Dourados – MS sábado, 08 de agosto de 2020
Dourados
32º max
15º min
Segurança e Saúde JBS
Levantamento

Sanesul faz corte em 1.100 pontos de ruas de Dourados por mês

04 Mai 2016 - 06h00
População reclama na Prefeitura de intervenções mal fechadas pela Sanesul em Dourados. - Crédito: Foto: A. Frota/AssecomPopulação reclama na Prefeitura de intervenções mal fechadas pela Sanesul em Dourados. - Crédito: Foto: A. Frota/Assecom
Um levantamento feito pelo Setor de Tapa-Buracos da Semid (Secretaria de Infraestrutura e Desenvolvimento) da Prefeitura revela que a Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul) faz intervenções (cortes) em pelo menos 50 pontos nas ruas de Dourados por dia. Isso significa dizer que no mês se as equipes trabalharem todos os 22 dias úteis serão 1.100 cortes.


Essas intervenções são para novas ligações, quando os cortes no asfalto geralmente são feitos de lado a lado da rua, para passar tubulação de ligações de esgoto, e ainda para reparação de vazamentos. Mesmo tapados corretamente esses procedimentos por si só já prejudicam a qualidade das ruas. Porém, o maior problema é que o serviço de recuperação da vala ou buraco abertos não é de boa qualidade, ficando uma depressão na pista. Outro problema é que, geralmente, após o corte, a Sanesul demora bastante para tapar o buraco.


A Prefeitura fica com o ônus da reclamação da população e, na maioria dos casos, ainda acaba tendo de refazer o serviço feito pelas empresas contratadas pela Sanesul, pouco tempo depois.


O responsável pelo Setor de Tapa Buracos da Prefeitura, Gerson Schaultz, explica que a situação é preocupante e gera um prejuízo grande ao município. Como o serviço de reparação do asfalto não é bem feito, há um afundamento que a Prefeitura precisa refazer depois.


Ao passar pelos cortes, os veículos enfrentam solavancos e reclamam na Prefeitura. O maior problema ocorre em ruas recém-asfaltadas, como no Parque Alvorada, por exemplo, onde o pavimento de qualidade está ficando todo recortado.


Gerson explica que cada corte feito na camada asfáltica e mal fechado vai gerar um buraco ainda maior mais à frente. Isso faz com que a Prefeitura tenha que gastar dinheiro tapando buracos em locais recém-asfaltados, o que está na contramão do desenvolvimento.


O prefeito Murilo está desenvolvendo em Dourados o maior programa de asfaltamento de todos os tempos. Quando ele assumiu, a cidade tinha 48% das ruas asfaltadas. Até o final de seu mandato deixará Dourados com mais 80% da cidade pavimentada.


Além disso, Murilo criou um programa de recuperação de ruas com, inclusive, recapeamento de uma grande malha. A preocupação é manter esse trabalho executado em ótima qualidade para que a população possa usufruir do serviço por muito mais tempo. A Prefeitura também enfrenta uma maratona de serviços para dar conta dos estragos feitos nas ruas durante cinco meses de chuvas constantes, principalmente aquelas com asfalto mais antigo. Daí a preocupação com os cortes mal fechados pela Sanesul.

Deixe seu Comentário