Dourados – MS sábado, 26 de setembro de 2020
Dourados
38º max
21º min
Dia-a-Dia

Tapa-buraco segue às noites durante estiagem

04 Mar 2016 - 08h54Por Do Progresso
Logo cedo equipes já estavam nas ruas para execução do serviço. - Crédito: Foto: Chico LeiteLogo cedo equipes já estavam nas ruas para execução do serviço. - Crédito: Foto: Chico Leite
As chuvas acima da média em Dourados, nos últimos dias, estavam comprometendo o serviço de tapa buracos no município. Com a trégua ontem, o prefeito Murilo determinou a liberação de nove equipes, trabalhando dia e noite, para intensificar as ações de recuperação das vias. Estão atuando cinco equipes no período diurno e outras quatro à noite. Ontem, durante o dia, as ações aconteceram em parte das avenidas Weimar Torres e Joaquim Teixeira Alves, em pontos de grande movimentação.


Já durante a noite, são quatro equipes das 16h às 22h. Na noite de ontem, recebem o serviço de recuperação da vida, com retirada de borrachudos e reperfilamento, a rua 17 do Jardim Flórida. Na sequencia, a rua Neli Todeschini e no Parque do Lago 2.


Além desses trabalhos, ainda há uma pick up com equipe tapando buracos pontuais em trechos perigosos, onde há risco de acidentes. "Ela carrega a massa e vai até esses buracos pontuais, mais profundos e que tem nos preocupado porque há risco de acidentes", explica o responsável pelo serviço de tapa-buracos, Vanderlei Carneiro.


Nestes cinco anos de administração, os avanços foram consideráveis no que diz respeito a asfalto. Foram restaurados por completo, pelo menos 40 quilômetros de ruas e avenidas e mais 30 quilômetros estão programados para iniciar neste ano de 2016.


As avenidas Coronel Ponciano e Presidente Vargas, e as ruas Palmeiras, Floriano Peixoto, Ponta Porã, Monte Alegre, Eulália Pires, Olinda Pires, Albino Torraca, Mozart Calheiros e da Josué Garcia Pires (antiga W-11), foram recapeadas numa extensão de mais de mil metros. Além destas, ainda foram restaurados pela prefeitura diversos outros trechos menores, como nas proximidades da Figueira, local que foi completamente remodelado para oferecer melhores condições de tráfego. O mesmo aconteceu com a Rua Nelson de Araújo, onde havia o calçadão.


Nos locais onde havia rotatórias, todo o cruzamento recebeu restauração completa, bem como pontos considerados críticos, exemplo da Rua Frei Antonio (Antiga W-17), que recebeu recapeamento em todo o trecho onde o Córrego Paragem corta a via.

Deixe seu Comentário