Dourados – MS quinta, 06 de agosto de 2020
Dourados
31º max
14º min
Segurança e Saúde JBS
Turismo

Rota Ecológica de Alagoas inclui as melhores cozinhas

06 Nov 2015 - 09h21
Praias desertas existentes em alagoas também oferecem gastronomia de qualidade. - Crédito: Foto: DivulgaçãoPraias desertas existentes em alagoas também oferecem gastronomia de qualidade. - Crédito: Foto: Divulgação
Quem avista pela primeira vez as singelas casinhas envoltas por coqueirais ou caminha com água pelas canelas entre as piscinas naturais quentinhas da Praia do Toque mal se lembra que está a menos de 100km de Maceió, um dos destinos mais frequentados do Nordeste. De Barra de São Miguel a Japaratinga, a chamada Rota Ecológica de Alagoas segue por entre vilas de pescadores, alheias ao zum-zum-zum do mundo.

A maior preocupação de quem vive ali é saber a hora em que a maré sobe ou desce. Quando recua, é possível fazer longas caminhadas até os recifes imersos em uma paisagem de azul infinito, que integra a segunda maior costa de corais do mundo. Neste momento, as mulheres das comunidades locais se dedicam ao paciente ritual de catar conchinhas de mariscos, como a taioba e massunim, enterrados na areia. Enquanto isso, os homens se aventuram em mergulhos além da costa de corais atrás das lagostas, em uma espécie de caça submarina um tanto pitoresca.

As iguarias encontradas vão direto para as panelas dos chefs das pousadas fincadas na areia de praias semidesertas, como São Miguel dos Milagres ou Porto de Pedras. Camufladas na paisagem de Mata Atlântica que se debruça sobre o mar, muitas delas ostentam cozinhas despretensiosas, mas surpreendentes, sempre abastecidas por estes frutos do mar fresquíssimos.

A culinária alagoana se vale de um interessante intercâmbio cultural, pois alguns restaurantes são comandados por italianos, franceses, israelenses, portugueses e brasileiros, que escolheram esse cantinho silencioso do mundo para desacelerar o ritmo e cozinhar divinamente bem. Por isso, mesmo que você se hospede em apenas uma das pousadas do roteiro, a ordem é peregrinar pelas diferentes opções das praias vizinhas e conferir o charme discreto de cada uma, além dos cardápios exclusivos.

Vale ainda se esticar até a popular praia de Maragogi, localizada a 20km depois de Japaratinga, para conferir as criações do Festival de Lagosta (www.festivaldalagosta.com.br), que acontece anualmente no mês de setembro. Encerrado o evento, os pratos ficam disponíveis em cerca de 20 restaurantes participantes durante um ano. O destaque de 2015 é o lagostim com risoto de coco do Hotel Salinas, que combina as duas maiores preciosidades da região. Também vale a pena experimentar criação do Hotel Areias Belas: uma lagosta que leva banana da terra, manteiga e gengibre.

Pousadas

Pioneira, e a mais sofisticada da rota, integra a associação das seletas pousadas de charme do Brasil. A fama da gastronomia premiada do lugar faz jus à dedicação do chef e proprietário Nilo Burgarelli. Suas criações conquistam os paladares mais exigentes com mimos como o mel de flores e frutas do mangue, ingrediente que dá o toque exclusivo no roesti de macaxeira recheado com moqueca de massunim. O mel, aliás, é um xodó do chef.

Deixe seu Comentário