Dourados – MS sexta, 18 de setembro de 2020
Dourados
33º max
19º min
GREVE EM DOURADOS

Tocha é recebida com protesto de educadores

27 Jun 2016 - 08h30
Nesta segunda-feira - Crédito: Foto: SIMTEDNesta segunda-feira - Crédito: Foto: SIMTED
Ontem (26), profissionais da Rede Municipal de Ensino em greve realizaram uma manifestação durante a chegada da Tocha Olímpica em Dourados (MS). Os educadores denunciam o descaso da prefeitura, que não cumpre acordos salariais firmados desde 2014 e previstos em lei.

Por volta das 17h, os grevistas se concentraram na Avenida Marcelino Pires para reafirmar a greve aprovada em Assembleia Geral no SIMTED, com apitaço, cartazes e camisetas. A Tocha Olímpica chegou a Praça Antônio João, onde foi utilizada para acender a Pira Olímpica, por volta das 20h.

Centenas de professores, administrativos e simpatizantes da paralização realizada pelos trabalhadores em Educação da REME protestaram durante a chegada da Tocha. Cartazes cobrando o cumprimento da Lei do Piso do Magistério, reposição salarial do administrativo e transparência dos recursos da Educação foram empunhados pelos grevistas durante o evento.

Greve continua

Com a falta de diálogo e ausência de proposta por parte do prefeito Murilo Zauith (PSB), as negociações não avançaram e os educadores seguem com o movimento grevista. Ao longo da última semana, o executivo deu atenção somente ao evento olímpico, mostrando descaso com as denúncias de sucateamento na Educação do município.

Dezenas de escolas municipais, Ceim’s (Centros de Educação Infantil Municipal) e escolas indígenas seguem com as atividades paralisadas. A maior parte com total adesão à greve. Apesar da pressão política, outras unidades de educação do município devem aderir a paralização ao longo da semana.

Agenda da Greve

Na manhã desta segunda-feira (27), os trabalhadores realizam novamente um ato na Praça Antônio João, a partir das 08h.

O movimento grevista também tenta uma audiência com todos os vereadores de Dourados, para cobrar deles uma posição mais efetiva de apoio às reivindicações pelo cumprimento dos acordos trabalhistas na educação do município.

À noite, os profissionais participam e se manifestam durante a sessão no plenário da Câmara Municipal.

Deixe seu Comentário