Dourados – MS sábado, 19 de setembro de 2020
Dourados
30º max
20º min
Edições Especiais

“Tenho boas lembranças dos meus dias de prefeita”

18 Dez 2015 - 11h57
Délia Razuk diz que pretende voltar para a prefeitura, mas desta vez de forma diferente, eleita com uma plataforma de trabalho. - Crédito: Foto: Marcos RibeiroDélia Razuk diz que pretende voltar para a prefeitura, mas desta vez de forma diferente, eleita com uma plataforma de trabalho. - Crédito: Foto: Marcos Ribeiro
César Cordeiro


A vereadora Délia Razuk (PMDB) tem ótimas lembranças do período de 100 dias em que administrou Dourados, segunda cidade de Mato Grosso do Sul, no final de 2010, quando na oportunidade foram declarados vagos os cargos de prefeito (Ari Artuzi – in memorian) e o vice-prefeito, Carlinhos Cantor.


Como Délia Razuk presidia a Câmara de Dourados, sendo a terceira na linha de sucessão, assumiu a prefeitura em um momento conturbado da administração municipal. “Foi um impacto muito grande porque eu disputei as eleições para ser vereadora e não prefeita; confesso que por alguns dias estranhei o que estava acontecendo”, conta.


Segundo Délia Razuk, o impacto foi grande nos primeiros dias mas em pouco tempo foi ficando impressionada com o apoio que recebia dos funcionários, principalmente o envolvimento deles na luta pela recuperação da credibilidade da cidade, no resgate inclusive das finanças que estavam comprometidas.


“Tudo estava fora do lugar e foi sendo colocado em ordem, era preciso economizar e os servidores abraçaram essa causa, até que ao final conseguimos pagar o 13º deles e ainda deixar dinheiro em caixa na prefeitura. Houve uma verdadeira união em torno da recuperação de nossa economia, nunca irei esquecer daquele apoio que recebi de todos eles”, diz.


Délia Razuk acredita que a principal marca de sua gestão foi trabalho. “Eu acordava todos os dias às quatro da manhã”, conta Délia que nesse período também desengavetou e deu ordem de serviços para diversas obras importantes que não saíam do papel, como a Via Parque e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). “Também nesse período fizemos a abertura da Praça Antônio João”, lembrou a ex-prefeita Délia.


Uma das maiores conquistas foi a valorização dos servidores. “O que ficou acima de tudo foram as lembranças de companheirismo, foi um curto período, mas que valeram pela experiência de ter estabelecido com eles esse verdadeiro elo de amizade e respeito”, afirmou Délia Razuk.


Ainda sobre os servidores, ela se recorda que no seu ultimo dia de trabalho eles fizeram uma reunião e a homenagearam com uma placa que simbolizou aquele período de superação de obstáculos, o que marcou sua carreira política e até hoje é motivo de emoção.


“No final daquele ano recordo que fizemos a Festa da Paz, evento que uniu toda a cidade em torno do objetivo comum e onde recebi apoio de muitos comerciantes e da própria Associação Comercial e Empresarial de Dourados (Aced) e diversos outros órgãos que também estiveram conosco naquele projeto para resgatarmos a autoestima da cidade”, recorda Délia Razuk.


“Me lembro que toda sexta-feira a gente reunia o secretariado para fazer um resumo da semana e já traçar as metas para a semana seguinte”, afirmou a vereadora que pretende sair candidata a prefeita de Dourados nas próximas eleições de 2016.


“Pretendo voltar para a prefeitura, mas desta vez de forma diferente, sendo eleita com uma plataforma de trabalho; mas a experiência que vivi naqueles dias que administrei a cidade jamais irei esquecer, foi um desafio assumido com muita garra e determinação”, encerrou.

Deixe seu Comentário