federal em Curitiba (PR). Oito agentes federais permaneceram quase quatro horas na indústria, que fica na margem da MS-379, que liga Dourados a Laguna Carapã.


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) pediu a falência da São Fernando, pelo não pagamento de dívida de R$ 300 milhões. A usina está em recuperação judicial desde 2013. O outro pedido de falência foi feito pelo Banco Industrial do Brasil S/A.
De acordo com informações divulgadas pelo Valor Econômico, o BNDES tem a receber mais de R$ 300 milhões, um quarto da dívida da São Fernando, estimada em R$ 1,2 bilhão. Em seguida, o maior credor da São Fernando é o Banco do Brasil, que tem a receber R$ 81 milhões da usina.
José Carlos Bumlai, amigo íntimo do ex-presidente Lula, tinha autorização para entrar quando quisesse no Palácio do Planalto.


Bumlai responde por corrupção passiva, gestão fraudulenta e lavagem de dinheiro perante a Justiça Federal. A 21ª fase da operação, deflagrada em novembro de 2015, recebeu o nome de "Passe Livre" devido à amizade entre o pecuarista e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que passou a ser investigado na 24ª etapa.

Deixe seu Comentário