Dourados – MS sábado, 04 de julho de 2020
Dourados
26º max
11º min
Dia-a-Dia

UPA vai transformar saúde, diz Délia

04 Dez 2010 - 09h14
Prefeita, Geraldo e vereadores lançaram obra da UPA ontem de manhã
Foto: A. Frota
 - Prefeita, Geraldo e vereadores lançaram obra da UPA ontem de manhã Foto: A. Frota -
DOURADOS - A prefeita Délia Razuk assinou na manhã de ontem a ordem de serviço para construção da UPA (Uni-dade de Pronto Atendimento) de Dourados. Custeada com recursos federais garantidos pelo deputado federal Geraldo Resende (PMDB) e contrapartida do município, a unidade já começou a ser construída na Rua Coronel Ponciano com Frei Antonio, no Jardim Terra Roxa.

O deputado Geraldo Resende, os vereadores Pedro Pepa, Alberto Alves dos Santos, o Bebeto, e Cido Medeiros, repre-sentantes de associações de moradores e secretários municipais participaram do lançamento da obra.

Geraldo Resende destacou o esforço administrativo da prefeita em agilizar o início da construção da UPA, que já ti-nha inclusive parte dos recursos liberada, mas a obra não havia saído do papel. Em outubro, após Délia assumir o cargo de prefeita, Resende solicitou apoio para início da obra e ontem a construção foi iniciada.

Délia Razuk disse que a UPA vai ajudar a administração municipal a transformar a saúde de Dourados – processo já em andamento com a adoção de uma série de medidas administrativas e outras ações, como a campanha de cirurgias e o esforço concentrado para evitar uma nova epidemia de dengue.

Ela agradeceu ao empenho de Geraldo Resende em viabilizar recursos e disse que o deputado faz um trabalho fantás-tico em defesa de Dourados. “Estamos desenvolvendo um trabalho dinâmico na prefeitura. Estamos engajados em melho-rar a saúde, principalmente através da prevenção. A construção da UPA vai ajudar a atender melhor nossa população”, afirmou ela.

O secretário municipal de Saúde, David Vieira, disse que a unidade vai ajudar a atender a cada vez maior demanda da saúde pública. “Trata-se de um novo conceito de atendimento, que pode dar solução ao problema sem precisar levar o paciente ao hospital”, declarou.

Resende informou que o Ministério da Saúde liberou R$ 2,6 milhões para a construção da UPA de porte III e aquisi-ção de materiais e equipamentos. A unidade está sendo construída em área de 1.300 metros quadrados cedida pelo muni-cípio, com capacidade de atender até 450 pacientes num período de 24 horas. Pelo menos seis médicos trabalharão em regime de plantão. A UPA de Dourados terá de 13 a 20 leitos de observação e vai funcionar como um pronto-socorro.

Segundo o Ministério da Saúde, as Unidades de Pronto Atendimento (UPA 24h) são estruturas de complexidade in-termediária entre as Unidades Básicas de Saúde e os hospitais.

A estratégia de atendimento está diretamente relacionada ao trabalho do Samu (Serviço Móvel de Urgência), que or-ganiza o fluxo de atendimento e encaminha o paciente ao serviço de saúde adequado à situação.

Deixe seu Comentário