Dourados – MS segunda, 03 de agosto de 2020
Dourados
31º max
15º min
Segurança e Saúde JBS
Evento

Tecnofam 2016 reúne tecnologias de baixo custo

07 Mai 2016 - 06h00
Segundo a Embrapa, em Mato Grosso do Sul existem mais de 70 mil agricultores familiares. - Crédito: Foto: DivulgaçãoSegundo a Embrapa, em Mato Grosso do Sul existem mais de 70 mil agricultores familiares. - Crédito: Foto: Divulgação
A Tecnofam 2016 (Tecnologias e Conhecimentos para Agricultura Familiar) é um evento promovido pela Embrapa Agropecuária Oeste, que acontece de 11 a 13 de maio, em Dourados, MS. Além dos agricultores familiares de Mato Grosso do Sul, o público-alvo também são os profissionais da assistência técnica e extensão rural, estudantes, acadêmicos, professores e demais interessados ligados ao setor agropecuário.


Serão demonstradas tecnologias de baixo custo, que modernizam os processos produtivos, aumentam a produtividade, a segurança alimentar e possibilitam a geração ou ampliação da renda do pequeno produtor rural. A realização do evento é da Embrapa, Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), Secretaria de Estado de Produção e Agricultura Familiar (Sepaf), Senar/MS e Prefeitura Municipal de Dourados, através da Secretaria Municipal de Agricultura Familiar e Economia Solidária (Semafes).



Em Mato Grosso do Sul existem mais de 70 mil agricultores familiares - exatamente 70.525. Segundo dados da Sepaf, deste total 33.617 são assentados pelo Projeto de Reforma Agrária, 20.538 são agricultores familiares tradicionais, 584 são agricultores quilombolas, 13.672 são agricultores indígenas e 2.112 são pescadores.


O evento, que está em sua segunda edição (a primeira foi em 2014), foi estruturado pensando essencialmente na transferência de conhecimento. Haverá tecnologias a campo, na vitrine tecnológica, e em tendas, na Mostra de Tecnologias, ambas com a orientação de especialistas de várias instituições parceiras. Os visitantes também poderão desfrutar dos diversos produtos gerados por esse setor e que serão comercializados pela na Feira da Agricultura Familiar, e ainda participar de oficinas sobre fruticultura, plantas medicinais e manejo sanitário em bovinos leiteiros.


Muitas das tecnologias que serão demonstradas a campo têm origem na Embrapa Agropecuária Oeste e em outras Unidades da Embrapa: Algodão, Amazônia Ocidental, Arroz e Feijão, Gado de Corte, Hortaliças, Instrumentação, Mandioca e Fruticultura, Meio Norte, Milho e Sorgo, Pantanal, Suínos e Aves, Tabuleiros Costeiros. Também têm tecnologias desenvolvidas pela Agraer, Uems, UFGD e de empresas expositoras. O pesquisador Auro Otsubo, chefe adjunto de Transferência de Tecnologia da Embrapa Agropecuária Oeste, enfatiza que "eventos dessa natureza só podem ser concebidos se os diferentes parceiros que atuam com esse setor estiverem juntos, tanto as instituições de pesquisa que produzem as informações, como a Embrapa, as universidades, fundações e outras, quanto aquelas que levam a tecnologia ao produtor, como a Agraer [Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural] e o Senar [Serviço Nacional de Aprendizagem Rural]", diz Otsubo.

Deixe seu Comentário