Dourados – MS segunda, 03 de agosto de 2020
Dourados
31º max
15º min
Campanha Parcelamento Conta
Dia-a-Dia

Sindicalistas participam de reunião com Mantega

11 Fev 2011 - 18h22
Membros da executiva nacional da Força na reunião com sindicalistas de MS - Crédito: Foto : DivulgaçãoMembros da executiva nacional da Força na reunião com sindicalistas de MS - Crédito: Foto : Divulgação

######Wilson Aquino
#Sindicalistas participam de reunião com Mantega



CAMPO GRANDE - Sindicalistas de Mato Grosso do Sul, ligados à Força Sindical, seguem em Caravana a Brasília na próxima semana para participar nos dias 15 e 16, junto com sindicalistas de todo Brasil, de reunião na Câmara Federal com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, para debater as propostas de aumento e a política de valorização do salário mínimo.

“Vamos fazer um verdadeiro arrastão na Câmara Federal para fazer com que os deputados aprovem o salário mínimo de R$ 580 e criem uma política de valorização do salário mínimo”, afirmou ontem pela manhã o presidente da Força Sindical Regional Mato Grosso do Sul, Idelmar da Mota Lima, que recebeu, em Campo Grande, dois membros da executiva nacional: Geraldino dos Santos, secretário de Relações Sindicais da Força e Miguel Torres, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo. Eles discutiram esses e outros assuntos relacionados ao movimento sindical de MS.

Geraldino dos Santos explicou que atendendo proposta das centrais sindicais, o presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), convocou para terça-feira (15) uma Comissão Geral da qual participarão o Ministro Guido Mantega, e os representantes das centrais sindicais, para debater as propostas de aumento e valorização do salário mínimo.

A sessão plenária da Câmara pode ser transformada em Comissão Geral para debater assuntos relevantes, projeto de iniciativa popular ou para ouvir ministro de Estado. A diferença entre os debates ocorridos durante a votação de matérias e a Comissão Geral, segundo a direção da Força, é que, nessas ocasiões, além dos deputados, são convidados a falar respresentantes da sociedade relacionados ao tema debatido. Os líderes partidários acertaram a votação do aumento do Salário Mínimo para quarta-feira (16).

A Força Sindical e as demais centrais estão convocando seus dirigentes e ativistas de todo o país para participar dessas reuniões em Brasília, nos dias 15 e 16 para acompanhar os debates e pressionar os deputados pela aprovação do Salário Mínimo de R$ 580 e pela manutenção da política de valorização (aumento calculado pela inflação mais a variação do PIB de dois anos antes) até 2023.

#####CARAVANA

Idelmar da Mota Lima informou que dezenas de sindicalistas de Mato Grosso do Sul, não só da Força Sindical, mas das outras centrais também, deverão seguir para Brasília nessa “arrancada final” em favor de um salário mínimo maior. “Esse é um momento de luta e estaremos lá, nos corredores da Câmara, pressionando nossos deputados para que o trabalhador brasileiro seja beneficiado nesse processo”, afirmou.

Estevão Rocha dos Santos, vice-presidente da Força Sindical Regional Mato Grosso do Sul também participa da reunião em Campo Grande e lança um apelo aos sindicalistas do interior de Mato Grosso do Sul para que sigam a Brasília com esse propósito. Ele pede também que a bancada de Mato Grosso do Sul na Câmara e no Senado fiquem a favor dos trabalhadores, ou seja, que aprovem o Salário Mínimo de R$ 580.

Deixe seu Comentário